Sp. Braga encantou centenas de alunos
‘Gverreiros’ na Póvoa 
Maria da Fonte em crise...
José Salgado e Nuno Lemos 
em guerra aberta
Cartão Municipal
Famílias com mais apoio       
Grupo esteve nos Açores
Ilha de São Miguel 
deliciou povoenses

EDITORIAL

Armindo Veloso




O ZÉ MANEL

O Zé Manel vai ser presidente da Câmara de Vila Verde, dizia-me uma pessoa amiga há uns anos atrás.
Eu não fazia ideia nenhuma de quem era o Zé Manel e perguntei-lhe porquê. — Porque é porreiro, amigo de toda a gente, prestável e vai comer à Rosa Dias. A Rosa Dias era, é?, uma tasca no centro de Vila Verde onde almoçava desde o Doutor ao trabalhador mais humilde da construção civil.
Conheci depois o Zé Manel e constatei o que me tinham dito.
De facto, ele veio a ser eleito presidente da Câmara e a desenvolver um bom trabalho no concelho, onde se destaca a relação afectuosa e a sempre disponibilidade para atender o mais simples cidadão que lhe pedia emprego ou se queixava de dores nos ossos.
Envolvido dentro dos órgãos partidários, nacionais, conseguiu que se lembrassem dele para constar na lista para as eleições Europeias em lugar elegível. Como sabemos, é a lista eleitoral mais concorrida...
Desta forma, o Zé Manel, deixou, naturalmente, a Câmara de Vila Verde entregue ao seu vice – homem que também conheço bem e a quem desejo felicidades – fazendo assim um desmame ao poder com toda a naturalidade e democraticidade.
Claro que há sempre quem chame à colação o facto de a esposa estar em número três na lista para os órgãos autárquicos. Mas, não tenho dúvida que a senhora em causa fará um bom trabalho na área social, ambiente que conhece bem e sei que foi o partido, o PSD, que fez pressão para que a senhora constasse em lugar cimeiro.
No intervalo de tempo que mediou o anúncio da sua candidatura ao Parlamento Europeu e a nomeação do candidato para o substituir na Câmara, diziam à boca cheia que ele, o Zé Manel, iria esperar pelas eleições e caso não fosse eleito voltaria para seu lugar. Nunca acreditei nessa possibilidade porque o conheço.
Que bom seria se alguns gurus dos partidos, por exemplo a Dra. Elisa Ferreira ou a Dra. Ana Gomes, ambas do Partido Socialista, aprendessem que o povo não é estúpido e ao votar para as Câmaras em que elas se candidatam vão-se lembrar que suas Exas. não abdicaram do seu lugarzinho na lista europeia em lugar elegível.
A província e os provincianos dão muitas lições.
É mais uma.

Até um dia destes.
CASTELO

Invisuais 

Seis invisuais, cinco deles povoenses, assinaram o Cartão do Cidadão. O que à primeira vista parece um acto sem grande importância, para os invisuais assumiu-se como uma grande conquista. Durante cerca de um ano, Sandra Vieira, técnica da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, com sede na Póvoa de Lanhoso, trabalhou com os invisuais no apreender e reaprender a assinar o nome. Degrau em degrau, os deficientes visuais e todos os que com eles colaboram vão derrubando as barreiras que encontram pela frente. Ainda há muito a fazer mas é com exemplos como este que os invisuais vão conquistando os seus direitos, às vezes um pouco esquecidos por parte de quem tem o poder de decidir e, claro, facilitar.
CASTELO DE AREIA
S.C. Maria da Fonte

Uma instituição como o Sport Clube Maria da Fonte, com 83 anos e um passado que enche de orgulho todos os povoenses, merecia ser tratada com mais respeito por parte daqueles que estão à frente dos seus destinos. Na última semana, o nome do Maria da Fonte veio para a praça pública pelas piores razões. Mais respeito é o que se exige aos seus responsáveis. Tal como diz o ditado, os homens passam mas as instituições ficam. Se o Maria não tivesse descido, duvido que esta vergonha viesse para a praça pública. As responsabilidades devem ser apuradas, mas numa atitude construtiva.

Câmara Municipal


Famílias com mais apoio

Por ocasião da comemoração do Dia Internacional da Família, a 15 de Maio, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, entregou, de forma simbólica, o Cartão Municipal de Família Numerosa a treze agregados do concelho.
Desconto de 50% na tarifa do lixo, aplicação da taxa familiar no consumo de água, desconto nas piscinas municipais e isenção ou redução em bens culturais são algumas das vantagens concedidas aos portadores do referido cartão. 
Ter três ou mais filhos, com idades até aos 18 anos ou 25 se ainda se encontrarem a estudar, e residir no concelho são as condições necessárias para a obtenção do Cartão de Família Numerosa, o qual possibilita um conjunto de descontos em serviços prestados pela autarquia e pelas instituições aderentes
A adesão ao cartão é gratuita e o mesmo pode ser requerido no Gabinete do Munícipe da Câmara Municipal.
Naquela ocasião, a Vereadora da Acção Social da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Fátima Moreira, deu a conhecer as medidas de apoio às famílias colocadas no terreno pela autarquia povoense. O subsídio ao arrendamento, redução das taxas de IMI, Loja Social, Acção Social Escolar, apoio a obras nas habitações, apoio alimentar, Banco das Ajudas Técnicas e Gabinete de Apoio às Famílias foram alguns dos instrumentos destacados pela edil.
“A família, tal como alguns autores dizem, é a mais pequena estrutura democrática da sociedade, é a base de todo o desenvolvimento social. É a família que devemos preservar e valorizar”, considerou Fátima Moreira.
Na sua intervenção, Manuel José Baptista, presidente da Câmara Municipal, destacou que as pessoas e os povoenses são uma preocupação do seu executivo. Além das obras, que nós gostamos de concretizar, primeiro estão as pessoas. “Olhando à grave situação do país e do mundo, é uma preocupação nossa as pessoas terem que comer e vestir”, disse o presidente da Câmara Municipal que destacou o trabalho desenvolvido pelos técnicos da autarquia. 
A Comissão de Melhoramentos de Santo Emilião e o Centro Social de Sobradelo da Goma foram as duas IPSS’s certificadas no âmbito da frequência do programa “Capacitação da Comunidade e das Instituições”, no âmbito do Projecto Territórios In.
A comemoração do Dia da Família foi encerrada com a apresentação da peça de teatro “Carta de um Pai Idoso”, pelos formandos da Die Apfel, numa abordagem da problemática da família e do envelhecimento. (...)

