Armindo Veloso




PRIMEIRO ROUND

Domingo é dia de eleições legislativas.
Após um verão quente de ataques e promessas chegou a altura de decidir.
Ou me engano muito ou os resultados eleitorais vão criar um nó-cego que só um bloco central desatará.
Se os dois partidos mais à esquerda, PCP/CDU e BE, somarem +/- 20 % de votos e o CDS mais os partidos residuais somarem +/- 10%, restam 70% de votos para o PS e PSD.
Quem ganhará? Logo se verá. No entanto, se um deles ganhar com dois ou três pontos percentuais de diferença do outro, muito provavelmente não fará maioria com a muleta CDS, única possível, no meu entendimento, como já aqui abordei noutro texto.
Ora, depois das eleições, se isso acontecer, há que pensar.
Se é certo que o Eng. Sócrates, ganhador, nunca teria a Dra. Manuela como vice-primeira ministra, também é certo que a Dra. Manuela, ganhadora, nunca teria o Eng. Sócrates vice-primeiro ministro. São inconciliáveis os dois.
Mas, se o perdedor se demitir, aí, há uma hipótese pacífica de se formar governo de bloco central. Isto dito nesta altura pode parecer absurdo. A ver vamos. Já vi coisas mais improváveis acontecerem.
Já repararam, caros amigos leitores, que desta forma se os dois partidos quisessem poder-se-ia fazer um governo, com os melhores dos dois lados, onde haveria todas as condições para dar seguimento às reformas estruturais adiadas sem conta e à maior de todas elas: uma revisão constitucional a sério – esta legislatura compete-lhe fazê-la – tão necessária para o país e que teria de mão beijada os dois terços dos votos que são precisos?
Em síntese, se houver vontade política, a legislatura que se avizinha poderá ser histórica.
Não é de somenos meter neste ‘puzzle’ o Presidente da República que apadrinharia com toda a força uma solução deste género.
Com vontade e sentido de missão, a formação de um governo, como o que aqui descrevi, seria histórica para o país e não poria em risco nada de essencial na nossa democracia. A alternância ficaria para mais tarde. Depois do país estar arrumado no essencial.
Até um dia destes.

CASTELO

Campanha

Os principais partidos políticos da Póvoa de Lanhoso apresentaram os candidatos às Eleições Autárquicas do próximo dia 11 de Outubro. Os militantes compareceram à chamada em força, mostrando que estão com os seus líderes. Independentemente das cores, é certo que para os candidatos estarem à altura dos seus apoiantes terão que fazer uma campanha esclarecedora, sem ataques, onde os programas falem mais do que as críticas aos seus adversários directos.
CASTELO DE AREIA

Blogues da Póvoa

Já não é a primeira vez que questiono a natureza de alguns blogues com 'sede' nas 'Terras da Maria da Fonte'. Sem citar os seus nomes (alguns nem publicidade merecem dada a baixeza dos seus conteúdos), tenho alguma dificuldade em perceber o que move os gestores deste tipo de espaços de opinião. Nesta altura em que os críticos aguçam a ponta do lápis para 'rasgarem em tudo que mexe', talvez seja esta uma ocasião para as pessoas repensarem a sua postura política. Os maiores representantes do concelho no distrito e no país estão debaixo de um incompreensível fogo cruzado. Talvez o ciúme e o fanatismo partidário expliquem tudo isto.

Inauguração uniu gerações

Criançada voltou a dar vida
à Escola António Lopes















O dia 12 de Setembro assinalou um momento importante na educação no concelho da Póvoa de Lanhoso, com a inauguração do primeiro centro educativo do concelho - o Centro Educativo António Lopes, numa obra que resultou da reconstrução e ampliação da Escola António Lopes.
Ao convite endereçado pela autarquia, foram muitos os que compareceram na inauguração do primeiro centro educativo do concelho da Póvoa de Lanhoso. As cerimónias tiveram o seu início pelas 16 horas, num dia marcante para a comunidade escolar, com os mais pequenos a dar as boas-vindas aos presentes. Para muitos, que já frequentaram os bancos das antigas Escolas António Lopes, foi o voltar ao passado, recordando as salas por onde passaram.
Ao antigo edifício, totalmente remodelado, acresce agora uma nova área, numa obra que aliou o passado ao futuro, procurando respeitar o legado de António Lopes.
As cerimónias tiveram início com o descerramento da placa comemorativa, pelo presidente da Câmara Municipal, Manuel José Baptista, e pelo director-adjunto da DREN, Manuel Oliveira, seguindo-se, momentos depois, a bênção das instalações pelo padre Armindo Gonçalves, arcipreste e pároco da Póvoa de Lanhoso. Depois, crianças e adultos lançaram-se na descoberta do Centro Educativo António Lopes, ficando a conhecer todos os espaços que dele fazem parte.
Para uns foi o voltar ao passado e para os mais pequenos foi a alegria de conhecer o espaço que dentro em pouco passarão a ocupar. Num investimento de cerca de 2 milhões de euros, com parte do investimento a ser financiado a 70% pelo QREN, o Centro Educativo António Lopes, é composto por 11 salas para o 1.º ciclo, com capacidade para 265 alunos, e 4 salas para jardim-de-infância, com capacidade para 75 crianças, dispondo ainda de ginásio, polivalente, refeitório, biblioteca, sala de informática, consultório, zonas de recreio cobertas e descobertas, gabinetes de apoio e sanitários...

Entrevista a Gabriela Fonseca, Vereadora da Educação

“Este executivo
tem a preocupação de colocar as
pessoas em primeiro lugar”


