Iniciativa da câmara e juntas de freguesia
Passeio pelo Douro
encantou povoenses


Crianças “ensinam”
Ecologia e moda de mãos dadas


Nas escolas
Voluntários realizaram simulacros


Estreia no dia 24 de Junho
‘Eu Reino’ no Castelo da Póvoa

EDITORIAL

Armindo Veloso




ABAIXO DE BRAGA

Todos nós nos lembramos de, quando éramos crianças, não dormirmos de noite ao avizinhar-se um passeio da escola ou uma excursão qualquer.
Era um frenesim tal que, por muitas voltas que déssemos, lá estavam as insónias.
Tenho reparado que os passeios da terceira idade também provocam um preenchimento de tempo aos idosos, de forma diferente, como não podia deixar de ser, que reputo de importantíssimo.
Se três ou quatro vezes por ano os idosos de uma freguesia, ou de outra comunidade, fizerem o seu passeiozito, seja de cariz religioso ou só para beber umas pingas numa quinta turística, a façanha começa nas inscrições e só termina uns dias depois da borga, quando as conversas serenam. Há ali uma adrenalina que naquelas idades os ajuda — e de que maneira! — a ocuparem o tempo, principalmente aos que vivem mais sozinhos.
Senhores autarcas: chamem-lhes charme; chamem-lhes caridade; chamem-lhes campanha eleitoral, chamem-lhes o que quiserem mas façam cada vez mais esses passeios/convívio com os idosos.
As criancinhas, porque são pequeninas e como sabemos tudo o que é pequenino tem graça, têm muita gente a brincar com elas. Agora os velhinhos, esses, ninguém lhes pega. Quantos meus amigos, quantos, vivem um dia em cima do outro entre uma refeição sabe Deus como e uma lucerna de sol esquinada no Verão ou uma lareira meia apagada no Inverno à espera que Ele os chame.
A terceira idade é claramente o maior flagelo social dos tempos modernos. Havendo alguns velhos e velhas sovinas e ricos, a maioria são pobres ou remediados que, sofrendo pela escassez de bens materiais, sofrem muito mais pela falta de atenção e carinho.
Senhores presidentes e respectivas equipas, se investirem algum dinheiro público nestes convívios, invistam! Têm, não tenham dúvidas, muita gente a pensar assim e têm o director deste velhinho jornal que vos apoia incondicionalmente nessa matéria.
Se vos criticarem por isso mandem-nos abaixo de Braga.

Até um dia destes.
CASTELO

Passeios seniores

Iniciados há já alguns anos, os Passeios Seniores do concelho da Póvoa de Lanhoso têm permitido momentos de alegre convívio entre a população mais madura do concelho. É o reencontrar de amigos, espalhados pelos vários pontos da Póvoa de Lanhoso, é o salutar convívio entre povoenses e o descobrir novos lugares e novas vivências.
Claro que os custos com estas actividades são um pouco elevados mas ao olharmos para o rosto dos mais velhos vemos que não se trata de uma despesa fútil mas de um investimento no bem-estar da população mais “crescida” do concelho. Para muitos, estes passeios são a única oportunidade de conhecer novos locais e de conviver com outros povoenses.
CASTELO DE AREIA
Civismo
Inaugurado no dia 21 de Maio, o Circuito de Manutenção colocado, pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, no Parque do Pontido, já tem duas máquinas danificadas, o que impede a completa utilização das várias ofertas ali colocadas. A falta de civismo de algumas pessoas e a falta de respeito pelos outros leva à destruição dos equipamentos colocados à disposição de todos.
O Circuito de Manutenção é apenas um dos exemplos e outros poderia ser apontados, como o caso de papeleiras, contentores do lixo e ecopontos. Algumas pessoas, felizmente poucas, parecerem ter prazer em ver destruídos bens que são de todos e que são pagos com o dinheiro de todos nós.

Eleições Europeias 2009

PSD venceu no concelho

OPartido Social Democrata foi o vencedor na Póvoa de Lanhoso, nas últimas eleições europeias, realizadas a 7 de Junho, ao obter 45,4% (3916 votos). Em segundo lugar ficou o Partido Socialista, com 32,14% (2772 votos); em terceiro lugar o CDS/PP, com 6,99% (603 votos); em quarto lugar o BE, com 5,04% (435 votos); e em quinto lugar o PCP, com 3,29% (284 votos). Os restantes partidos obtiveram menos de 1%.
Dos 23 948 eleitores inscritos no concelho, apenas votaram 8 625, perfazendo 36,02% e levando a que a abstenção atingisse os 63,98%, mantendo-se próxima dos níveis nacionais. Quanto a votos nulos, os valores situam-se nos 109 votos (1,26 %) e os votos em brancos per-fizeram um total de 255 (2,96%).
Em termos concelhios, o PSD conseguiu a vitória em 21 das 29 freguesias do concelho. Ajude, Brunhais, S. Martinho do Campo, Covelas, Frades, Monsul, Moure e S. João de Rei foram as oito freguesias onde o Partido Socialista alcançou a vitória.
Os resultados obtidos pelos dois partidos mais votados, o PSD e o PS, no concelho da Póvoa de Lanhoso, ultrapassaram os resultados em termos distritais e nacionais. O PSD conseguiu 31,7% e 36,17%, em termos nacionais e distritais, respectivamente, e o PS obteve 26,58% e 28,67%, no plano nacional e distrital.
Em termos distritais o PSD venceu em nove dos catorze concelhos que integram o distrito, saindo apenas derrotado, pelo Partido Socialista, em Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Famalicão e Vizela.
Nas eleições europeias realizadas a 13 de Junho de 2004, dos 20 179 eleitores inscritos apenas votaram 7282, tendo o PS obtido 50,23% dos votos, ao passo que a coligação “Força Portugal”, que integrou o PSD e o CDS-PP, conseguiu 40,03%, seguida do PCP com 1,83%.

Mais pequenos mostraram como se faz...