Paróquia de Serzedelo

Generosidade sem limite

Por ocasião da presença da Virgem Peregrina na freguesia, a paróquia de S. Pedro de Serzedelo, no concelho da Póvoa de Lanhoso, inaugurou as obras de restauro da tribuna e tecto da capela-mor da Igreja Paroquial. 
Foram seis meses de intenso trabalho ao qual se aliou a generosidade dos habitantes daquela freguesia que, com os seus donativos, custearam as obras realizadas num valor de cerca de 35 mil euros.
A inauguração das obras decorreu na tarde de domingo, dia 7 de Maio, e constou de uma Eucaristia, presidida pelo Cónego José Paulo de Abreu, durante a qual se procedeu à bênção de tribuna, e da visualização de um filme explicativo de todas as etapas da obra, que esteve a cargo do Instituto de História e Arte Sacra da Diocese de Braga.
A eucaristia, por acção de graças de todos os oferentes, em sinal de agradecimento pela generosidade de todas as famílias, foi concelebrada pelo pároco António Pereira Lopes que exaltou a colaboração das famílias, assim como de todos os que ajudaram à concretização da obra. “Algumas famílias deram mais do que podiam, deram aquilo que lhes fazia falta para a alimentação”, revelou o Padre António Lopes.
Durante a homília,  o Cónego José Paulo Abreu desafiou os presentes a que não esqueçam a oração. O valor das flores e os sentimentos de alegria, amor e gratidão que transmitem foi também referido. E falando de flores, o Cónego José Paulo de Abreu falou de rosas e do rosário. “Cada Ave-maria do rosário que rezamos é uma flor que oferecemos a Nossa Senhora, que traduz os sentimentos bonitos que temos pela Mãe”.  (...)

Portas abertas à comunidade

À descoberta 
do Hospital António Lopes

De 25 a 29 de Maio, o Hospital António Lopes abre as portas à comunidade para dar a conhecer a sua actividade. Dessa forma, foi elaborado um vasto programa do qual constam rastreios, workshops, palestras, exposições temáticas, visitas guiadas,  exercícios de saúde, entre outros. “Venha à descoberta do Hospital António Lopes” é o repto lançado pela Santa Casa da Misericórdia da Pó-voa de Lanhoso. Cada dia é dedicado a uma temática específica, sendo que os rastreios de risco cardiovascular, densitometrias ósseas e consultas “Gestão de Sáude e Risco Cardiovascular serão realizados durante toda a semana. 
Segunda-feira, dia 25, é o “Dia do AVC”, que ficará marcado pela exibição de um filme temático, palestra alusiva ao tema “Disfagia no doente com AVC” e Workshop “Viver com Saúde”.
O “Dia da Mulher” decorre terça-feira, e do programa consta uma palestra dedicada ao tema “Prevenção do Cancro da Mama”, Workshop “Incontinência urinária na mulher”, exercício físico no feminino e Workshop ”Saúde & estética”.
Na quarta-feira, os trabalhos estão voltados para as crianças e adolescentes, realizando-se palestras referentes à “Sexualidade responsável”, “estudar com saúde” e “distúrbios alimentares”. No final do dia realiza-se um peddy-paper “Ser saudável”. (...)

Em Monsul não conseguiram entrar

Igrejas de Gerás e Covelas 
foram assaltadas
As Igrejas de Gerás e Covelas foram as mais recentes vítimas dos assaltantes. Depois de um período de acalmia, face à onda de assaltos registada em Dezembro passado, os meliantes voltaram à carga, desta feita no baixo concelho. As esmolas continuam a ser os objectos procurados e, tal como em casos anteriores, são mais os prejuízos causados que os valores furtados.
Na Igreja Paroquial de Gerás o assalto concretizou-se na madrugada do dia 7 de Maio, tendo os larápios levado uma pequena quantia de dinheiro que se encontrava na caixa das esmolas e provocado estragos na ordem dos 400 euros, uma vez que rebentaram uma das portas para concretizar o roubo.
Em Covelas, para aceder ao interior da Igreja Paroquial, os assaltantes usaram um pé de cabra para rebentar a porta da sacristia, tendo deixado tudo remexido e rebentado a caixa das esmolas que se encontra embutida na parede. Entre 30 a 40 euros foi o valor levado da caixa de esmolas.  (...)

Armazém em Mirão
assaltado por ‘profissionais’
Um armazém, situado em Mirão, na Póvoa de Lanhoso, foi assaltado no passado fim-de-semana, tendo os larápios levado diversa maquinaria, cujo valor ainda está por apurar.
Dado os contornos do roubo, pressupõe-se que o mesmo foi realizado por profissionais uma vez que os indivíduos, em número não apurado, neutralizaram o alarme com espuma, cortaram os fios das câmaras de vigilância, tendo ainda cortado a electricidade que abastece aquele armazém.
Após rebentarem uma janela, os indivíduos introduziram-se no armazém, de onde levaram diversa maquinaria, tendo ainda rebentado um cofre existente no local, mas nada levaram uma vez que o mesmo se encontrava vazio. (...)

Pelo Espaço Jovem...

Actividades para todos os gostos

Indo de encontro às necessidades e gostos do público mais jovem, o Espaço Jovem preparou, para os me-ses de Maio e Junho, um conjunto diversificado de actividades que prometem deliciar os mais novos. Atelier de Pinturas Faciais, ciência divertida, maratona fotográfica, sessões de astronomia, concurso de curtas metragens e torneio de futebol de 5 são algumas das propostas apresentadas por aquele espaço.
Depois da sessão explicativa sobre o Twitter, realizada ontem, quinta-feira, as actividades prosseguem amanhã, sábado, pelas 10h30, com o Atelier de Pinturas Faciais, a cargo de Catarina Alves. Ficar a conhecer as técnicas e os materiais adequados para as pinturas faciais são alguns dos objectivos desta iniciativa, que será de interesse para os mais jovens e os menos jovens, sobretudo para aqueles que trabalham com crianças e necessitem de dinamizar actividades.
No dia 26, terça-feira, a ciência estará em destaque no Espaço Jovem, com actividades originais, divertidas e interactivas, no âmbito do Ensino Experimental das Ciências.
“Ciência dos detectives” é o tema do dia 26, cujo objectivo desta actividade é compreender como a ciência pode auxiliar na investigação criminal. Será apresentado um cenário fictício de crime para ser solucionado ao longo da actividade.
“Junta uns amigos, capta umas imagens e concorre”, desafia o Espaço Jovem da Póvoa de Lanhoso. Pega no teu telemóvel e realiza a tua curta-metragem. A entrega dos trabalhos poderá ser realizada até ao dia 26 de Junho e os interessados poderão obter mais informações no Espaço Jovem. (...)
9oo anos do nascimento de D. Afonso Henriques