Maria da Fonte - Recentemente, o Pelouro da Educação apresentou o Manual Digital. De que forma irá chegar a todos os alunos e qual a sua importância?
Gabriela Fonseca - No decorrer da Semana da Educação, o Manual Digital foi apresentado a todos os docentes do 1º ciclo e pré-escolar. Acreditamos que será uma importante ferramenta para os alunos do 1º ciclo do Ensino Básico que já detêm o computador Magalhães e, pela reacção dos docentes, ficou claro que vai valer a pena o investimento que a autarquia fez nos manuais digitais. Os alunos terão à sua disposição um conjunto de actividades nos domínios da Matemática, da Língua Portuguesa, do Estudo do Meio e do Inglês, umas com carácter mais lúdico outras mais pedagógico. Será certamente um bom complemento da componente lectiva e mais atractivo. Ainda esta se-mana serão entregues, juntamente com os manuais escolares, e terão início as acções de formação dirigidas aos respectivos docentes. Apesar de os conteúdos estarem de acordo com os programas do 1º CEB, as senhoras educadoras já propuseram que estes também se dirigissem ao pré-escolar.
MF - O que está a ser feito no âmbito dos planos de contingência relativos à Gripe A?
GF - A autarquia disponibilizou-se para colaborar e está a colaborar com as Escolas, que estão a elaborar os seus Planos de Contingência, de acordo com as recomendações, mas adaptados às suas realidades. Enquanto vereadora da Educação estou, naturalmente, preocupada e atenta. Tenho participado em reuniões com os Agrupamentos de Escolas, disponibilizei-me para com os Agrupamentos reunir com o Centro de Saúde e com as empresas transportadoras de forma a trabalharmos em rede e em estreita colaboração. Devo confessar que o facto que mais me preocupa é a circulação do dinheiro e os transportes públicos/escolares. Posso dizer que estão a ser tomadas todas as medidas necessárias, mas sem alarmismos. Naturalmente que os professores e os educadores terão um importante trabalho a desenvolver junto dos pais e dos alunos.
MF - Como se processou o arranque deste ano lectivo?
GF - Arrancou com toda a normalidade. Posso até afirmar que, tendo em conta a entrada em funcionamento do primeiro Centro Educativo, a elaboração dos planos de contingência e outros aspectos de última da hora, o início do ano lectivo está a correr muito bem. Em termos de apoio social escolar, a inserção dos alunos nos respectivos escalões, quer no 1ºCEB quer no pré-escolar, e a sua comunicação às escolas e às instituições com as quais temos parcerias, já foi efectuada. Em termos de colocações, posso dizer que, no dia 3 de Setembro já estavam colocados todos os professores das Actividades de Enriquecimento Curricular e os horários atribuídos, por forma a participarem no planeamento do ano lectivo. Para além disto, como já referi, ainda esta semana vamos entregar os manuais escolares e os manuais digitais...

póvoa de lanhoso


Autarquia povoense inaugurou Jardim Gonçalo Sampaio

Numa cerimónia realizada no dia 12 de Setembro, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, inaugurou o Jardim Gonçalo Sampaio, num espaço localizado na intersecção da Avenida 25 de Abril com a Estrada de Mirão, na Póvoa de Lanhoso, e que integra o monumento ao professor e uma estação do conhecimento.
Num investimento superior a 200 mil euros, o Jardim Gonçalo Sampaio conta com financiamento de 70 por cento no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), através do Programa Operacional da Região Norte - ON 2, num espaço que pretende ser um local de recreio, conhecimento cientifico e cultural.
Num projecto autoria do arquitecto Manuel Sousa, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procura perpetuar a memória de Gonçalo Sampaio, um amante da etnogra-fia e da música tradicional. por duas estruturas de caminhos, uma rectilínea, que simboliza o rigor da Ciência, e outra curvilínea, que simboliza os hobbies e as paixões de Gonçalo Sampaio, nomeadamente o folclore e a música tradicional, o Jardim Gonçalo Sampaio integra ainda um monumento ao professor e uma estação do conhecimento, onde os mais novos podem lidar com a acústica, formas, sistema métrico, tempe- ratura, ângulos, entre outros, mas tudo numa lógica de parque infantil.
Fontarcada prepara festejos
em honra de S. Francisco


Depois da inauguração, no dia 18 de Agosto, a nova capela de S. Francisco, no lugar de Simães, prepara-se para receber as festividades em honra daquele santo, que ali ocorrem de 2 a 4 de Outubro.
Do programa
elaborado consta, no dia 2, sexta-feira, pelas 20h30, a actuação do Rancho Folclórico de Fontarcada e, pelas 23 horas, uma sessão de fogo. Durante aquele dia, o espaço das festas será animado com música gravada. No dia seguinte, sábado, às 11h30, tem lugar a entrada do grupo de Zés Pereiras, de Barcelinhos, que percorrerão o lugar, na tarde daquele dia. À noite, a música está em destaque com a actuação, pelas 21 horas, do conjunto "Santo André". Uma sessão de fogo encerra as festas. No último dia, domingo, dia 4 de Ou-tubro, dia de S. Francisco, as atenções estão voltadas para os actos religiosos. Às 9h30, entra no recinto a Fanfarra do CNE de Fontarcada, seguindo-se, às 10 horas, a celebração da Eucaristia, com sermão, solenizada pelo Grupo Coral do CNE local. Pelas 14 horas, tem lugar a entrada da Banda Musical de Cavos e, pelas 15 horas, a grandiosa procissão, abrilhantada por diversos andores e figuras alegóricas. No final deste acto religioso tem lugar um concerto pela Banda Musical de Cal-vos.
Pelas 20 horas, sobe ao palco pelo Rancho Folclórico de Calheiros, de Ponte de Lima.

Grande mobilização de apoiantes socialistas

PS apresentou candidatos às autarquias

O Campo da Feira foi o local escolhido pelo PS para a apresentação dos seus candidatos à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia. Num dia de grande mobilização dos militantes e simpatizantes, o local foi inundado de cor, com os participantes a envergar t-shirts, bonés e bandeiras de apoio aos candidatos socialistas. Dos vários pontos do concelho as viaturas chegaram em caravana, dirigindo-se ao campo da feira, ponto de encontro e de realização da festa dos socialistas do concelho, numa verdadeira enchente e numa grande mobilização socialista.
Um a um, os candidatos aos diversos órgãos foram chamados ao palco, dando-se a conhecer a todos os presentes. A par dos cabeças de lista às Assembleias de freguesia, pelo palco passaram também os elementos que integram as listas às várias freguesias. No momento dos discursos, iniciados pelo presidente da comissão política, Sérgio Ma-tos, as baterias foram apontadas à Câmara Municipal. Entre outros pontos, o presidente da Comissão Política destacou os postos de trabalhos prometidos por Manuel José Baptista, a Via Circular que não foi concretizada, assim como o Jardim António Lopes que, segundo Sérgio Matos, “custou mais do que o que ele investiu nos últimos quatro anos na maioria das freguesias”.
Depois de Sérgio Matos seguiu-se o mandatário das listas do PS, Padre Luís Peixoto. “Para mim, a minha terra só tem sentido se for a melhor, se tiver o melhor”, disse o mandatário, que não deixou de enaltecer as qualidades de António Lourenço.
“Sinto que estou ao lado dos melhores e daquele que a minha terra precisa para ser maior e melhor”, considerou o Padre Luís Peixoto...
Especial Autárquicas