Ecologia e moda de mãos dadas

Mais de vinte jardins de infância do concelho da Póvoa de Lanhoso apresentaram, segunda-feira, dia 8 de Maio, um desfile de moda ecológico infantil, que teve lugar no pavilhão da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, e pretendeu assinalar a Semana da Criança e do Ambiente, num momento em que a moda e a ecologia estiveram presentes em todas as criações.
Ao repto lançado pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso responderam os agrupamentos de escolas do concelho, através dos jardins de infância, onde os mais novos foram as estrelas, desfilando pela passerelle as várias criações, com a utilização de materiais recicláveis ou reutilizáveis a ser a palavra de ordem, num desfile vincado pela beleza e criatividade presente nos modelos apresentados.
De tudo um pouco foi utilizado na criação dos belos modelos. Botões, copos de plástico, restos de tecido, rolhas, sacos de plástico, serapilheira, jornal e embalagens de leite foram alguns dos materiais, atendendo sempre à política dos 3 R’s: Reduzir, reutilizar e reciclar.
“O casamento reciclado”, “Um noivado reciclado”, “A primavera chegou”, “Traje de Noite” e “Do velho fazer novo” foram alguns dos temas apresentados pelos 22 jardins de infância dos Agrupamentos Gonçalo Sampaio e Ave.
Mais de mil pessoas marcaram presença no pavilhão da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, para assistir ao desfile dos mais pequenos.
De entre a imensa plateia destacavam-se os utentes das IPSS’s concelhias, permitindo o encontro de gerações.
Tendo por base o projecto curricular “A Arte dos Grandes em Mãos Pequenas”, os jardins de infância colocaram a arte na moda e trouxeram ao palco belos modelos, pautados pela criatividade e imaginação, numa iniciativa que envolveu alunos, educadores, encarregados de educação e toda a comunidade.
Com 4 anos, a Joana exibia orgulhosamente o seu vestido de noiva, deveras original, constituído por pedaços de copos de plástico e tampinhas, todas elas interligadas que davam um ar arrojado ao modelo. (...)

Todos os dias das 10 às 19 horas

Piscina descoberta já abriu

Desde segunda-feira, dia 15, que a piscina municipal descoberta se encontra aberta ao público, dando início à época balnear que se prolonga até ao dia 12 de Setembro.
A partir daquele dia a piscina encontra-se a funcionar todos os dias, das 10 às 19 horas.
No ano transacto, foram cerca de 14.500 os utentes que por ali passaram, o que afirma aquele como um local muito procurado pelos povoenses na época de Verão, sem contar com a utilização da mesma por parte de utentes de várias instituições concelhias.
Quanto ao valor a pagar, as taxas de entrada poderão ir da isenção até aos dois euros, de acordo com os cinco escalões definidos.
Assim, as crianças com idades até aos dois anos (Escalão 0) não pagam.
Já os utentes com idades entre os três e os 12 anos (Escalão 1) pagam um euro, sendo que, no caso de serem portadores do Cartão Jovem Municipal, do Cartão Municipal da Pessoa com Deficiência e do Cartão Municipal da Família Numerosa esse valor é de apenas 75 cêntimos.
A taxa aplicável aos jovens entre os 13 e os 18 anos (Escalão 2) é de um euro e 60 cêntimos, mas os portadores do Cartão Jovem Municipal, do Cartão Municipal da Pessoa com Deficiência e do Cartão Municipal da Família Numerosa pagam apenas um euro e 20 cêntimos.
Os maiores de 18 anos (Escalão 3) pagam dois euros, mas têm desconto de 50 cêntimos no caso de terem o Cartão Jovem Municipal, o Cartão Municipal da Pessoa com Deficiência ou o Cartão Municipal da Família Numerosa, pagando, nesses casos, apenas um euro e 50 cêntimos.
Para pensionistas e reformados (Escalão 4), a entrada custa um euro e 60 cêntimos, sendo que para os portadores do Cartão Municipal da Pessoa com Deficiência custa apenas um euro e 20 cêntimos. (...)

Nas escolas

Bombeiros realizaram simulacro

Cerca de 250 alunos, da Escola EB1 e JI da Póvoa de Lanhoso, assistiram, no dia 5 de Junho, a um simulacro realizado pelos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso. O cenário compreendia o combate a um incêndio e o resgate de uma vítima, tendo ainda sido realizada uma descida em rappel, do alto da auto-escada, que deliciou a pequenada.
Nesta operação, os Bombeiros Voluntários compareceram com onze elementos, apoiados por duas viaturas de combate a incêndios, uma ambulância de socorro e a auto-escada, orientados pelo adjunto de comando, António Veloso.
Dado que aquele estabelecimento de ensino não possui plano de emergência, o simulacro serviu para testar comportamentos.
Ao pedido realizado pelos educadores, os alunos foram saindo ordeiramente, formando filas e saindo por locais diferentes para se reunirem no recreio. Pedro Sá, de 10 anos, foi o aluno escolhido para ser a “vítima” neste simulacro, tendo sido resgatado pelos Bombeiros Voluntários, que lhe prestaram os primeiros socorros, imobilizando-o em plano duro e transportando-o à ambulância.
A pequenada, deveras entusiasmada, foi assistindo a tudo o que se ia passando à sua volta, desde o combate ao “incêndio”, passando pelo resgate do “ferido” e a descida do cimo da auto-escada. Testar comportamentos a ter em caso de incêndio ou qualquer outra catástrofe foi o objectivo desta iniciativa que contou com o apoio dos soldados da paz povoenses. (...)

Apresentado na Casa da Botica

‘Eu Reino’ em homenagem
a D. Afonso Henriques

O Centro de Criatividade da Póvoa de Lanhoso antecipa as homenagens aos 900 anos de Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal e apresenta, no dia 24 de Junho, o espectáculo teatral: EU REINO! – Uma vez mais o Castelo de Lanhoso receberá luz e magia, será palco de grandes emoções, ali se viverão momentos únicos que dificilmente se podem repetir. A história da vida do primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques, promete ser um hino lusitano, homenagem a todos, ao reino, à pátria, à nação, ao sentido universal de ser português.
“EU REINO” será um espectáculo teatral que vai mais além do que contar a história da história, que procura desvendar os mistérios da alma do homem que emprestou a sua vida para construir a primeira nação da Europa.
EU REINO é a visão poética da verdade histórica que se transforma numa belíssima ficção sobre a vida do homem e do rei. As visões de um Afonso Henriques desde criança, a corte, as intrigas, a preparação de um cavaleiro, a disputa do poder com a mãe Dona Teresa, os amores de um jovem adolescente, o amor que lhe mostra a outra cara daquele que viria a ser o seu povo, a grande batalha de São Mamede, a memória da força de uma mãe que lutava para defender o seu reino, a ausência do pai, a luta de um homem contra a morte, contra o invisível, o pacto com a vida e com todos os mistérios que lhe dão a força e a coragem para vencer, a batalha sobrenatural de Ourique, o casamento imposto pela igreja, a velhice, sua relação com a filha, Teresa, último amor do velho rei, o saber aceitar que o seu reino é feito por todos os que nele vivem, onde todos os deuses são iguais e merecem o mesmo respeito, um reino que nasce com a fusão das culturas, com a mistura das identidades, dos sonhos e da vontade eterna de sentir a alegria da saudade.
Esta é a história que pretende encantar, enfeitiçar e dar cobrir de magia o Monte do Pilar, desde o dia 24 de Junho até ao final do mês de Agosto. (...)