‘Eu reino’ no Castelo de Lanhoso
Com vista a assinalar os 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso está a preparar um grande espectáculo teatral, cuja estreia está marcada para o dia 24 de Junho, dia em que se comemora a Batalha de S. Mamede. “Eu reino” é a nova proposta da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e do Centro de Criatividade para o Castelo de Lanhoso, a ter lugar nos meses de Julho e Agosto, às sextas-feiras e sábados, num espectáculo que reúne dados factuais e  elementos do imaginário. “Eu reino” conta com textos de Weydson Barros Leal  (poeta, dramaturgo e escritor brasileiro) e de Moncho Rodriguez, director artístico do Centro de Criatividade, este último também responsável pela encenação, que foi buscar inspiração à obra “Afonso Henriques – o Homem”, de Cristina Torrão, que deu a conhecer a faceta humana do primeiro rei de Portugal. Actores profissionais e amadores, anónimos da comunidade, associações e grupos locais dividem o mesmo palco para encher de magia o Castelo de Lanhoso. Numa encenação que pretende envolver todo o concelho, estarão em palco cerca de 50 actores, aos quais se juntam os ranchos, os coros, as concertinas e as fanfarras do concelho...
Câmara Municipal investe
em equipamentos desportivos e recreio
Num investimento de cerca de 9500 euros, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procedeu à colocação de um novo parque infantil na EB1/JI de Simães, em Fontarcada e de um Circuito de Manutenção, no Parque do Pontido, na Póvoa de Lanhoso. “Atenta ao bem-estar dos munícipes de todas as idades, a Câmara Municipal tem dotado os espaços públicos de equipamentos de lazer, que promovem estilos de vida saudável”, revela a autarquia. Na EB1/JI de Simães o re-creio foi melhorado, tendo sido retirados os antigos divertimentos para dar lugar a novas estruturas, garantindo a diversão, em segurança, dos mais pequenos...
Câmara Municipal assinalou
Dia Internacional dos Museus

Por ocasião das comemorações do Dia Internacional dos Museus, celebrado na passada segunda-feira, dia 18 de Maio, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso deu a conhecer a necessidade da criação de um Gabinete de Arqueologia na Câmara Municipal, que por sua vez irá também permitir a realização de campos de escavações. Na sua intervenção, Fátima Moreira, vereadora da Cultura e Turismo, falou ainda do inventário e da georeferenciação do património, que está a decorrer, o qual, posteriormente, levará à criação da Carta do Património Arquitectónico e Arqueológico do concelho da Póvoa de Lanhoso. A inclusão da Carta do Património no Plano Director Municipal (PDM) foi outros dos assuntos abordados por Fátima Moreira, com a edil a destacar a importância da articulação dos serviços. “É fundamental que, no âmbito da revisão do PDM, sejam vertidos estes novos instrumentos, nomeadamente esta carta e este levantamento que está a ser agora concluído”, disse Fátima Moreira. Avançar para um Plano de Classificação de Monumentos é outros dos objectivos do município povoense, estabelecendo, dentro do património referenciado, qual o que consideram que deve estar classificando, e definir zonas de protecção no âmbito da Carta do Património são alguns dos objectivos da Câmara Municipal. Sensibilizar o cidadão comum para a importância da salvaguarda do património cultural foi um dos propósitos da iniciativa que contou com a presença dos formandos do curso de Técnico e Informação e Animação Turística, da Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso, assim como de Mariana Pereira, responsável pela área do património e arqueologia da autarquia povoense, e Celso Ferreira, arqueólogo responsável da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso. Escavações clandestinas e desprovidas de carácter científico, planos de ordenamento que não são correctamente elaborados, riscos naturais e falta de informação do público em geral foram algumas dos itens apontados por Fátima Moreira, considerados como ameaças ao património arqueológico. “É urgente e muito importante desenvolver acções que permitam a salvaguarda do património e a sua protecção, assim como encetar medidas que proporcionem a sua supervisão administrativa e científica”, destacou a Vereadora da Cultura. Continuar a desenvolver acções educativas, sobretudo no âmbito da sensibilização para a preservação e salvaguarda do património é um dos objectivos da autarquia da Póvoa de Lanhoso...

‘Em Diálogo’ submete 
património paisagístico a votação
Património Paisagístico e Natural” é o tema proposto para a edição deste ano do projecto “A Póvoa de Lanhoso e a sua Herança”, promovido pela Associação Em Diálogo, cuja apresentação decorreu, no dia 13 de Maio, na Sala da Interpretação do Território, na Casa da Botica. O projecto, que tem a duração de cinco anos, teve o seu início em 2008, tendo sido eleitos, naquele ano, os cinco elementos mais representativos do património edificado do concelho da Póvoa de Lanhoso. Este ano, são 16 os elementos do património paisagístico e natural colocados a votação.  Os interessados deverão proceder à indicação das suas cinco preferências, mediante votação, que poderá ser feita através da internet, sms ou cupão, via CTT.
As votações, iniciadas no dia 15, prolongam-se até ao dia 31 de Julho, com a divulgação dos resultados a ocorrer em cerimónia pública, no dia 7 de Agosto, no Parque do Pontido, na Póvoa de Lanhoso. “Existem locais lindíssimos no concelho que são do conhecimento generalizado das pessoas e outros de uma beleza singular, que pela sua dimensão ou divulgação escapam ao olhar da maioria dos povoenses”, revelou Clarisse Matos, presidente da Associação “Em Diálogo”...
Folclore além fronteiras
Formado por cerca de 50 elementos, o grupo folclórico “Rosas de Portugal”, sedeado em Hem, na França, promove o folclore, os usos e costumes portugueses. Ocupar os tempos livres, manter as tradições e preservar a memória dos seus antepassados são os objectivos deste grupo constituído por emigrante portugueses, entre os quais se encontram vários povoenses. Constituído em Novembro de 1981, actualmente com 28 anos, o grupo “Rosas de Portugal” é presidido por Maria José da Silva, casada com António da Silva, da freguesia de Taíde. Tal como em Portugal, em Junho, o S. João é vivido com muita intensidade, realizando uma festa ao ar livre, onde a sardinhada e o caldo verde são presenças obrigatórias. Posteriormente, em Novembro, segue-se a festa a S. Martinho, que conta com a presença de um artista português. A bela cidade de Paris, em França, é o próximo destino do Rancho “Rosas de Portugal”. No dia 31 de Maio a colectividade marca presença em França, numa actividade de intercâmbio com outras associações portuguesas...
Invisuais dão mais um passo
na conquista dos seus direitos
Depois de um ano a treinarem a sua assinatura, seis deficientes visuais deslocaram-se, na semana passada, ao Registo Civil da Póvoa de Lanhoso para solicitarem o Cartão do Cidadão.
O acto, que para alguns é irrelevante, para os invisuais assumiu-se como uma grande conquista. Durante cerca de um ano, o Artur, a Margarida, a Fátima, o Max, o Joaquim e o Ricardo aprenderam a assinar o seu nome. Para uns, foi aprender algo novo pois a cegueira acompanha-os desde nascença, e, para outros, foi o reaprender algo que já não faziam há muitos anos, desde que começaram a perder a visão. Tudo isto só foi possível graças ao trabalho desenvolvido na Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, sedeada na Póvoa de Lanhoso. Ali, os deficientes visuais recebem apoio em várias áreas e praticam diversas actividades, de onde se destaca o goalball e a natação adaptada. Através de uma régua, designada por guia de assinatura a negro, os invisuais, sob orientação da técnica Sandra Vieira, aprenderam a assinar o seu nome. O trabalho, desenvolvido ao longo de cerca de um ano, deu frutos e os invisuais conquistaram mais uma etapa na sua vida, derrubando, passa a passo, as barreiras que vão surgindo ao longo do seu caminho, numa tarefa árdua e por vezes inglória. 