Nas próximas eleições autárquicas, a 11 de Outubro, são quatro os candidatos que disputam a presidência da Câmara Municipal e Assembleia Municipal. Na corrida à Câmara Municipal, para além de Manuel José Baptista, do PSD; António Lourenço, do PS; Rodolfo Pontes do PSD; junta-se Ana Maria Fernandes Perdigão Antunes, que concorre pelo CDS/PP. Quanto à Assembleia Municipal, aquele cargo será disputado por Humberto Carneiro, do PSD; António Ramalho, do PS; Pedro Vale, da CDU; e José Eduardo da Silva Baptista Vieira, do CDS/PP. O prazo limite para entrega das listas às eleições autárquicas decorreu dia 17 de Agosto, e as listas candidatas à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia. No caso das Assembleias de Freguesia, o PSD concorre com 27 listas próprias, recebendo, de acordo com os responsáveis do partido, o apoio declarado da lista independente de Moure. A freguesia de Ferreiros é a única em que o PSD não vai a votos.
Quando ao Partido Socialista, são 26 as freguesias em que os socialistas apresentam listas próprias, dando ainda apoio às listas independentes de Monsul e Serzedelo. A freguesia de Santo Emilião é a único onde o PS não está representado. Relativamente à CDU, para além da Câmara e Assembleia Municipal, apresentam candidatos em dez freguesias do concelho: S. Gens de Calvos, S. Martinho do Campo, Friande, Fontarcada, Garfe, Póvoa de Lanhoso, Santo Emilião, Sobradelo da Goma, Taíde e Travassos. O CDS, para além da Câmara e Assembleia Municipal, concorre com lista própria na freguesia de Santo Emilião.
Em Galegos, para além dos candidatos do PS e do PSD, o actual presidente de Junta de Freguesia concorre a um novo mandato, apresentando-se a votos com uma lista independente. Com vitória já assegurada está o candidato do PS à freguesia de Ferreiros, uma vez que é a única lista a sufrágio. Candidatos apresentados, resta agora esperar pelo dia 11 de Outubro, para ficarmos a conhecer as escolhas dos povoenses para os vários cargos autárquicos.

Desporto

Porto D’Ave bate Pica e é líder

No arranque da segunda jornada do Campeonato Distrital da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga, a formação do Porto D’Ave assume, provisoriamente, a liderança da prova, depois de conquistar, na deslocação ao terreno de jogo da ACD Pica, uma vitória, por 3-1, numa partida em que Vi-tinha foi, sem dúvida alguma, o homem do jogo depois de marcar os três golos dos forasteiros. Depois de um empate na primeira jornada, a formação da Póvoa tinha uma difícil deslocação ao terreno de jogo do líder do campeonato, a equipa da Pica que, no arranque do campeonato, foi a única a conseguir alcançar a vitória. Mostrando grande confiança, a formação da casa entrou muito forte em campo, dominando os acontecimentos e conseguindo mesmo chegar ao golo, muito cedo na partida. Logo aos cinco minutos, numa rápida jogada de contra-ataque, Ismael isola-se após passe longo da defesa da Pica e, perante a saída do guardião Clemente, executou um excelente “chapéu”, levando a bola ao fundo das redes do Porto D’Ave e fazendo vibrar o muito público que presente nas bancadas...
Pedrinho endiabrado
partiu defesa
fangueira

Dois jogos, duas vitórias. É este, até ao momento, o saldo do Maria da Fonte no Campeonato Nacional da III Divisão. Depois de uma vitória, por 1-0 sobre o Santa Maria, na primeira jornada da prova, desta vez a equipa da Póvoa de Lanhoso deslocou-se a Fão onde conseguiu vencer por 2-0. Numa partida que prometia muita animação e momentos de bom futebol, foi isso mesmo que aconteceu com os protagonistas do encontro a mostrarem, desde cedo, que estavam dentro de campo para fazerem o seu melhor e tentar chegar à vitória. Entrou melhor a formação forasteira, mais autoritária e conseguindo impor o seu futebol a uma equipa do Fão que vinha de uma derrota e queria apagar a má imagem deixada nessa partida, mas que não conseguiu, ainda, mostrar todo o seu potencial.
Os primeiros 15 minutos de jogo passaram com o Maria a mandar na partida, aproximando-se com mais perigo da baliza defendida por Pinho que, no entanto, não foi cha-mado a realizar qualquer defesa mais complicada.
Depois dessa entrada de rompante, o Fão começou a conseguir equilibrar um pouco mais a partida, quebrando o ascendente do Maria e tendo mesmo criado um dos casos do jogo, quando o guarda-redes Miguel defendeu a bola com as mãos fora da grande área, quando Luís Pedro podia ter chegado ao esférico isolado...
Humberto Carneiro candidata-se e novas ambulâncias
Misericórdia
e Bombeiros Voluntários:
prendas e novidades em dia
de festa de aniversário

Freguesia de Taíde celebrou ‘Romaria dos bifes’
Banho de multidão
na Sra. de Porto d’Ave

Póvoa de Lanhoso
Praias fluviais muito procuradas
na época de Verão

EDITORIAL

Armindo Veloso




A CULTURA E O POPULISMO
Há pessoas que militam na esquerda intelectual e vivem acantonadas no seu mundo da cultura que, muitas vezes sem darem por isso, desprezam aqueles que vivem no meio do povo tomando café com este, cerveja com aquele, não faltando a nenhum funeral e mostrando-se em todos os casamentos. Chamam a isso populismo e, muitas vezes, com razão. Como seria bom que o meio termo imperasse!
Este tipo de indivíduos é fundamental numa nação moderna e democrática. Lá vão fazendo alguma coisa que reverte em prol de todos, seja nos livros que escrevem, nos artigos de jornais ou revistas que editam ou nas conferências, a maioria nocturnas, que proferem.
Porém, a maioria deles está tão fora do mundo real que são um desastre a gerir o que quer que seja. Quando são chamados para desempenharem lugares, por exemplo de presidente de Câmara, mantêm uma postura relativamente próxima do povo e gerem a sua imagem imperial.
O problema é que o povo, quando é chamado a decidir, vota, na maioria das vezes, nos candidatos que lhes dão mais garantias de que vão fazer a maior parte das coisas que prometeram.
Eles querem quem faça as estradas que andaram a ser prometidas há anos; quem lhes leve a água pública junto de suas casas; quem lhes ponha a energia eléctrica onde quer que estejam; ter saneamento básico; serem recebidos sem salamaleques pelos serviços camarários, pelos vereadores ou mesmo pelo presidente; querem que o seu autarca vá à festinha da paróquia da sua aldeia; gostam que o presidente vá ao funeral do avô velhinho que morreu; gostam de quem lhes dê uma palmada nas costas, enfim, gostam de quem estiver próximo deles e de quem ponha as unhas de fora pela sua terra ao negociar com o poder central.
Chamando-lhes populistas ou não, o povo prefere gente que faz! E o povo é quem mais ordena.
Ou só ordena quando convém?...
Até um dia destes.
CASTELO