Investimento de 30 milhões de euros


Valorizar é a aposta
do Ecoparque Braval

Os tempos são de mudança e a Braval prepara-se para entrar numa nova etapa no que concerne ao tratamento dos resíduos sólidos urbanos. Apostando na valorização dos re-síduos, a Braval prepara-se para se transformar no Ecoparque Braval, num investimento de cerca de 30 milhões de euros.
O anúncio desta nova fase da Braval realizou-se no dia 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente, numa cerimónia que contou com a apresentação da nova imagem e dos novos projectos que integram o Ecoparque, e na qual marcaram presença os accionistas e elementos do conselho de administração.
“Volvidos doze anos surgiu um novo paradigma no conceito dos resíduos sólidos urbanos, o paradigma da valorização, e assim surgiu o Ecoparque Braval”, anunciou Pedro Machado, director-geral executivo.
Com este novo conceito de tratamento de resíduos, o aterro sanitário deixa de ser um principal pólo de atracção e a principal actividade da Braval, tal como explicou Pedro Machado, uma vez que o Ecoparque visa valorizar os resíduos a montante, nomeadamente nas valências de TMB (tratamento mecânico biológico) e CVO (central de valorização orgânica).
O Ecoparque Braval integrará uma central de valorização orgânica, valorização de biogás, biodiesel, REEE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e
Electrónicos fora de uso), ponto de recolha de pneus, resíduos hospitalares, triagem e ecocentro. Em funcionamento estão já as unidades de recolha de pneus, resíduos hospitalares, resíduos eléctricos e electrónicos. Relativamente ao biodiesel, o processo está em fase de experimen- tação, ao passo que o processo do biogás deverá estar concluído no final de Julho, momento em que será colocada energia na rede. Dentro em pouco, deverá avançar a Central de Valorização Orgânica.
“Só aquilo que não tem valor em termos de reciclagem e valorização vai para aterro. O aterro deixa de ser um personagem principal no filme para ser um mero figurante”, destacou Pedro Machado. (...)

Iniciativa da Câmara e freguesia do concelho


Povoenses em passeio pelo Douro

Cerca de 2000 povoen-ses participaram nos dias 6, 8, 9, 14 e 15 de Junho nos passeios ao Douro, proporcionados pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e Juntas de Freguesia do concelho, a todos os povoenses reformados ou com mais de 60 anos.
Devido ao elevado número de participantes, as freguesias realizaram o passeio ao Douro ao longo de cinco dias, com o último dos passeios, segunda-feira, dia 15, a envolver as freguesias de Águas Santas, Moure, Ajude, Friande, Verim, Galegos, Covelas, Ferreiros, Rendufinho e Monsul.
Nos vários dias, a saída deu-se bem cedo, logo pelas 6h30, com os vários autocarros a reunir-se no Campo da Feira, na Póvoa de Lanhoso, e a partir em conjunto para um dia de alegria e muita animação.
Os povoenses que viajaram nos dias 6, 8 e 14 subiram o Douro em barco e a descida foi realizada de comboio. Nos passeios realizados nos dias 9 e 15 os participantes realizaram a subida de comboio e a descida de barco. Em todos eles, foi proporcionado um almoço a bordo da embarcação, assim como a visita à Quinta de S. Domingos, na Régua, onde os povoenses puderam apreciar o Vinho do Porto Castelinho.
Como já vem sendo hábito, Câmara Municipal e Juntas de Freguesia unem esforços para proporcionar belos momentos de convívio a todos os povoenses que ficaram deliciados com as belas paisagens que ladeiam o Rio Douro.
Ao longo do percurso, os vinhedos, que parecem desenhos a recortar a paisagem, deliciaram os presentes, com alguns deles a realizar o percurso pela primeira vez e a ficar encantados com as vistas proporcionadas pelo passeio ao longo do Douro.
No percurso entre a Régua e o Pocinho, os barcos passaram pelas barragens de Bagauste, Valeira e Pocinho, com a eclusa mais elevada a atingir os 32 metros, na Barragem da Valeira.
Para além do almoço, os povoenses viveram momentos de grande animação a bordo. No passeio realizado no dia 9 de Junho, e que envolveu as freguesias de Sobradelo da Goma, Oliveira, Lanhoso, Louredo e Taíde, a concertina marcou lugar e os participantes não deixaram de participar na dança, que só foi interrompida pela chuva que se fez sentir na última metade da viagem de barco. Para garantir a segurança e o rápido auxílio, a comitiva contou, naquele dia, com a presença de dois elementos dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso.
Se para uns aquela foi a primeira viagem pelo Douro, para outros foi a repetição de anteriores passeios, mas a beleza do local continua a encantar e, aliada ao convívio, proporciona momentos inesquecíveis que ficarão guardados na memória de todos os participantes. (...)

Garfe


Escuteiros: 13.º aniversário

A capela de Nossa Senhora do Monte, em Gondiães, na freguesia de Garfe, acolheu, no dia 7 de Junho, uma missa celebrada pelo padre Luís Fernandes que assinalou a passagem do 13.º aniversário do Corpo Nacional de Escutas daquela freguesia.
Apesar do mau tempo registado naquele fim-de-semana, que obrigou ao cancelamento do acampamento e respectivas actividades, a missa foi abençoada pelo bom tempo, o que levou muitos fiéis até ao cimo do Monte de Gondiães.
No dia do seu aniversário, o CNE de Garfe acolheu um novo elemento – Carina Manuela Alves Pinheiro, que prestou o seu juramento como lobita. No total, foram 21 as promessas realizadas, entre lobitos, exploradores, pioneiros e caminheiros. Actualmente, o CNE de Garfe conta com 86 elementos, entre jovens e crianças. No decurso da Eucaristia o Padre Luís Fernandes referiu que “o escutismo é uma escola de formação humana e cristã. Cabe-nos a nós continuar a olhar por esta semente lançada há 13 anos”. O Padre Luís Fernandes apresentou os parabéns a todos aqueles que estão no grupo desde a primeira hora, mas também àqueles que foram entrando ao longo dos anos, assim como a todos os que colaboraram com o agrupamento ao longo dos 13 anos. “Um escuteiro é também um cristão e deve ser um bom cristão. Não sejais apenas escuteiros de nome ou de farda”, desafiou o sacerdote.
As promessas, que originam mudanças nas várias secções, foram momentos de bastante emoção, com os jovens a prestar o seu juramento, recebendo os novos lenços benzidos pelo Padre Luís Peixoto e as novas boinas colocadas pelas madrinhas que acompanham o acto e deram a bênção aos seus afilhados.
“Quero servir para melhor viver a lei da alcateia…. E assim ser mais amiga de Jesus”, referiu a Carina Pinheiro, o novo elemento do CNE de Garfe, por ocasião do juramento.
Passo a passo, ano após ano, o CNE de Garfe vai construindo o seu caminho, nunca deixando de cumprir os mandamentos do escutismo. (...)