Dia muito feliz
O dia foi de alegria, compartilhada por todos os presentes. Pela primeira vez, tal como foi referido no local, o Registo Civil da Póvoa de Lanhoso recebeu invisuais a solicitar o Cartão do Cidadão. A tarefa, um pouco mais demorada que o normal, contou com a excelente colaboração das técnicas ao serviço naquela repartição. No final, o rosto de todos espelhava o orgulho que sentiam...

‘Maria’ em guerra aberta

O empate com o Vianense, na última jornada atirou o Maria da Fonte para a III Divisão. Mas, mesmo que a vitória se concretizasse sobre os homens de Viana, a formação marifontista estaria condenada à terceira divisão, na medida em que o Ribeira Brava venceu a formação do Caniçal. O Maria da Fonte terminou em 5.º lugar, com 22 pontos. O sonho da II Divisão foi por água abaixo. As opiniões dividem-se. Há quem ache que o lugar do Maria é na III Divisão, uma vez que o clube não tem condições para fazer face aos custos de uma II Divisão. Porém, há quem não partilhe da mesma opinião, uma vez que em 2010 irá ser realizada uma reformulação nos campeonatos, que levará à extinção da III Divisão Nacional. A juntar a tudo isto, o clube atravessa um momento menos bom em termos directivos. Fernando Fernandes e a sua direcção apresentaram a demissão, ficando no clube até ao final de Maio. Mais do que os problemas directivos, a crise financeira vivida no clube vem complicar ainda mais a vida à formação do Maria da Fonte. O dia 4 de Junho será um momento importante da vida da instituição. Na Assembleia Geral realizada nesse dia irão ser debatidos assuntos de vital importância para o clube. A análise do actual momento e das contas relativas à época 2008/2009 serão dois dos assuntos em debate. A constituição de uma comissão administrativa, com plenos poderes para gerir o clube é outras das propostas que estará em cima da mesa.

Culpas atiradas a uma só pessoa
Depois de Dinis Rodrigues ter, no final do jogo com o Vianense, tecido duras críticas ao ex-chefe do Departamento de Futebol, José Manuel Salgado, actual responsável pelo departamento de futebol marifontista, convocou, no dia 11 de Maio, uma conferência de imprensa, para “confirmar e reafirmar” as declarações do técnico marifontista dadas no final do jogo com o Vianense. Na sua intervenção, confirmou que no departamento de futebol a época foi mal gerida, desde o início até ao final da primeira fase. “Infelizmente tivemos uma pessoa, o chefe do departamento de futebol, que não soube gerir o clube, tanto desportivamente como financeiramente”, acusou José Manuel Salgado. É com mágoa que eu digo isto porque, infelizmente essas pessoas estiveram aqui no clube, só o derrotaram e puseram o clube na ruína”, disse o chefe do departamento de futebol que acusou ainda o ex-chefe do departamento de futebol, Nuno Lemos, de algumas das dívidas existentes. Quando assumi a chefia do departamento foi quando me apercebi que havia coisas que eram abismais”, disse, referindo que “há contratos com jogadores que não deviam ter sido feitos da forma como foram feitos. Temos o caso de dois jogadores brasileiros que vieram, por empréstimo, do Freamunde e nós estamos a pagar o salário por inteiro e isso é coisa que eu não faria como chefe do futebol pois tentaria negociar, pois os jogadores são do Freamunde e não são nossos.” “Desde que assumi o departamento de futebol posso dizer que não devo nada a ninguém”, adiantou o chefe do departamento de futebol. Mesmo que o Maria conseguisse a manutenção, José Manuel Salgado assegurou que o assunto viria da mesma forma para a praça pública...

Comitiva encantou centenas de alunos


Atletas do Sp. Braga
visitaram a Póvoa


A vinda de Meyong e Rodriguez, do Sporting de Braga, à P. Lanhoso, no dia 8 de Maio, criou um clima de ambiente de festa e grande alegria na Escola EB1/JI da vila. À espera dos craques arsenalistas encontravam-se cerca de 387 alunos, que aguardavam ansiosos a chegada dos craques.
A visita de atletas do Sp. Braga a estabelecimentos de ensino, um pouco por todo o distrito, insere-se numa iniciativa do departamento de Marketing do clube bracarense, que tem permitido arrecadar novos sócios e aproximar-se do público mais jovem. Na escola da Póvoa, foram 124 os alunos que receberam o cartão de sócio dos Guerreiros do Minho. À escola, os atletas ofereceram um galhardete do clube, assim como um livro dos 85 anos do SC Braga.
Reconhecer o empenho dos alunos, premiando os alunos com melhor aproveitamento, tem sido uma das estratégias seguidas pelo Sp. Braga. Assim, Ana Cláudia Castro Ribeiro, de 9 anos, representante dos quatro alunos finalistas com melhor desempenho escolar, recebeu uma camisola autografada, que ficará em exposição naquele estabelecimento de ensino.
Osvaldo Oliveira, director da escola, mostrou-se satisfeito com a iniciativa, uma vez que a mesma se enquadra, segundo o próprio, num projecto que está a ser desenvolvido naquele estabelecimento, que tem como vertente as atitudes e comportamentos. Para além da oferta da camisola, os jogadores arsenalistas distribuíram vários postais autografados pelos alunos presentes, num clima de festa e animação.
Apesar de estar contente com a vinda dos atletas do Braga àquele estabelecimento de ensino, Osvaldo Oliveira, director da Escola EB1, mostrou algum desagrado pelo facto dos atletas terem chegado com uma hora de atraso. A iniciativa, programada para o meio-dia, só se realizou às 13 horas. “Estou desagradado pelo facto de terem chegado com um atraso de uma hora aqui à escola quando isto já estava previsto há vários dias. Temos aqui crianças desde os 4 anos à espera para almoçar. Para além de ser para eles incómodo esta espera, a comida está fria e temos os pais também aborrecidos com este atraso. Se o Sporting Clube de Braga sabia o que se estava a passar, foram eles que planificaram esta actividade, deviam ter tido o cuidado de ser mais pontuais com estas crianças. O problema não é a escola e os adultos, mas as crianças. Estou desagradado”, disse.
Disseram-me que a razão foi os tratamentos médicos”, disse. (...)