5 de Setembro

A Póvoa de Lanhoso esteve em festa no dia 5 de Setembro, com duas das mais prestigiadas instituições do concelho a celebrar o seu aniversário. Em ambos os casos, a preocupação com o futuro está presente. Inauguração dos Serviços Administrativos Centrais, construção de uma Unidade de Longa Duração, no âmbito dos Cuidados Continuados e um projecto para a criação da Clínica Social da Misericórdia marcam o futuro da Santa da Casa. Do lado dos Bombeiros Voluntários, o futuro é assegurado pela integração de jovens Bombeiros e por um corpo de Infantes, os bombeiros de amanhã. A renovação da frota e a aquisição de diverso material marcam as apostas dos soldados da paz povoenses. Parabéns aos responsáveis e todos aqueles que integram as duas instituições.
CASTELO DE AREIA
Pressões?
Na apresentação das candidaturas do CDS/PP às próximas eleições autárquicas, o presidente da distrital daquele partido, Nuno Melo, apontou o dedo a pressões exercidas sobre alguns elementos que pretendiam integrar as listas do CDS/PP.
A ser verdade, tal facto é deveras preocupante uma vez que vivemos num período de liberdade… liberdade de escolha, liberdade de voto, entre outras.

Verão

Praias fluviais muito
procuradas nesta época


A praia fluvial de Verim, a praia da Rola, em Taíde, e a praia fluvial de Oliveira são três dos locais no concelho muito procurados nas épocas de Verão. Quando o calor aperta, os povoenses, e não só, procuram estes locais para se refrescarem e, em alguns deles, descansarem à sombras das suas árvores.
Os dias quentes que se têm feito sentir têm
proporcionado uma grande afluência a estes locais, desde os mais pequenos aos mais velhos, muitas vezes em convívio familiar.
Em Verim, a sombra das árvores e as águas calmas convidam a um dia tranquilo e são muitos ali se deslocam para desfrutar de um dia bem passado na praia fluvial. O amplo espaço, que se encontra arranjado e limpo, convida a um dia em família, com as águas calmas a possibilitar o banho aos mais pequenos. Contando com a presença de salva-vidas, são muitos os que optam por este local para passar um dia tranquilo. Uma intervenção nas estruturas de apoio, bar e sanitários, permitiria dar uma maior dignidade e embelezamento ao espaço.
A beleza da praia da Rola, em Taíde, é um dos motivos porque muitos elegem este local como destino nos dias mais quentes. As infra-estruturas de apoio têm sido vítimas de vandalismo e tal facto obriga que as entidades competentes, Câmara Municipal e Junta de Freguesia, despendam de elevadas verbas na sua reparação. No inicio da época balnear as infra-estruturas, bar e sanitários encontravam-se completamente destruídas. Recentemente, a Junta de freguesia de Taíde e o responsável pela exploração do bar procederam a uma intervenção naquelas estruturas, dando uma maior dignidade ao espaço. Contudo, este ano, a Praia Fluvial de Taíde não dispõem de salva-vidas, pelo que o local não está vigiado.
Em Oliveira, a Praia Fluvial encontra-se bem asseada e a Junta de Freguesia tem encetado esforços para que a mesma se encontre limpa e nas devidas condições para receber os veraneantes. Apesar de possuir um pequeno areal, são muitos os que elegem o local para passar umas horas tranquilas e refrescar-se do calor que se faz sentir, contando com a vigilância de um salva-vidas.
Quando o calor aperta, nada melhor que uma praia fluvial para combater as altas temperaturas que têm assolado a região.

Inauguração

Centro Educativo
e Jardim Gonçalo Sampaio


Tem lugar amanhã, sábado, a inauguração do primeiro centro educativo do concelho – o Centro Educativo António Lopes, que resulta da remodelação e ampliação da Escola Primária António Lopes, no centro da vila. A inauguração tem lugar pelas 16 horas. Naquele dia, às 11 horas, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procede à inauguração do Jardim Gonçalo Sampaio, em que se insere o Monumento ao Professor, e se localiza próximo na intersecção da Avenida 25 de Abril com a Estrada de Mirão.

MISERICÓRDIA

Câmara Municipal
apoia Unidade de Longa Duração


A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a Santa Casa da Póvoa de Lanhoso assinaram, recentemente, um protocolo de Apoio Financeiro para a comparticipação do Município à construção de uma Unidade de Longa Duração já em curso pela Misericórdia.
"O Município da Póvoa de Lanhoso, enquanto entidade vocacionada para a prossecução de fins públicos, não pode nem deve alhear-se de um projecto com essa envergadura, cabendo-lhe um papel decisivo na área social, sobretudo de apoio aos estratos mais carenciados, desfavorecidos e aos que não encontram outras formas de apoio", refere a autarquia.
Recorde-se que a Misericórdia foi contemplada com a aprovação da candidatura ao Programa MODELAR (Programa de Atribuição de Apoios Financeiros) com o projecto de investimento em unidade de cuidados intensivos continuados integrados, designada por Unidade de Longa Duração e manutenção da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso.
A comparticipação financeira da Câmara Municipal àquele projecto é de 15 por cento do valor elegível no âmbito dessa candidatura aprovada (no valor de 1.243.435,00 euros), o que equivale a um montante aproximado de 186.500 euros.
A construção da Unidade de Longa Duração começou no mês de Junho. Aquele equipamento, com 2400 metros quadrados, terá capacidade para 29 camas, e deverá estar concluído no final deste ano, de modo a poder integrar a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados.

SETEMBRO

Atelier de Maquilhagem e Lan Party
animam Espaço Jovem


Indo de encontro aos gostos do público mais jovem, o Espaço Jovem, no Parque do Pontido, promove sábado, dia 19 de Setembro, um atelier dedicado às Técnicas de Maquilhagem. A iniciativa, cujo início está marcado para as 10h30, será ministrada pelo “Helena Cabeleireiros”, onde os jovens poderão aprender diversas dicas para um visual perfeito. No decurso do mesmo, podem ser vistos e experimentados os diversos tipos de produtos disponíveis no mercado.
No dia 25, as atenções estarão voltadas para a realização da segunda edição da Lan Party. Depois do sucesso alcançado em 2008, o Espaço Jovem volta a apostar nesta actividade, com a abertura pelas 15 horas do dia 25 de Setembro e o encerramento a acontecer 24 horas depois.
“Esta iniciativa vai juntar simpatizantes de informática e/ou jogos de computador, em que através do acesso a uma rede local (LAN) disponibilizada para o efeito, vai ser proporcionando o convívio e a realização de jogos de computador multiplayer”, revela o Espaço Jovem, que adianta que serão realizados, entre outros, torneios de Counter Strike e Trackmania.
“Assim, iremos oferecer esta festa da informática no Espaço Jovem da Póvoa de Lanhoso, a todos quantos se mostrem interessados em participar. Escolhe os torneios que preferires e inscreve a tua equipa”, incentiva o Espaço Jovem.