No anfiteatro do Pontido


Escola EB 2,3 Gonçalo Sampaio
mostrou-se à comunidade

Numa cerimónia realizada no Anfiteatro do Pontido, na passada segunda-feira, à noite, a Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio, da Póvoa de Lanhoso, deu a conhecer as inúmeras actividades, desportivas e não só, desenvolvidas pela comunidade escolar. O momento foi também aproveitado para a apresentação da Associação Desportiva e Recreativa Gonçalo Sampaio e para a homenagem aos atletas que mais se distinguiram nas diversas modalidades, assim como a todos quantos contribuíram para o sucesso alcançado pelas várias modalidades.
A comunidade escolar transpôs o portão da escola e trouxe ao Pontido o seu mundo, numa pequena mostra do trabalho que se faz ao longo do ano, das suas vivências e dos feitos alcançados nas mais diversas áreas.
“A Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio pauta a sua vivência por princípios de abertura à comunidade. Uma escola aberta é aquilo que nós desejamos ser sempre e cada vez mais”, disse a presidente do Conselho Executivo, Luísa Monteiro Rodrigues Sousa Dias.
“A necessidade de reforçar a abertura da escola ao meio, através do estabelecimento de parcerias aos mais diversos níveis”, conforme referiu a presidente do Conselho Executivo, foi o motor para a criação da Associação Desportiva e Recreativa Gonçalo Sampaio, uma nova entidade que tem como finalidade contribuir para que a prática de actividades saudáveis seja cada vez mais procurada pelos jovens. A columbofilia, atletismo, cordas, badminton, escalada e ténis de mesa foram as actividades desportivas apresentadas, com algumas a alcançar resultados notáveis.
Mas nem tudo é desporto na Escola Gonçalo Sampaio. Os apresentadores de serviço – Professores Luísa Sousa Dias e António Benjamim, deram a conhecer à comunidade o trabalho desenvolvido pelo Clube da Floresta, o projecto Robótica, o Gabinete do Aluno, o Programa Educação para a Saúde (PES), os cursos EFA (Educação e Formação de Adultos) e o “Sempre a aprender”, um projecto que tenta combater as diferenças e fazer com que todos sejam iguais, constituído por actividades ocupacionais onde os alunos, depois de terem concluído o 9.º ano, permanecem na escola e desenvolvem inúmeras actividades, desenvolvendo competências que podem ajudar, um dia, à sua rápida integração na sociedade.
“Escola em Movimento” foi o nome da iniciativa trazida a público pela Gonçalo Sampaio, com o evento a contar com a animação pelo grupo de cordas e demonstração de saltos de trampolim. (...)

Brunhais

Capela mortuária concluída

Já se encontra concluída a construção da capela mortuária na freguesia de Brunhais, cujas obras envolveram também a intervenção no adro da Igreja, com a colocação de um novo piso, que levou a que aquele local ficasse mais embelezado. As obras, cujo custo ascende a 50 mil euros, já terminaram e a inauguração está marcada para o dia 28 de Junho.
Para além das obras atrás referidas, suportadas pela autarquia, a Junta de Freguesia procedeu à colocação de uma rampa de acesso ao cemitério, permitindo que as pessoas com dificuldades de locomoção possam aceder mais facilmente àquele espaço. Em termos de rede viária, a Junta de Freguesia está também a intervencionar dois caminhos na freguesia. O caminho de Covas está a ser sujeito a alargamento, sendo depois pavimentado e o caminho de Sequeiros será também pavimentado.
Depois da concretização do alargamento do cemitério, a construção da capela mortuária vem colmatar uma necessidade há muita sentida naquela freguesia, que se estende também a outras freguesias do concelho.

Fontarcada

Santos populares animam

O lugar de Arrifana recebeu, nos dias 13 e 14 de Junho, as festividades em Honra de Santo António, de cujo programa constaram os actos religiosos, folclore e várias atracções musicais.
No dia 13, sábado, pelas 8 horas, realizou-se uma missa em honra de Santo António. Na noite desse dia, as atenções estiveram centradas na actuação da “Orquestra Tropical”, pelas 22 horas, seguiu-se a entrada em palco de “Jonhny Abreu”, pelas 23 horas. No principal dia de festa, domingo, dia 14, pelas 9h30 horas, deu-se a entrada no recinto da Fanfarra dos Escuteiros de Fontarcada, e, pelas 10 horas, a Missa Solene com Sermão, com a presença do padre Fernando Eurico e do padre Dr. Avelino Amorim, director do Seminário Menor.
Por ocasião do sermão, o padre Avelino Amorim falou na vida e no exemplo de Santo António, um insigne pregador da Palavra de Deus. “Porque vivia a Palavra de Deus, Santo António tornou-se um grande pregador”, disse o Padre Avelino.
De tarde, pelas 15 horas, realizou-se a majestosa procissão, com a presença de três andores assim como de vários fiéis que acompanharam o acto religioso. Findo o acto religioso, seguiu-se o bazar de prendas e a actuação do rancho Folclórico Maria da Fonte. Uma grandiosa sessão de fogo encerrou as festividades deste ano. (...)

São Gens de Calvos


Peregrinação Anual das Crianças

No passado dia 10 de Junho, feriado nacional, as crianças da Catequese da Paróquia de São Gens de Calvos, rumaram até ao Santuário de Fátima para participarem na Peregrinação Anual das Crianças a este Santuário Mariano.
Convidadas pelo seu Amigo - o Pastorinho Francisco Marto, na passagem do seu 100º aniversário natalício, a participar na sua festa de aniversário, foram cerca de 25 mil crianças que se juntaram a esta festa.
A Peregrinação começou com o espectáculo “ Mil Flautas para Jesus”, na Igreja da Santíssima Trindade. Infelizmente, e devido ao trânsito que nos atrasou a chegada, já não pudemos assistir a este concerto, que centrava o gosto do Francisco pela flauta.
De seguida, participamos na Eucaristia, no recinto do Santuário, que estava repleto de crianças vindas de todo o país. As crianças gostaram muito desta Eucaristia, onde se frisou a frase chave desta Peregrinação: “Quero Ter um Coração Bonito”, que salientava a importância de termos um coração bonito para amar, para partilhar e adorar Deus e Nossa Senhora.
A eucaristia foi um momento muito bonito, com as crianças a darem um colorido formidável ao recinto, com os seus chapéus e camisolas das mais diversas cores. No recinto encontrava-se um grande coração, com uma vela que simbolizava a vela de anos do Francisco, que depois se acendeu e as crianças puderam lá colocar, no coração gigante, as prendas que levaram para o Pastorinho.