EDITORIAL

Armindo Veloso




SANTOS DA CASA

Muitos de nós, a começar pelos cronistas de renome da nossa praça, ainda não “engoliram” a forma como Durão Barroso abandonou o governo da República e rumou a Bruxelas para presidente da Comissão Europeia.
Pela minha parte, escrevi-o na altura, achei uma honra sem par para Portugal.
O que veio a acontecer depois foi de facto causado pela sua ida embora mas não tenho dúvidas que Durão Barroso estava longe de adivinhar que seria tão mau e que terminaria com a dissolução da Assembleia da República por parte do presidente Jorge Sampaio. Posto isto, o que diziam, e ainda dizem, os do costume? Durão Barroso fugiu e Portugal jamais lhe perdoará. No fundo chamam-lhe cobarde e ingrato. Mais, diziam, aqui sim diziam, que ele só chegou a presidente da Comissão devido à célebre reunião dos Açores com Bush, Blair e Aznar. Os patrões, ao tempo, puseram o “rapaz dos pregos” na Comissão para lhes servir café.
E agora, caros defensores da pátria, em que ficamos?
Durão Barroso será reconduzido, tudo leva a crer, no lugar, não só nomeado pelos chefes de governo e de Estado eleitos pelo PPE, Partido Popular Europeu, que é maioritário no parlamento, mas também por Brown, da Inglaterra, Zapatero, da Espanha, Sócrates, de Portugal, e Stanishev, da Bulgária, todos eles da área socialista, ou seja, da grande força alternativa.
Dizem os entendidos que o nosso “rapaz dos pregos” fez um bom mandato em áreas fundamentais e geriu, como poucos, as várias sensibilidades, assunto dificílimo dadas as grandes diferenças entre os dinossauros europeus e os pequenos países recém-chegados. E mais, que ficará na história ao lado de Delors, quem sabe com mais notoriedade, dadas as diferenças de tempo e dificuldades.
Quanto a ser um homem do passado, como diz Mário Soares, que agora endeusa Obama quando a sua deusa antes das primárias americanas era Hilary Clinton – a mesma que votou sem hesitações a invasão do Iraque –, lembre-se, dr. Mário Soares, que Obama manteve como um dos esteios da sua administração, na Defesa, um dos homens de Bush. Os bons e competentes também falham. Ou não, dr. Soares?...
Tenho um amigo que diz que, na nossa zona, não se pode vestir uma camisa lavada. Em Portugal, como a regra é a mediocridade, não se pode chegar a lado nenhum de jeito.
A inveja atrofia os povos. Portugal é um país atrofiado.

Até um dia destes.
CASTELO

Escola da Arrifana

A Escola da Arrifana, em Fontarcada, aproveitou uma sala que se encontrava desactivada e fez uma biblioteca escolar. Os 51 alunos que frequentam o 1.º ciclo e pré-escolar dispõem, desde o dia 22 de Abril, do novo espaço. Esta criação ganha ainda mais valor quando dependeu do esforço de toda a comunidade escolar, incluindo os encarregados de educação.
CASTELO DE AREIA
Praxes no ISAVE

Poderia eleger o ISAVE como um dos factos positivos da quinzena povoense. Afinal, a comunidade estudantil celebrou a sua semana académica, um dos momentos mais aguardados do ano. Entre bênções, músicas, cortejos pelas ruas da Póvoa e muita animação, alguém (por sinal muitos ilustres 'doutores') se lembrou de juntar outros condimentos ao cozinhado desta magnífica semana. Cabeças de animais, ossos, restos de carne, velas, ovos, ketchup e outros objectos, tudo assente sobre enormes plásticos, deram um cheiro nauseabundo ao lugar do Horto e Caminho de Calais, próximo do Cemitério municipal da P. Lanhoso. Mais de 100 kg de detritos espalhados pelo chão não me parece brincadeira tolerável. Viva às praxes mas com 'alguma' educação cívica. No final, limpavam o que sujaram e tudo ficava entre o espírito dos intervenientes. Assim, que rica imagem que passou para o exterior.

Theatro Club

Sons do Conservatório

Durante o mês de Maio a música invade o palco do Theatro Club, pela mão do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, de Braga, que apresenta uma série de concertos e recitais. Recital de Recital de Percursão "A Dois", Recital de Música de Câmara "Quinteto de Metais" e Concerto Didático "A Percussão", são as propostas para hoje, sexta-feira, sábado e domingo, respectivamente.
As propostas para os restantes dias são as seguintes: 15 Maio 21h30 - Recital de Piano e Violoncelo; 16 Maio 21h30 - Recital de Guitarra; 17 Maio 11h00 - Concerto Didáctico "A Orquestra de Sopros"; 22 Maio 21h30 - Recital de Piano; 23 Maio 21h30 - Recital de Música de Câmara; 24 Maio 11h00 - Concerto Didáctico "A Orquestra das Cordas"; 29 Maio 21h30 - Recital de Saxofone; 30 Maio 21h30 - Recital de Música de Câmara; 31 Maio 11h00 - Concerto Didáctico "A Orquestra sinfónica".