Hospital António Lopes comemorou 92.º aniversário

Humberto Carneiro assume
candidatura no dia de aniversário


No dia de aniversário do Hospital António Lopes, a 5 de Setembro, Humberto Carneiro, Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, assumiu a sua candidatura a um novo mandato de três anos. Os projectos em curso, e a concretização, assim como a sustentabilidade dos mesmos são as razões que levam Humberto Carneiro a recandidatar-se a um novo mandato à frente dos destinos da Misericórdia.
Tal como vem acontecendo nos últimos anos, a Santa Casa da Misericórdia da Pó-voa de Lanhoso e a Associa-ção Humanitária dos Bom-beiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso elaboraram um programa conjunto para celebrar a passagem do aniversário de ambas as institui-ções, no dia 5 de Setembro. De entre os vários momentos constantes do programa, teve lugar o hastear da bandeira, a romagem ao cemitério e a missa solenizada, seguindo-se a homenagem ao benemé-rito António Lopes, no seu monumento situado no Largo António Lopes.
Posteriormente, entidades e convidados presentes rea-lizaram uma visita às obras de reconstrução e ampliação da Casa do Feitor que irá acolher a Unidade de Longa Duração, que será baptizada com o nome de Elvira Câmara Lopes, em homenagem à esposa do grande benemérito povoense. Depois desta visita, e de se ficar a conhecer o andamento da obra, teve lugar a inauguração da remodelação e ampliação dos Ser-viços Administrativos Cen- trais da Santa Casa, com o descerramento da placa come- morativa e bênção das instalações.
O Salão Nobre do Hospital António Lopes recebeu na sessão solene, no decurso da qual Humberto Carneiro des-tacou que aquele era um dia especial para o concelho, com o aniversário das duas maiores instituições. Vincando que a Santa Casa se encontra mais rica em termos de património, mais sólida em termos económicos e financeiros e nas respostas oferecidas à comunidade, o Provedor da Santa Casa destacou as obras realizadas ao longo do mandato. No dia 11 de Feve-reiro de 2010, dia em que se assinala o 100.º aniversário da morte de Elvira Câmara Lopes, a Santa Casa da Mi-sericórdia irá proceder à inauguração da Unidade de Lon-ga Duração, com capacidade para 29 camas.
Humberto Carneiro deixou ainda uma nota de preocupação relativamente às oscilações nas taxas de ocupação da unidade de conva- lescença, revelando que “as valências afectas a esta uni-dade não podem estar ao sabor das oscilações”.
Aos funcionários da insti-tuição, o Provedor da Santa Casa deixou uma nota de reconhecimento pela entrega, empenho e dedicação.
Naquele momento, Humberto Carneiro distinguiu 19 colaboradores da Santa Casa, pela comemoração dos 10, 20 e 30 anos ao serviço da instituição.
(...)

Bombeiros Voluntários

Secretário de Estado da Saúde
apadrinhou aniversário

Numa cerimónia que contou com a presença de Manuel Pizarro, Secretário de Estado da Saúde, os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso comemoraram, no dia 5 de Setembro, o seu 105.º aniversário, num acto que ficou marcado pela assinatura de um protocolo com o INEM para a criação de um posto de emergência médica, que ficará localizado no quartel da associação. A partir daquele dia, a frota automóvel dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso conta com uma ambulância do INEM, apadrinhada pelo Secretário de Estado da Saúde.
Para além da viatura do INEM, os soldados da paz povoenses inauguraram três novas ambulâncias, uma de socorro e duas de transportes de doentes, uma delas usada, adquirida na Holanda, que será utilizada, preferencialmente para transportes de longa duração. A par da aposta na renovação da frota automóvel, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso tem adquirido diverso material para a corporação, nomeadamente equipamento de protecção individual, dando melhores condições de trabalho a todos aqueles que diariamente servem a associação e praticam o lema “Vida por Vida”.
Pelas mãos do Governador Civil de Braga, José Ferreira Lopes, veio o despacho, já enviado para publicação em Diário da República, que assegura a entrega, em breve, da viatura de desencarceramento, há muito prometida pelo poder central à corporação da Póvoa de Lanhoso.
As cerimónias de aniversário iniciaram-se pelas 9 horas, com o hastear da bandeira e formatura geral na parada do Quartel dos Bombeiros Voluntários, seguindo-se, juntamente com os elementos da Santa Casa, a romagem ao cemitério e, pelas 10h30, a missa solenizada. Posteriormente, as duas entidades prestaram homenagem a António Ferreira Lopes, fundador dos Bombeiros e do Hospital, junto ao seu monumento.
De tarde, pelas 15 horas, as atenções estiveram centradas no corpo dos infantes que realizou uma descida de rappel. Segundo o comandante honorário Costa e Silva, tratou- -se de um exercício com cordas, com níveis de segurança. Durante os últimos tempos, os mais pequenos estão a assimilar conhecimentos relacionados com as regras de segurança e obediência.
Depois da cerimónia de bênção das novas viaturas, da promoção e condecoração de diversos bombeiros, seguiu-se uma homenagem aos saudosos comandantes e ao bom-beiro voluntário, com a deposição de flores no busto do comandante Luís Pinto da Silva e Monumento ao Bombeiro Voluntário.
Os beneméritos e amigos da instituição não foram esquecidos e duas das ambulâncias receberam o nome Família Ferreira Martins e Intermar-ché, reconhecendo-se, desta forma, todo a ajuda prestada ao longo destes anos.
As cerimónias contaram ainda com a sessão solene, no Fórum dos Bombeiros Voluntários, num acto em que marcaram presença as autoridades civis e religiosas. De- pois da cerimónia de assinatura de protocolo, o representante do INEM, Pedro Lopes, anunciou que, a curto prazo, a ambulância agora entregue, assim como as restantes entregues pelo INEM, serão dotadas de um disfibrilhador, que será um “importante factor da melhoria do socorro, seguindo-se a formação dos profissionais, que são um factor decisivo para a qualidade do serviço prestado.
(...)