PÓVOA DE LANHOSO


Sociedade Columbófila
nasceu há cinquenta anos

Há cerca de doze anos que Belarmino Marques Leite é presidente da direcção da Associação Columbófila da Póvoa de Lanhoso e na sua voz sente-se o orgulho e o amor pela modalidade. Já foram cerca de 60 os columbófilos que integraram a associação povoense mas, actualmente, devido à conjuntura económica, esse número ficou reduzido a 17 participantes.
“Neste momento podemos dizer que estamos a atravessar uma fase baixa e a crise reflecte-se a todos os níveis e a columbofilia, como é natural, não podia passar ao lado desta crise”, revela o professor Belarmino, docente da Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio, que não deixa de referir que “a columbofilia é um desporto de ricos praticado por pobres”.
Os custos com a alimentação e tratamento dos pombos de competição têm vindo a agravar-se e levam a que muitos columbófilos desistam da actividade. “Exige despender de alguns recursos monetários pois quem está na columbofilia gosta de marcar e tem de tratar os pombos. A ração e os suplementos estão cada vez mais caros e houve columbófilos que tiveram efectivamente que abandonar a modalidade devido a problemas financeiros”, explica Belarmino Leite.
“Já fomos, há oito anos atrás, cerca de 31 concorrentes e, neste momento, estamos apenas 17, e isto é o reflexo de que também a columbofilia está a atravessar uma crise”, adianta.
“Há sensivelmente dez anos, houve estudos que estimaram que um pombo custaria em média mil escudos, onde se incluía o tratamento do pombo, a inscrição para a campanha desportiva, a vacinação e tudo mais. Hoje, acho que esse valor triplicou. Por isso eu digo que é um desporto de ricos praticado por pobres”, disse Belarmino Leite. Atendendo a que cada columbófilo inicia a época com 90 a 100 pombos, os custos com os animais começam a pesar cada vez mais no orçamento.
Inscrita na Associação Columbófila de Braga, a colectividade povoense participa também nas provas da federação. Em 2008, um dos columbófilos da Associação de Columbofilia da Póvoa de Lanhoso – a Escola Professor Gonçalo Sampaio foi campeã ao nível da colectividade e campeões internacionais inter-escolar, disputado em Mira e em 3.º lugar, no campeonato organizado na Alemanha, em Setembro de 2008, conseguindo também o segundo melhor pombo a nível mundial. (...)

Maria da Fonte

João Gomes lidera
comissão administrativa

Nos próximos meses, o Sport Clube Maria da Fonte irá ser gerido por uma comissão administrativa, liderada por João Gomes, e constituída por diversos marifontistas, emanada da última Assembleia Geral, que depois de ter sido adiada, no dia 5 de Junho, teve o seu prolongamento e desfecho, na segunda- feira, dia 8 de Junho.
Com plenos poderes, o grupo irá estar à frente dos destinos do clube, que atra-vessa, neste momento, uma fase menos boa na sua história, nomeadamente em termos financeiros.
João Gomes está, há mais de vinte anos, ligado à direcção do clube, tendo sido atleta e treinador da equipa júnior e sénior.
O seu amor ao clube é reconhecido por todos, que agora depositam toda a esperança na equipa liderada por este povoense, para que a situação aflitiva que vive o clube seja ultrapassada o mais rapidamente possível.
Alguns elementos da comissão administrativa já tomaram posse no passado dia 8 de Junho, tendo os restantes sido empossados na passada quarta-feira, dia 17 de Junho.
A primeira preocupação deste grupo é liquidar as verbas em atraso com os atletas do clube, cujos valores ascendem a cerca de 56 mil euros. Segundo apuramos o cumprimento das obrigações com os jogadores deverá estar para breve, uma vez que o processo está a ser bem encaminhado.
Posteriormente, o grupo irá estabelecer contactos com os credores do clube, para negociarem a dívida e conversarem sobre as formas de pagamento. (...)

Escalada


EB 2,3 Prof. Gonçalo Sampaio
com participação internacional

Diogo Silva, Rui Antunes e Maria Soares, atletas do Clube de Escalada da Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio, marcaram presença em Imst, na Áustria, nos dias 23 e 24 de Maio, a escalar com os melhores escaladores da Europa, numa prova do Circuito Europeu. Foi mais uma participação internacional para três alunos da nossa escola.
Saímos de Portugal no dia 22 de Maio, com destino a Munique. Em Munique alugamos um carro e fomos para Imst, onde fizemos a confirmação das inscrições para a prova. De seguida, deslocamo-nos para a Pousada de Juventude, na cidade Insbruke, onde ficamos a dormir na Pousada da Juventude.
Relativamente às competições, os alunos competiram no sábado, dia 23 de Maio, das 9 horas até às 20 horas. No domingo, dia 24, realizaram-se as finais durante a parte da manhã. A entrega dos prémios efectuou-se por volta das 13 horas e durante a tarde houve ainda oportunidade por passar por vários locais dos Alpes Austríacos.
Relativamente aos resultados, estávamos na expectativa, pois foi a segunda vez que Portugal enviou uma selecção nacional a uma competição internacional.
E, realmente, o que continua-mos a observar foi que existe um fosso enorme, em termos competitivos. Mas desta vez os nossos jovens já não ficaram nos últimos lugares.
O Rui, a Maria ficaram em antepenúltimo, e já tinham participado em Setembro de 2008 numa prova internacional, e o Diogo ficou em último e foi a sua primeira participação na selecção nacional de escalada.
Precisamos de ir a mais competições internacionais para ganhar experiência, precisamos de condições para trabalhar. Muros de escalada, paredes de escalada com mais de 12 metros e mais saídas para a rocha.

No Parque do Pontido
Circuito de manutenção
cheio de ‘juventude’...