Póvoa de Lanhoso

Idoso apareceu morto


Um povoense, com 82 anos, que residia na Avenida da República, foi encontrado sem vida, depois dos vizinhos estarem vários dias sem o ver. O corpo foi encontrado pelas 18 horas, do dia 29 de Abril, com os vizinhos a alertar as autoridades uma vez que há vários dias não avistavam o idoso, quando costumavam fazê-lo todos os dias.
Adriano Rodrigues de Sá, natural de Garfe, tinha 82 anos, residia sozinho, e era uma figura muito conhecida na Póvoa de Lanhoso, tendo trabalhado durante muitos anos na Repartição de Finanças deste concelho e estando também ligado ao Partido Socialista.
Chamados ao local, os militares do posto da GNR da Póvoa de Lanhoso bateram à porta da habitação, mas como não obtiveram resposta, optaram, com a colaboração dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, por aceder ao apartamento através de uma varanda, que se encontrava destrancada.
Segundo apuramos, o idoso foi encontrado no quarto, caído junto à cama. As causas da morte ainda estão por apurar, tendo o corpo sido autopsiado. No local compareceu o delegado de saúde e elementos da Polícia Judiciária, a fim de apurar de havia indícios de crime.
Alírio do Vale é o autor
do mês de Maio


José Narciso da Fonseca Oliveira, mais conhecido por Alírio do Vale, é o autor que estará em destaque, durante o mês de Maio, na Biblioteca Municipal da Póvoa de Lanhoso.
Este povoense, nascido a 24 de Março de 1892, na Casa do Bárrio, em Monsul, veio a falecer, em 11 de Novembro de 1957, de uma síncope cardíaca. Formado em Químico-farmacêutico, este monsulense realizou, em 1946, um levantamento genealógico da família da Casa do Bárrio a partir do séc. XVII.
Revelando uma grande inclinação para a poesia, e imbuído de um forte romantismo e idealismo assim como de uma revolta contra anarquia política então reinante, participou duma acção violenta, refugiando-se depois no Bárrio para fugir a uma possível prisão.
Da sua bibliografia destaca-se Dinis Arão, Corações que sangram e O Poder das Riquezas, este último não publicado.

São Gens de Calvos


Banda musical
tem novos elementos

Contando com 45 músicos, a Banda de Música de Calvos viu entrar, recentemente, quatro novos elementos, cujas idades estão compreendidas entre os 12 e os 13 anos.
Ao longo destes anos são muitos os jovens, vindo da escola da formação da banda e da Escola de Música do Centro Comunitário, que têm integrado as fileiras da Banda Musical de Calvos.
O Tiago, o Luís Filipe, o Flávio Miguel e o Ricardo são os novos elementos da banda.
Com 13 anos e a residir em Ferreiros, o jovem Tiago Coimbra da Silva tem no saxafone uma das suas paixões.
Foi com seis anos que fez a primeira incursão na música, na Escola de Música do Centro Comunitário do Vale do Cávado, em Monsul. Sete anos depois é um dos músicos da Banda Musical de Calvos.
Da escola de formação da banda saíram os outros três elementos, todos eles residentes na freguesia de S. Gens de Calvos: o Luís Filipe Sousa Oliveira, de 12 anos, cujo instrumento de eleição é o trompete; o Flávio Miguel Rodrigues Ferreira, de 13 anos, que toca clarinete; e o Ricardo Montenegro, de 12 anos, no trombone de varas, que herdou o gosto pela música de seu pai, João Monte-negro, também ele músico da Banda Musical de Calvos.

S. Gens de Calvos


Chegada da Virgem Peregrina
comoveu a comunidade

Foi no dia 25 de Abril de 2009 que a Paróquia de São Gens de Calvos viveu um dos maiores acontecimentos dos últimos tempos: a chegada da Virgem Peregrina do Mundo à nossa Paróquia.
Na madrugada desse mesmo dia, um grupo de pessoas de Cal-vos e outro de Serzedelo rumaram até Fátima para trazer para as respectivas paróquias a Imagem da Virgem.
Na chegada ao Santuário, foi celebrada, no recinto, uma Eucaristia presidida pelo padre António Lopes, onde foi pedida a intersecção da Virgem nas nossas comunidades.
Depois de uma pausa para o almoço e uma visita pela cidade, seguiu-se a entrega oficial da Imagem Peregrina às nossas paróquias. Na capelinha das Aparições já estava preparado o andor em que viria a Imagem. Depois da recitação do terço, presidida pelo nosso pároco, deu--se a entrega oficial da Imagem, que seguiu em procissão até à carrinha onde viria a ser transportada. Foram momentos comoventes e belos, e, acima de tudo, que poucas vezes se repetem pois, segundo informações, a última visita da Virgem ocorreu há aproximadamente 20 anos.
Às 19h15 chegou à freguesia e paróquia de São Gens de Calvos a Imagem da Virgem Peregrina. Foram momentos que ficarão para sempre na memória de todos os presentes, com as palavras a tornarem-se poucas para expressar os momentos vividos.
Uma multidão esperava por Nossa Senhora. O Adro estava repleto e o andor da Virgem foi seguindo, acompanhado pela Banda Musical de Calvos que quis marcar a sua presença. Um cordão humano atirava flores e saudava a Senhora.

Para os mais necessitados

Câmara Municipal
divulga medidas sociais


A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso está a iniciar uma campanha de divulgação pública das medidas sociais existentes no Município e que podem ser utilizadas pelas populações que delas necessitem. O Subsídio de Apoio às Rendas, o Cartão da Família Numerosa e o Programa Viver + estão entre as respostas criadas recentemente pela Edilidade.
Esta divulgação passa pela sensibilização de autarcas locais, de responsáveis pelas IPSS’s concelhias e dos restantes parceiros da Rede Social para a existência de diferentes instrumentos de apoio. Dada a sua proximidade com as populações, estes agentes são entendidos como fundamentais para a informação dos Munícipes. Paralelamente, a autarquia está a reforçar as formas de dar a conhecer as medidas sociais, com a colocação de painéis exte- riores em zonas de grande circulação de pessoas e com a distribuição de folhetos informativos junto da população. (...)

ISAVE


Estudantes receberam
bênção das pastas

A vila da Póvoa de Lanhoso foi palco, de 25 a 29 de Abril, da Se-mana Académica do ISAVE, com a Missa de Finalistas, a Queima das Fitas e o Cortejo Académico a assumirem-se como momentos importantes na vida dos alunos daquele estabelecimento de ensino superior. Para os 307 alunos finalistas do ISAVE, aqueles dias representaram um momento importante das suas vidas, na passagem da vida académica à vida profissional.
Na missa de finalistas, realizada no Salão Paroquial da Póvoa de Lanhoso, os alunos pediram uma bênção especial para as pastas, num momento que contou com a presença de centenas de pessoas, entre familiares e amigos dos alunos finalistas do ISAVE.
A cerimónia presidida pelo Padre Eduardo Duque, da Pastoral Universitária da Diocese de Braga, foi concelebrada pelo Padre Armindo Gonçalves, Arcipreste da Póvoa de Lanhoso, e pároco das freguesias da Póvoa de Lanhoso e Galegos. (...)