Taíde

Fé arrasta multidões
a Porto d’Ave


Terminou, no passado domingo, a Romaria de Nossa Senhora do Porto d’Ave em Taíde, cujo início ocorreu no dia 29 de Agosto. A solene procissão, na tarde daquele dia, foi um dos momentos altos da Romaria de Nossa Senhora do Porto d’Ave.
Ano após ano, aquela celebração, conhecida como a romaria dos bifes e dos melões, continua a atrair multidões, com os devotos a marcar presença nos vários momentos do programa, elaborado pela Real Confraria de Nossa Senhora do Porto d’Ave. No domingo, principal dia de festa, os actos religiosos estiveram em destaque, com a eucaristia, durante a manhã, a ser presidida por D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga. No decurso da homília, o responsável máximo da Diocese de Braga deixou o apelo para que “sejamos Cristãos em todos os momentos que compõem a nossa vida”, tomando “consciência permanente, contínua e constante de que somos Cristãos e por isso temos que viver o nosso baptismo”.
Para além de incentivar os presentes a acolher e ouvir a palavra de Deus, D. Jorge Ortiga defendeu a necessidade de “professar a Fé”. A par desta necessidade de ouvir e professar a palavra de Deus, o Arcebispo Primaz de Braga alertou de que “nem sempre a palavra de Deus é proclamada de modo a ser ouvida. Os leitores nem sempre se preparam como deviam preparar porque as condições para proclamar essa palavra nem sempre são as melhores”.
No decurso daquela manhã, centenas de devotos deslocaram-se ao interior do templo para pedir a protecção daquela santa e cumprir as suas promessas. Dos mais pequenos aos mais adultos, foram vários os que se deslocaram à sacristia para beijar a imagem de Nossa Senhora do Porto d’Ave, pedindo-lhe a sua protecção. De tarde, pelas 17 horas, saiu à rua a majestosa procissão, que contou com dez andores, ornamentados com flores naturais, e dezenas de figurantes, num acto que teve a colaboração do Corpo de Escutas daquela freguesia. Antes deste acto religioso, a actuação da Banda Musical de Golães e a Banda Musical Arocense deliciaram os presentes com as suas magníficas interpretações. Na procissão solene, que percorreu as principais artérias, estiveram representados os grupos e associações da freguesia, assim como o poder civil e religioso.

ELEiÇÕES AUTÁRQUICAS

JS lança manifesto eleitoral

No passado Sábado, dia 29 de Agosto, a Juventude Socialista apresentou publicamente o seu manifesto eleitoral para as Autárquicas 2009.
Nesta sessão pública estiveram presentes o candidato à Câmara Municipal, António Lourenço, o cabeça de lista da Assembleia Municipal, António Ramalho, o candidato a vereador, Paulo Gago, bem como candidatos às Assembleias de Freguesia, simpatizantes e militantes da Juventude Socialista e do Par- tido Socialista.
Este fórum, que o grupo decidiu denominar “Farol da Mudança, Geração com horizontes” vê nesta candidatura de António Lourenço uma oportunidade única para que a Póvoa de Lanhoso volte a encontrar um rumo e para que essa mudança se concretize. “Nós, jovens povoenses, estamos dispostos a dar o nosso contributo de forma entusiasta. É também por isso que concretizamos este projecto, porque acreditamos no trabalho desenvolvido pelo rum”, revelou Pedro Silva, da JS.
“A Póvoa de Lanhoso tem que voltar a ter um presidente de câmara que dignifique o município bem como o cargo de presidente, temos que voltar a ter um presidente de Câmara presente, que defenda os interesses de todos os povoenses”, atirou Pedro Silva.
“Outubro é o mês da oportunidade que há tanto tempo esperamos, é o mês em que os jovens podem voltar a sentir esperança e acreditar, é o mês em que termina um ciclo para dar inicio a um novo, é o mês em que os jovens vão começar a ter uma palavra na gestão diária dos destinos do concelho através das propostas apresentadas”, incentivou o líder da JS.
“Estas propostas, num total de 35 medidas realistas, em que muitas delas acabam por ser posteriormente desdobradas, representam a vontade da juventude da Póvoa de Lanhoso em fazer parte deste projecto. Desta forma, assumimos a nossa capacidade de agir, a nossa capacidade de nos mobilizarmos para vencer, a nossa capacidade de reivindicarmos, para nós, os jovens, parte da agenda municipal a partir do próximo dia 11 de Outubro”, disse aquele responsável.

Câmara e Assembleia Municipal

CDS apresentou candidatos

O Hotel Póvoa de Lanhoso foi o local escolhido, pelo CDS/PP, para a apresentação dos candidatos à Câmara e Assembleia Municipal da Póvoa de Lanhoso e Assembleia de Freguesia de Santo Emilião, num acto que contou com a presença de Nuno Melo, presidente da distrital de Braga do CDS/PP e Eurodeputado.
A apresentação dos candidatos teve lugar pelas 18 horas de sexta-feira, dia 4 de Setembro, e durante a cerimónia os candidatos deram a conhecer algumas das linhas orientadoras do programa eleitoral às próximas autárquicas de 11 de Setembro.
Ana Maria Fernandes Perdigão Antunes, arquitecta, natural da freguesia de Louredo, mas actualmente a residir no Porto é a candidata escolhida pelo CDS/PP para encabeçar a lista à Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, com João Armando Ribeiro Ferreira Araújo e Luís Rodrigo Martins Megre Beça a ocupar, a 2.ª e 3.ª posição, respectivamente. Na corrida à Assembleia Municipal, o CDS/PP apresenta como candidato José Eduardo Pinto da Silva Baptista Vieira, bancário, bem conhecido pela sua ligação ao partido e pelo trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos. A função de mandatário político é ocupada por Luís Rodrigo Martins Megre Beça, residente na freguesia de S. João de Rei.
Quanto às freguesias, o CDS apresenta apenas uma candidatura no concelho, à Assembleia de freguesia de Santo Emilião, com a lista a ser liderada por Joaquim Jorge Ribeiro Rodrigues.
“A minha candidatura prende-se principalmente com eu ser uma pessoa que gosta de desafios”, referiu a candidata à Câmara Municipal, cujo convite para liderar a lista do CDS partiu de Nuno Melo.
“Vi nesta proposta a possibilidade de participar na melhoria e evolução deste concelho que tanto me diz”, disse a candidata, que fez questão de mencionar as suas raízes, presentes na Casa d’ Além, na freguesia de Louredo.
Apesar de residir actualmente no Porto, devido à sua actividade profissional, Ana Maria Perdigão Antunes fez questão de afirmar que tem acompanhado a evolução de Louredo, assim como do concelho da Póvoa de Lanhoso. “Conheço os seus problemas e estou disposta a pôr a minha energia, o meu conhecimento e vontade ao serviço da Póvoa de Lanhoso. Como arquitecta sou particularmente sensível às questões do urbanismo, do património edificado e do ordenamento do território”, salientou Ana Maria.
“Acredito no direito à opinião e na participação responsável nas decisões que nos afectam, directa ou indirectamente”, disse a candidata do CDS que tem como valores principais a justiça e a liberdade consciente e cívica.
“Lançam-se agora as sementes de um CDS que, independentemente de qualquer resultado crescerá forte e sustentadamente, no sentido da alternativa que justifica ser”, referiu a candidata do CDS/PP.