Semana cheia de actividades
Povoenses à descoberta
do Hospital António Lopes

Dezenas de paróquias presentes
Centenas de fiéis
em peregrinação ao Pilar

Rancho folclórico de Garfe
Uma sede digna e bela
foi a prenda de anos

Em Monsul
Mais novos aprender concertina

EDITORIAL

Armindo Veloso




ANÉIS E DEDOS

“Roubar, Roubei.
A fome não tem Lei,
Quando tiver dinheiro pagarei”

Contou-me o meu Avô materno que estes dizeres apareceram num certo moinho, escritos num papel rudimentar colocado onde deviam estar sacos de farinha.
Vivia-se a grande depressão que havia de dar origem à segunda guerra mundial.
De facto, a fome não tem lei e é aqui neste ponto que os governos devem concentrar todas as suas energias.
Tudo o resto é acessório.
Um povo com fome e sem esperança no futuro transforma-se mais tarde ou mais cedo numa bomba relógio.
Podemos falar de liberdade ou democracia, sem dúvida valores fundamentais, mas eles transformam-se em simples retórica se o povo a quem se dirige for um povo com fome.
Não sei porquê mas sinto uma brisa malfazeja.
Já há pessoas a passar fome em Portugal. Se nos pequenos centros e nas aldeias ainda vai havendo o es-sencial, através da agricultura de subsistência dos próprios ou familiares, nos grandes centros e principalmente nos subúrbios destes onde se concentram as grandes massas de operariado fabril e imigrantes vindos das mais variadas origens, as coisas estão muito complicadas.
O desemprego em crescendo galopante que todos os dias nos entra pela casa adentro via televisão é arre-piante. Se a economia, com outras regras, não começar a arrancar haverá uma convulsão social que não se sabe onde poderá chegar.
A gestão que me ensinaram é aquela que reza que as empresas se deverão adaptar às suas necessidades tendo equipas de trabalho dinâmicas, jovens, motivadas e, claro está, em número equilibrado.
Tudo isto é muito bonito. O problema é que um computador manda-se para a reciclagem em menos de um fósforo. Quando se trata de seres humanos e se conhece as suas vidas e o que está para além dos olhos de cada um: Despedir é um drama.
Vão-se os anéis e fiquem os dedos.
O problema é saber, perante determinadas circuns-tâncias, o que são os anéis e o que são os dedos.
É uma pergunta de resposta difícil no contexto que lhe quero dar.

Até um dia destes.
CASTELO

Hospital António Lopes

De 25 a 29 de Maio, o Hospital António Lopes, da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, realizou a I Semana Aberta, durante a qual proporcionou a toda a comunidade um conjunto de rastreios, workshops e palestras sobre temas pertinentes, como o cancro da mama, a diabetes, AVC, entre outros. Durante aqueles dias, o Hospital abriu também as portas, realizando diversas visitas guiadas.
A iniciativa ficou marcada pelo sucesso e deverá repetir-se nos próximos anos. Tal como as Jornadas Médico-Cirúrgicas, a Se-mana Aberta passará a assumir--se como uma das actividades mais emblemáticas do Hospital António Lopes.
CASTELO DE AREIA
Europeias

Os povoenses, tal como a maioria dos portugueses, não parecem muito interessados nas eleições europeias que se realizam no próximo domingo. Muitos até desconhecem a data deste acto eleitoral.
A abstenção é, pois, a grande inimiga dos partidos políticos. Mais do que gladiar-se e esgrimir argumentos, os políticos do nosso país deviam sim repensar as suas estratégias e cativar o eleitorado. Os portugueses já estão fartos que os políticos só se lembrem deles por ocasião das eleições.

1.ª Semana Aberta

Povoenses à descoberta
do Hospital António Lopes


A primeira Semana Aberta do Hospital António Lopes assumiu-se como um verdadeiro sucesso. Os números não deixam dúvidas. Foram cerca de 1600 os povoenses que ali se deslocaram durante os cinco dias em que o Hospital António Lopes abriu as portas à comunidade. De 25 a 29 de Maio, o Hospital António Lopes proporcionou rastreios médicos, workshops, palestras, exposições temáticas e visitas guiadas.
“Dia do AVC”, “Dia da Mulher”, “Dia das Crianças e Adolescentes”, “Dia do Envelhecimento Saudável” e “Um dia no HAL” foram as propostas apresentadas durante a Semana Aberta.
“Esta primeira semana aberta surgiu como um desafio, uma desafio à organização interna mas também um desafio à comunidade povoense”, disse Humberto Carneiro, Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, no decurso da sessão de encerramento da Semana Aberta do HAL.
“Esta semana aberta foi também um desafio feito à equipa no sentido de testar os povoenses e colocá-los à prova se conhecem ou não uma unidade de referência na nossa comunidade como é o Hospital António Lopes”, revelou o Provedor da Santa Casa que se mostrou muito satisfeito com os resultados desta primeira iniciativa.
“Foi um êxito porque os povoenses vieram ao Hospital António Lopes, visitaram-no, conheceram as novas dinâmicas do Hospital, as próprias instalações e levaram daqui alguns conhecimentos e algumas experiências.
O primeiro grande objectivo foi conseguido”, adiantou Humberto Carneiro, revelando que “o Hospital António Lopes foi descoberto pelos povoenses”.
“É muito honroso para mim, enquanto Provedor da Santa Casa, ver o percurso do Hospital António Lopes, afirmando-se na comunidade científica, afirmando-se como prestador de cuidados de saúde de referência”, referiu Humberto Carneiro que adiantou ainda que “estão criadas dinâmicas para no futuro criarmos semanas abertas com mais presenças e claro mais responsabilidades”.

PALESTRA E TESTEMUNHOS...

Auto-exame é decisivo
no cancro da mama

“Uma em doze mulheres morre de cancro da mama” alertou a enfermeira Rosa Maria, no início da palestra sobre o cancro da mama, que teve lugar no Salão Nobre do Hospital António Lopes, na Póvoa de Lanhoso, e que integrou o “Dia da Mulher”, realizado terça-feira, dia 26 de Maio.
A prevenção, nomeadamente o auto-exame da mama, continua a ser o factor decisivo na luta contra o cancro da mama, o qual deve ser feito de forma regular.
No dia destinado à mulher, falou-se de cancro, falou-se de prevenção, de luta e de sobrevivência, com o testemunho de duas mulheres – Maria Helena e Hermínia, que tiveram cancro da mama mas conseguiram vencer o flagelo e, actualmente, integram a “Vencer e Viver”, um grupo de voluntárias presentes no Hospital de S. Marcos, em Braga, que ajudam outras mulheres que se debatem com o mesmo problema vivido por elas.
Numa sessão orientada pela enfermeira Rosa Silva, foi dado a conhecer que “33% dos cancros em mulheres são cancros da mama e que anualmente aparecem 4500 novos casos”. “Temos que estar muito alerta e muito atentos, sobretudo para fazer este despiste”, referiu a enfermeira Rosa Silva, que deu ainda conta de um estudo realizado, em 2004, nos Estados Unidos da América, e que dava conta de que, em 216 mil casos detectados, 40 mil foram mortes. (...)