ISAVE: Semana Académica


Cortejo académico invadiu a vila

O uso de materiais recicláveis ou passíveis de posterior reciclagem na caracterização dos carros foi a grande novidade do Cortejo Académico do ISAVE, realizado na tarde de quinta-feira, dia 29, na Póvoa de Lanhoso.
Foram nove os carros alegóricos participantes, representativos dos vários cursos, que percorrem as artérias da Póvoa de Lanhoso, perante a curiosidade de transeuntes e automobilistas, que não deixaram de apreciar a irreverência dos mais jovens.
O Cortejo Académico representa para muitos o início de um percurso, ao passo que outros se despedem da vida académica, preparando-se para abraçar o mundo profissional.
Foram centenas de alunos que estiveram presentes do Cortejo Académico, com a euforia a ser a palavra de ordem por esta altura, num momento que uniu caloiros e finalistas, com a habitual festa marcada pela alegria e música, não faltando a bebida tão comum por estes dias.
“Mostra o que és, reciclando-te” foi o mote lançado às centenas de alunos que percorreram o centro da vila da Póvoa de Lanhoso, com a fonte da rotunda 25 de Abril, a ser um local de passagem obrigatória para o tradicional banho. (...)

Fontarcada


Escola da Arrifana tem biblioteca

Numa união de esforços, que envolveu professores, alunos e seus familiares, uma sala que se encontrava sem uso, na Escola da Arrifana, em Fontarcada, foi transformada numa biblioteca escolar.
O sonho concretizou-se e, desde o dia 22 de Abril, aquele edifício passou a dispor de um novo espaço de leitura e lazer, disponível para receber os 51 alunos que frequentam o 1.º ciclo e pré- -escolar.
Foi no dia 18 de Março de 2008 que o repto foi lançado, pelas educadoras, aos pais dos alunos que frequentam a Escola da Arrifana, segundo nos informou a professora Augusta Sousa, responsável pela biblioteca.
O desafio foi abraçado pelos encarregados de educação e familiares dos alunos, os quais contribuíram com tintas, almofadas, sofás, diverso material e mão-de-obra, pro-cedendo ainda ao restauro dos móveis existentes.
Nos tempos livres, os pais dos meninos da Escola da Arrifana foram reconstruindo o espaço, tornando-o acolhedor e com condições para receber a biblioteca. As paredes, em tons de laranja, azul e verde deram um colorido e uma alegria diferente ao espaço. As almofadas, os sofás e as prateleiras recheadas de livros convidam à leitura, num espaço que será agora dinamizado pelas responsáveis daquele estabelecimento de ensino. “Isto foi um sonho agora concretizado. Estes são os primeiros dias da biblioteca e o nosso objectivo é dinamizá-la e tornar este espaço cada vez mais útil, dando via à escola”, referiu também a professora Maria do Carmo Oliveira. (...)

PARJAP com Prémios de Arquitectura Paisagista

6.º Congresso Ibero-Americano
de Parques e Jardins Públicos

O 6.º Congresso Ibero-Americano de Parques e Jardins Públicos – PARJAP PORTUGAL 2009, que decorre na Póvoa de Lanhoso, de 24 a 26 de Junho, contará com a entrega do Prémio Jornal Arquitecturas/Vibeiras Jovem Arquitecto Paisagista, que este ano terá uma edição ibero-americana.
Segundo a autarquia, para além do prémio atrás referido, será também entregue o Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 09, que levará ao aumento da visibilidade da Póvoa de Lanhoso na área dos espaços verdes.
“O Prémio Jornal Arquitecturas/Vibeiras Jovem Arquitecto Paisagista visa promover projectos de estudantes e jovens arquitectos paisagistas, com idade até aos 35 anos. Vai, por isso, atribuir distinções nas categorias Estudantes e Jovens Profissionais.
Ao melhor trabalho, por categoria, será atribuído um prémio no valor de 1.500 euros. Os cinco melhores trabalhos de cada uma das categorias estarão em exposição no 6º Congresso Ibero-Americano de Parques e Jardins Públicos e serão publicados no livro de actas do mesmo Congresso. De tema livre, os projectos deverão ser entregues até ao dia 3 de Junho”, revela a autarquia. (...)

PS prometeu não viabilizar mais nenhum empréstimo neste mandato

Consenso na Assembleia Geral

Depois de chumbado, na última Assembleia Municipal, o pedido para contracção de um empréstimo no valor de 470 mil euros para garantir a com-participação do município na empreitada do "Centro Educativo António Lopes" foi aprovado na reunião da Assembleia Municipal da Póvoa de Lanhoso, realizada no dia 27 de Abril, com 20 votos a favor e 34 abstenções.
Recorde-se que, na anterior reunião, a bancada socialista tinha pedido o adiamento da discussão do pedido do empréstimo mas o executivo colocou o mesmo a votação, tendo sido chumbado, pela maioria socialista, que alegou que o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel José Baptista, não cumpriu o compromisso assumido com as Juntas de Freguesia do PS, não transferindo as verbas como constava do acordo de princípio celebrado entre o presidente do município e os autarcas eleitos pelo PS.
Nesta última reunião, a bancada socialista mostrou-se disponível para abordar a questão do empréstimo, uma vez que a Câmara Municipal cumpriu os compromissos assumidos com as Juntas de Freguesia.
“Este empréstimo não é mais do que um acto de boa gestão, destinado ao pagamento de uma obra de extrema importância”, relembrou a vice-presidente da Câmara Municipal, Gabriela Fonseca. Da parte da bancada socialista, que viabilizou a aprovação, abstendo-se, Tinoco de Faria advertiu a Câmara Municipal revelando que “neste mandato não viabilizaremos qualquer novo empréstimo para qualquer finalidade que seja”.
Emanada da Assembleia Municipal, foi constituída uma comissão para estudar os estatutos da cooperativa cultural, novamente trazida a debate. Como tal, a proposta apresentada pelo executivo resultou de um trabalho conjunto, onde estiveram representados os partidos com assento na Assembleia Municipal. Assim, a autorização para a Câmara Municipal integrar, como parte pública e cooperadora fundadora, com a subscrição de novecentos títulos de capital, no montante de quatro mil e quinhentos euros, uma Cooperativa de Interesse Público de Responsabilidade Limitada, com a denominação de "CENTRO DE CRIATIVIDADE - Centro de Criação Cultural e de Intervenção Social, Cooperativa de Interesse Público de Responsabilidade Limitada" e aprovação dos respectivos estatutos mereceu a aprovação por unanimidade. De entre as alterações no novo documento apresentado, destaca-se a passagem de 3 para 5 elementos nos órgãos sociais, com a presidência a pertencer à autarquia e a vice-presidência a ser ocupada pelo vereador do maior partido da oposição. Relativamente à contratação de pessoal efectivo, a mesma de- verá ser feita por concurso público e por unanimidade dos membros da direcção.
Na sua intervenção, a vereadora Fátima Moreira destacou a importância da aprovação da criação da cooperativa que permite, para além da autonomia administrativa e financeira, a possibilidade de se candidatarem a financiamentos e programas, o que se assume como uma mais-valia.
A par dos assuntos atrás referidos, foi ainda aprovado, com a abstenção do PS e o voto favorável da bancada PSD, o Relatório de Actividades e Documentos de Prestação de Contas da Câmara Municipal relativos ao ano de 2008.
Para além da discussão e votação dos vários pontos constantes da ordem de trabalhos, a última reunião da Assembleia Municipal ficou marcada pela apresentação do pedido de demissão por parte do deputado Jacinto Pereira de Sousa, eleito nas listas do PSD. “Pessoas deste executivo municipal, com grandes responsabilidades políticas, faltaram-me ao respeito, causaram-me e trataram-me mal”, disse Jacinto Pereira de Sousa na sua intervenção, solicitando a demissão de deputado da Assembleia Municipal, assim de todas as comissões que vinha integrando ao longo destes anos.