Presidente da distrital

Nuno Melo denuncia pressões

Apontando que a lista candidata às autárquicas pelo CDS/PP aposta na renovação, Nuno Melo, presidente da distrital, e é uma aposta a quatro anos.
“Queremos ir a votos, com caras novas, com um projecto bem definido que será posteriormente apresentado”, disse Nuno Melo.
“Vamos a votos, queremos ter bons resultados, todos os partidos querem, mas esta é uma corrida de fundo não é uma corrida de cem metros. Vamos aceitar os resultados, que esperamos que sejam bons, e daqui a quatro anos cá estaremos com esta semente, que já deu em árvore, já teve frutos e com um partido que será certamente forte”, vincou Nuno Melo.
A par destes apontamentos, o líder da distrital do CDS destacou que não apresentam candidaturas contra ninguém e denunciou que candidatos do CDS foram pressionados para desistir das suas candidaturas. “Isso é uma indecência. Nós não o fazemos e não aceitamos dos outros”, disse, dando o seu apoio a quem sofreu essas pressões, aguentou e ficou nas listas.

Candidato à Assembleia Municipal

José Eduardo está confiante

Denunciando também que algumas pessoas foram “pressionadas a não fazer parte das listas”, José Eduardo Baptista Vieira, candidato à Assembleia Municipal da Póvoa de Lanhoso, apontou a necessidade de aproveitar as ideias e os jovens com valor.
“Podíamos ter mais listas às Assembleias de Freguesia mas iríamos ter listas que não iam ser ganhadoras sem essas pessoas”, disse José Eduardo.
“A minha geração e a geração das pessoas até aos 40 anos não tem tido no concelho da Póvoa de Lanhoso o seu devido valor ou serem aproveitadas para diversas funções. Há pessoas, e não falo só no CDS mas de diversos partidos, com valor, que foram postas de parte, substituídas, talvez, por pessoas que nem metade do seu valor têm”, disse.
“Com a nossa candidatura queremos quebrar esta situação em que só a geração dos 41 anos para cima tem acesso ao poder, tem acesso às directrizes que o concelho tem vindo a seguir. Queremos lançar pensamentos novos, demonstrar que nós, jovens, temos valor, ideias e vontade de trabalhar”, referiu o candidato à Assembleia Municipal.
“Sinto-me muito confiante na minha candidatura. Vivo na Póvoa de Lanhoso há muitos anos, sou povoense de gema, faço a minha vida na Póvoa de Lanhoso e estou plenamente à vontade para ir a votos porque as pessoas conhecem-se, sou humilde e poderei dar um contributo positivo na Assembleia Municipal. Faz muita falta a voz do CDS na Assembleia Municipal”, disse o candidato à Assembleia Municipal.

Festas

População venerou S. Gens

A freguesia de Calvos festejou nos dias 29 e 30 de Agosto as festas em honra de São Gens, padroeiro da freguesia e paróquia.
Do programa elaborado pela Comissão de Festas destaca-se a noite quente de sábado, dia 29, que contou com a actuação do Conjunto de Concertinas e Cantares ao Desafio de Guimarães, proporcionando momentos bem alegres e divertidos aos inúmeros presentes.
No domingo, foram os actos religiosos que estiveram em evidência com a celebração da Eucaristia Festiva em honra de São Gens, cantada pela Banda Musical de Calvos. Na homília, o Senhor Padre António destacou a importância de sermos cristãos a sério como foi o mártir São Gens, seguro e claro na sua fé em Jesus Cristo. De seguida realizou-se a majestosa procissão, sob um intenso calor, acompanhada da Banda Musical de Calvos, que percorreu o caminho da Igreja Paroquial à Junta de Freguesia, realçando assim o facto de o Dia do Padroeiro ser o dia da Freguesia e Paróquia.
De tarde foi a vez da actuação do Rancho Folclórico da Póvoa de Lanhoso que encerrou assim as festividades em honra de São Gens.

Ensino

Jovem povoense na lista
de novos talentos da ESOMAR


Eduardo Oliveira, um jovem povoense, de 27 anos, estudante de mestrado em Marketing e Gestão Estratégica, do Departamento de Gestão da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho foi contemplado com a integração na lista dos novos talentos de pesquisa de mercado da organização ESOMAR (http://www.esomar.org/), com sede na Holanda. Esta integração contempla ainda uma bolsa para participação, como “Networking facilitators”, no Congresso ESOMAR 2009, que terá lugar entre 14 e 19 de Setembro em Montreux, na Suíça. A ESOMAR, uma organização não governamental internacional de apoio à investigação em pesquisa de mercado.
De entre as suas várias actividades, procura aproximar as empresas aos consumidores e às Universidades de modo a poder construir um mundo onde as necessidades seja satisfeitas e se possa ter uma atitude sustentável no uso de recursos e energias, bem como uma postura de responsabilidade no consumo.
O jovem povoense será o único participante/colaborador de nacionalidade português, bem como representante da Universidade do Minho no referido congresso.
Segundo Eduardo Oliveira, o evento “servirá para estabelecer contactos futuros e mesmo enriquecer a investigação em termos de marketing e mercado que possa vir a desenvolver em termos académicos/profissionais”.
Propostas comerciais agradaram e...
Jovens foram estrelas
do Modalanhoso

FRADES
População unida
na devoção a S. Mamede

RTP não esqueceu o concelho
‘Verão Total’ passou
pela Póvoa de Lanhoso

Rodolfo Pontes (CDU)candidato em entrevista
“Temos boas ideias
e muito potencial”