Associação de Turismo

Livro em braille... inédito

Viajando por um passado rico em lendas, costumes e tradições, o grupo de formandos do Curso de Educação e Formação de Adultos, Técnico (a) de Informação e Animação Turística, promovido pela ATPL – Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso, definiu para a sua actividade integradora o lema “Como promover a igualdade no acesso ao nosso património cultural: Lendas, Costumes e Tradições”.
Para além do levantamento histórico e patrimonial das freguesias de onde são naturais os seus elementos, o grupo reavivou memórias esquecidas, como lendas, e alguns costumes tradicionais, com o objectivo de alertar para a importância da preservação da nossa cultura para que o nosso ontem, possa também ser o nosso amanhã. Todo este trabalho culminou na elaboração de um livro que, tendo em conta a promoção da igualdade, foi também produzido em braille.
O grupo de formandos entendeu que estes exemplares deveriam ser oferecidos à Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga para uso dos seus utentes e à Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, para colocação na Biblioteca Municipal. Esta entrega realizou-se no dia 3 de Maio, quarta-feira, no Auditório da Casa da Botica.
O Curso Técnico(a) de Informação e Animação Turístico, promovido pela ATPL – Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso em parceria com a Gesmind, decorre desde Novembro de 2008 nas instalações da AADVDB – Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga.

Câmara assinalou Mês do Coração com rastreios

Parque do Pontido
tem circuito de manutenção

Tendo em conta o bem-estar dos povoenses, contribuindo para que os mesmos adquiram hábitos de vida saudável, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso inaugurou, no dia 21 de Maio, o Circuito de Manutenção, localizado no Parque do Pontido, numa iniciativa que pretendeu assinalar também o “Mês do Coração”.
“Mês do Coração – mexa-se pela sua saúde” foi o repto lançado pela autarquia ao qual responderam 110 utentes das IPSS’S concelhias, que marcaram presença no Parque do Pontido, experimentando as várias máquinas que integram o Circuito de Ma-nutenção e realizando uma aula de ginástica.
Com a colaboração da Santa Casa da Misericórdia da Pó-voa de Lanhoso, foram realizados diversos rastreios, como a medição da tensão arterial, nível de glicose e peso. Podologia e nutrição foram também algumas das valências proporcionadas aos mais velhos.
Gabriela Fonseca, vereadora do Desporto e vice-presidente da autarquia povoense, desafiou os presentes para que “pratiquem exercício físico para bem da nossa mobilidade e do nosso coração”.
“É uma preocupação deste executivo dar qualidade de vida a vocês. Gostaria de que, quando chegasse à vossa ida-de, ter alguém que fizesse o que nós estamos a tentar fazer”, referiu o presidente da autarquia, Manuel José Baptista, que não deixou de destacar o bonito espaço onde está instalado o Circuito de Manutenção, que está agora disponível para toda a comunidade.
Depois da cerimónia de inauguração, os mais velhos experimentaram as várias máquinas que integram o Circuito de manutenção, realizando, posteriormente, uma aula de ginástica.
Recorde-se que, a autarquia investiu cerca de 8 mil euros na concretização do circuito de manutenção, o qual integra aparelhos para fortalecer e tonificar os músculos, fortalecer as articulações e melhorar a função cardiovascular.

Apresentado na Casa da Botica

‘900 - História de um rei’:
um livro de Seromenho


No ano em que se comemoram os 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, a Casa da Botica acolheu, quinta-feira, dia 28 de Maio, a apresentação do livro “900 – História de um rei”, da autoria do escritor e ilustrador Pedro Seromenho. As duas sessões de apresentação decorreram pelas 14h30 e 16 horas e contaram com a presença de alunos dos estabelecimentos de ensino do concelho. “Há novecentos anos, em 1109, nasceu o corajoso Afonso Henriques.
Ainda jovem armou-se cavaleiro, combateu a mãe e opôs-se ao primo, o Imperador da Hispânia. Como conquistador, travou bata-lhas, tomou cidades, derrotou os reis almorávidas e formou o Reino de Portugal. Foi pela traição que o derrotaram. Como homem, teve uma infância solitária, paixões arrebatadoras, um casamento de conveniência e enfrentou uma maldição materna. Ignorado pelo papa, foi o próprio povo que o aclamou Rei”, descreve o autor...

Comemorações iniciaram-se a 30 de maio

Câmara Municipal
assinalou Semana
da Criança e do Ambiente

Terminaram hoje, sexta-feira, as comemorações da Semana da Criança e do Ambiente, promovidas pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, cujo início ocorreu no passado sábado, dia 30 de Maio. Os mais novos estiveram no centro dos festejos, com a autarquia a proporcionar aos mais pequenos actividades ecológicas e desportivas.
Um dos pontos altos das comemorações ocorreu na tarde de hoje, sexta-feira, pelas 14,30 horas, com as crianças dos Jardins de Infância do concelho a proporcionar um desfile de moda ecológico.
desfile de moda para mais novos
Moda Lanhoso Infantil Ecológico foi a designação dada ao desfile que teve como palco o Anfiteatro do Pontido, com os mais novos a envergar criações elaboradas através da reciclagem e reutilização de materiais.

Com a participação de dezenas de paróquias

Fiéis em peregrinação ao Pilar

Centenas de fiéis participaram, na manhã de domingo, dia 24 de Maio, na Peregrinação ao Pilar, numa grande demonstração de fé do Arciprestado da Póvoa de Lanhoso. Para além das 29 paróquias do concelho participaram, neste acto, as paróquias de Arosa e Castelões, da concelho de Guimarães, que integram também o Arciprestado da Póvoa de Lanhoso. A cerimónia religiosa foi presidida pelo Cónego José Paulo Abreu, Vigário Geral e Moderador da Cúria Diocesana, e contou com a presença dos párocos do concelho. A saída deu-se pelas 9h30, da Igreja Paroquial de Nossa Senhora do Amparo, com a fé a mover os peregrinos montanha acima até chegar ao alto do monte, com a Eucaristia, ao ar livre, a ter lugar pelas 11 horas.
Nesta caminhada de fé as várias paróquias fizeram-se representar com as suas bandeiras, grupos de catequese e grupos de jovens, sempre acompanhados pelos seus paroquianos. A par destas, as confrarias, grupos de escuteiros e diversas associações do concelho, assim como o poder civil, nomeadamente o elenco camarário, marcaram presença naquela que é a grande demonstração de religiosidade das Terras da Maria da Fonte...