EDITORIAL

Armindo Veloso




O tira teimas
Nas últimas eleições autárquicas, a maior parte das pessoas da Póvoa, a começar por mim, não acreditavam que Manuel José Baptista viesse a ser presidente da câmara.
A campanha do PSD na Póvoa de Lanhoso fazia-me então lembrar a que Rui Rio, também ele vencedor, desenvolveu no Porto. Porta-a-porta, qual formiguinhas, lá foram aqui e ali granjeando a simpatia e a credibilidade necessárias para a vitória. Imaginem que Paulo Morais, candidato número dois na lista de Rio, disse-me que tinham dez por cento de hipóteses contra Fernando Gomes.
Amigo que sou da Dr.ª Gabriela Fonseca e da família, disse-lhe várias vezes que o esforço, e que esforço!, que estava a fazer na pré-campanha e na campanha seria inglório. Não me ligou e fez bem.
O que me parece é que, também à semelhança com o Porto, uma parte substancial da população da Póvoa, principalmente eleitores do PS, não se convenceram que a vitória de Baptista foi a sério.
Já ouvi várias pessoas dizerem que pelo facto do dr. João Tinoco sair, o Lúcio Pinto facilitou e a vitória de Manuel Baptista foi um acidente.
Será? O futuro o dirá. Mas, com o Rui Rio aconteceu o mesmo e contra ventos, marés e também contra cores clubísticas exacerbadas, Rio deu uma banhada no segundo mandato.
Não duvido muito que o paralelismo com o Porto se venha mais uma vez a verificar.
Há muita gente na Póvoa que está expectante. Não querem abrir o jogo porque ainda se encontram muito ligados ao poder de então ou seja socialista. Se por um lado até admiram o Baptista, por outro ainda estão comprometidos com muita gente e o melhor é jogarem pelo seguro...
E o voto, o tal papelinho secreto. Como será?...
Esperemos para ver. Aconselho, no entanto, alguns a manifestações comedidas. Se assim não for, depois do tira teimas, vai demorar muito tempo até que adquiram um lugar na fila para engraxarem as botas ao Baptista.
É a vida...

Até um dia destes.
CASTELO

Verão Con(vida)

A Póvoa de Lanhoso viveu, neste mês de Agosto, dias de grande animação e movimento. O aumento de população gerado pela presença dos emigrantes, aliado à animação no centro da vila, proporcionada pela iniciativa Verão Con(vida), trouxe vida ao centro da Póvoa de Lanhos.
Nas várias freguesias do concelho, as festas e romarias proporcionaram momentos de grande alegria e animação, com os “filhos da terra” a regressar para umas merecidas férias. O comércio local viu também aumentadas as suas vendas saindo, por um mês, da crise que vem afectando o sector.
Por estes dias, a maioria dos nossos emigrantes já partiu para mais um ano de trabalho. A vila e as aldeias regressam à sua normalidade. Há quem já sinta falta da alegria do mês de Agosto…
CASTELO DE AREIA
Limpeza
Já aqui abordamos a falta de limpeza das bermas das estradas nacionais e até municipais em algumas freguesias do nosso concelho.
A este aspecto degradante das nossas estradas, juntam-se os detritos que muitas vezes se acumulam junto aos caixotes do lixo e dão uma fraca imagem a quem nos visita. Em Taíde, apesar de existir a recolha de objectos de grande porte, mediante marcação, no lugar de Cima de Vila, algumas pessoas teimam em colocar diversos objectos junto aos ecopontos ali colocados. Reforçar o número de caixotes do lixo em alguns locais, e um maior cuidado por parte de quem recolhe o lixo, assim como de quem o coloca, poderão resolver estas situações que dão um péssimo aspecto a alguns locais do concelho.
Verão Total’ passou
por terras da Maria da Fonte

A Praça Engenheiro Rodrigues, no centro da vila da Póvoa de Lanhoso foi o local escolhido para a transmissão do programa “Verão Total”, da RTP, no dia 18 de Agosto. Durante cerca de seis horas, aquele programa deu a conhecer o concelho da Póvoa de Lanhoso, as suas gentes e as suas tradições.
Sónia Araújo e Hélder Reis conduziram o programa em directo, que contou com reportagens e intervenções em directo de vários pontos do concelho.
No centro da vila, centenas de pessoas não deixaram de acompanhar a emissão em directo, que contou com a presença de vários convidados.
Contando com vários momentos musicais, a Póvoa de Lanhoso fez-se representar pela Banda Musical de Calvos, Cantares da Nossa Aldeia e Fininho e Duarte.
As intervenções tiveram início com o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso que deu a conhecer um pouco do trabalho desenvolvido pelo actual executivo, com especial incidência na área social.
Numa viagem pela história, e numa reportagem conduzida por Ana Viriato, Paulo Freitas, deu a conhecer alguns dos factos ligados à revolta da Maria da Fonte, numa reportagem realizada no Mosteiro de Fontarcada. A par desta reportagem, Portugal e o mundo ficaram a conhecer, entre outros, o Museu do Ouro, Diverlanhoso, a Quinta Vila Beatriz e a Ouronor.
Para além destas reportagens, o “Verão Total” contou com intervenções em directo desde o Carvalho de Calvos, Mosteiro de Porto d’Ave, Espaço Jovem, Loja Social e Alfaiataria Almeida.
Pela esplanada localizada na Praça Engenheiro Armando Rodrigues, Sónia Araújo e Hélder Reis receberam diversos convidados ligados a variadas actividades, desde os doces, dança, passando pela gastronomia e aos arte-sãos do concelho.
Moncho Rodriguez, do Centro de Criatividade da Póvoa de Lanhoso; Manuel Cunha, cesteiro, da freguesia de Garfe; José Maria, pintor naif, de S. João de Rei; Domingos Silva, presidente da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais; Armando Rodrigues, escultor; Hugo Ma-cedo, empresário de hotelaria; Basílio Fernandes, arte-são, da freguesia de Serzedelo; Adelaide Cruz, doceira, da freguesia de Fontarcada; Nigel, escultor, da Cave Cast; Luís Silva, da Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso; e Ana Rita Rodrigues, do Clube de Caçadores da Póvoa de Lanhoso, foram alguns dos convidados presentes.
Armindo Veloso, director do “Maria da Fonte” foi uma das presenças no “Verão Total”. Além de dar a conhecer um pouco da história deste centenário jornal, Armindo Veloso levou consigo alguns exemplares do “Maria da Fonte” associados a importantes épocas da nossa história.
Perante a presença das equipas da RTP, o público participou em grande número, dando um colorido diferente à Praça Engenheiro Armando Rodrigues, num dia em que a Póvoa de Lanhoso se mostrou ao mundo.

Lanhoso

População venerou S. Tiago

A majestosa procissão, na tarde de domingo, dia 9, foi um dos momentos solenes da festa em honra de S. Tiago, que se realizou na freguesia de Lanhoso, de 7 a 9 de Agosto.
Os vários andores saíram à rua pelas 16h45, acompanhados pela Fanfarra de Arosa e seguidos do povo da freguesia, que se associou ao acto religioso. Na noite do principal dia de festa, domingo, dia 9, o folclore esteve em destaque, com os ranchos de Pandozes e Goães a animar o recinto das festas.
Um dos pontos altos do programa da festa de S. Tiago aconteceu na sexta-feira, dia 7, com a realização de uma sardinhada, que contou ainda com a actuação do conjunto musical “Irmãos Ferreira”.