Com a participação de centenas de fiéis

Virgem Peregrina

une Calvos e Serzedelo
A imagem da Virgem Peregrina, que se encontra a percorrer as freguesias de Calvos e Serzedelo, continua a arrastar consigo centenas de fiéis de todo o arciprestado e até da Diocese de Braga. Depois de ter estado, até ao passado dia 24 de Maio, na paróquia de São Pedro de Serzedelo, onde permaneceu nas suas capelas e Igreja Paroquial, a imagem rumou à Paróquia de São Gens de Calvos, num cortejo automobilístico nunca antes visto, incorporando fiéis de Calvos, Serzedelo e Frades, assim como de outras paróquias. A Imagem da Virgem Peregrina de Fátima disse adeus à paróquia e freguesia de Serzedelo por volta das 19h30, rumando em procissão auto-móvel até à Paróquia de Cal-vos, tendo passado pela paróquia de Santo André de Frades. À entrada da freguesia de Frades, a Imagem da Virgem Peregrina foi acolhida entusiasta e devotamente pelos fiéis que a esperavam, soltando pombas brancas e dando as boas-vindas a Nossa Senhora. Durante alguns minutos, entoaram-se cânticos marianos e as gentes desta terra foram acarinhadas pelas bias palavras do Senhor Padre António Lopes, que já pastoreou aquela comunidade e que agradeceu o empenho, trabalho, fé e dedicação daquela gente que ali trabalhou e deu o seu melhor durante esse dia.

Rancho Folclórico de Garfe

Sede foi prenda de anos

ORancho Folclórico de Garfe viveu, na tarde de sábado, dia 30 de Maio, um importante momento nos seus doze anos de vida, com a inauguração da sede, situada no lugar de Salgueiros. Depois da oferta de um coberto e espigueiro, por um emigrante da freguesia – Clemente Pinto Fernandes da Costa, a direcção do Rancho deitou mãos à obra, reconstruindo totalmente aqueles dois equipamentos e concretizando um sonho antigo. Contando com a prestimosa ajuda do povo de Garfe, o rancho folclórico está a construir também um mini-museu agrícola e etnográfico que ficará implantado na sua sede e cuja inauguração decorreu também naquele dia. “Parar é morrer”. Assim diz o ditado e assim é o lema seguido pelo Rancho Folclórico de Garfe que, no momento em que inaugurou a sua sede apresentou a 2.ª fase da obra, que comporta a construção de uma grande sala para ensaios. “Este dia é bem prova do que tem sido, é hoje e será no futuro a freguesia de Garfe. Esta inauguração é mais um reflexo da união aqui existente”, referiu o Padre Luís Fernandes, presidente da direcção do Rancho Folclórico que não deixou de agradecer a todos quantos contribuíram para que a sede se tornasse uma realidade, assim como a todos aqueles que ofereceram objectos agrícolas para o mini-museu, garantindo que “serão mantidos com muita vida, continuando a recordar os nossos costumes, as nossas tradições e os nossos queridos antepassados”. “Agradeço a todos quantos trabalharam e ofereceram materiais que permitiram que fosse possível reconstruir, restaurar e embelezar todo este espaço”, disse ainda o Padre Luís Fernandes que dirigiu ainda uma palavra de especial agradecimento à Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso...

Portas abriram-se à comunidade

EPAVE viveu semana aberta

Cerca de 1400 pessoas visitaram, de 4 a 9 de Maio, a EPAVE – Escola Profissional do Alto Ave, sedeada na Póvoa de Lanhoso, por ocasião da realização da Semana Aberta que ali teve lugar. Durante os dias do evento, aquele estabelecimento de ensino abriu as portas à comunidade, dando a conhecer as instalações e a oferta formativa ali existente. A entrega dos Prémios de Mérito Escolar D. Elvira Câmara Lopes e dos Certificados de Formação Modular Certificada foram as actividades de encerramento da Semana Aberta que contou, por aqueles dias, com uma mostra de emprego e formação, mostra empresarial, visitas guiadas, desfile de moda, colóquios, representações teatrais, hip-pop, actividades radicais e muita animação. A cerimónia de entrega dos prémios contou com a presença do presidente da Câmara Municipal da autarquia, Manuel José Baptista, da vereadora da Educação, Gabriela Fonseca, do Director-Geral da EPAVE, Joaquim Machado, e da Directora-pedagógica, Marília Fernandes.
Para além da atribuição dos Prémios de Mérito Escolar D. Elvira Câmara Lopes, aos melhores alunos do ensino profissional, a EPAVE entregou os Certificados da Formação Modular Certificada dos cursos Autómatos Programáveis, Técnicas de Corte do Cabelo, Automatismos Electromecânicos e Cuidados Práticos dos Pés e Unhas, que funcionaram, em regime pós-laboral, naquele estabelecimento de ensino...

No Centro Comunitário do Vale do Cávado

Aulas de concertina
cativam os mais novos


Iniciadas há cerca de três anos, as aulas de concertina do Centro Comunitário do Vale do Cávado, em Monsul, são frequentadas por 19 alunos, com a sua maioria a pertencer a faixas etárias bastante jovens. E se em algumas as actividades a tradição vai-se perdendo, na concertina o panorama é completamente diferente, pois são cada vez mais os jovens que pretendem aprender a tocar este instrumento típico e tradicional. Orientadas pelo professor Armando Rodrigues, as aulas de concertina são frequentadas por alunos de diversas faixas etárias, desde os 7 aos 55 anos, com predominância para os mais jovens que se mostram empenhados em dar continuidade à arte. Para além de participarem nas diversas actividades promovidas pela Associação ‘Em Diálogo’, o grupo de concertinas tem participado em encontros de tocadores de concertinas em Vila Verde, Ponte de Lima e Póvoa de Lanhoso, e integraram também algumas iniciativas realizadas pelo Centro de Criatividade, participando, dentro em breve, na peça “Eu reino”. “Quando aqui cheguei a turma era formada por apenas três jovens e desde aí o número tem vindo a aumentar. Os encontros de concertina têm despertado o gosto por tocar concertina”, revela o professor Armando que se desloca duas vezes por semana, à ‘Em Diálogo’, para ministrar as aulas...