Câmara e Assembleia

CDU apresentou candidatos

Eleger deputados da CDU para a Assembleia Municipal e concorrer no maior número possível de freguesias, elegendo alguns elementos para as assembleias de freguesia, são os grandes objectivos da candidatura da concelhia da CDU às próximas eleições autárquicas.
Num jantar realizado no Hotel P. Lanhoso, no dia 30 de Abril, a concelhia da CDU apresentou os candidatos do partido à Câmara Municipal e Assembleia Municipal.
Rodolfo Cardoso Pontes e Pedro Vale são os candidatos, pela CDU, à Câmara e Assembleia Municipal, respectivamente. Com 32 anos, Rodolfo Pontes, natural de Famalicão, reside há cerca de três anos na freguesia de S. João de Rei. Licenciado em Engenharia Física, o candidato da CDU escolheu a terra natal de seus avós para investir na agricultura. “É um desafio que pode fazer parte dos horizontes de qualquer pessoa que esteja minimamente envolvida e se interesse pelos problemas e coisas boas da sociedade”, referiu Rodolfo Pontes. (...)

Iva Delgado à conversa no Theatro Club


“Na campanha eleitoral de 58
tínhamos Pides à porta”

No âmbito das comemorações do 25 de Abril, e numa organização da turma de Turismo do 12.º ano da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, o Theatro Club da Póvoa de Lanhoso recebeu, no dia 23 de Abril, a visita de Iva Delgado, a filha do General Humberto Delgado.
Para além da conversa com a filha do conhecido “General sem Medo”, a iniciativa, que teve o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, contou com momentos de dança, musicais e de interpretação, pelos alunos da turma de turismo, num pequeno apontamento do antes e do pós 25 de Abril.
Na sua conversa com os alunos do 9.º e 12.º ano da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, Iva Delgado deu a conhecer a sua infância e as suas vivências no tempo da ditadura.
“Na campanha eleitoral de 58 nhamos Pides à porta. Tínhamos nomes para todos eles, pois era uma forma de exorcizar o medo”, revelou Iva Delgado, que não deixou de dizer que “1958 foi o fim do Salazarismo”.
“Mas nem tudo foi mau naquele tempo”, disse Iva Delgado, dando o exemplo da Mocidade Portuguesa e da Obra das Mães.
“Eu era da vossa idade e todos os dias sentia medo. Penso que o meu pai não sentia medo porque ele tinha uma profissão de risco”, revelou.
A posição da família quanto à candidatura, o exílio de seu pai e o anel encontrado no dedo de Humberto Delgado aquando a sua morte foram alguns dos assuntos abordados ao longo da conversa, tendo dado a conhecer o conteúdo dos arquivos encontrados na Torre do Tombo, onde constavam as escutas e os dados recolhidos pelos agentes da Pide, quer em relação a seu pai, quer em relação a ela própria.
Depois de apresentar o seu testemunho e dar a conhecer as suas experiências, Iva Delgado respondeu a algumas perguntas colocadas pelos alunos presentes.
Naquele dia foram ainda inauguradas, na Galeria do Theatro Clube, as exposições “Humberto Delgado – o General sem medo” e “Quiseram calar-nos! Não se assassina a Liberdade” da Fundação Humberto Delgado e “Abril 35 - Fotografar a Democracia”, organizada pela Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso.

Acólitos do baixo concelho

Peregrinação anual

No dia 1 de Maio, os acólitos das paróquias de Geraz do Minho, Friande, São João de Rei e Monsul, participaram na Peregrinação Anual do Acólito, realizada em Fátima. Este ano tivemos connosco o D. Anacleto, Bispo Auxiliar de Lisboa, que é precisamente o Presidente da Conferência Episcopal da Liturgia, que engloba em si o SNA - Serviço Nacional do Acólito. Acólito é o ministro litúrgico que serve o presidente e o altar, compreende um dos três ministérios que a Igreja prevê, o ministério do acólito. Foi num ambiente de festa, de total entrega e devoção que mais uma vez se participou nesta peregrinação. Este ano estávamos cerca de 4 500 a 5 000 acólitos de vários pontos do continente, onde numa acção conjunta procurou-se viver e sentir o verdadeiro mistério que encerra em si, este estar presente e servir a comunidade neste ministério. Numa primeira fase, assistimos à recepção de todos os acólitos; em seguida, os trabalhos preparados pelas dioceses, onde versava sobre “Paulo, apóstolo de Cristo, por vontade de Deus.” Não foi possível demonstrar todos os trabalhos realizados pelas dioceses, ficando do coordenador uma firme esperança que num futuro muito próximo estaria disponível no site dos acólitos, serviço de liturgia, os restos dos trabalhos para que, localmente, possamos ver e saborear o trabalho desenvolvido pelas dioceses para este dia especial. (...)

Restauro da tribuna e do tecto

Serzedelo: intervenção
na Igreja Paroquial concluída


Já foi dada por concluída a intervenção na Igreja Paroquial de Serzedelo, que compreendeu o restauro da tribuna e do tecto da capela-mor. Iniciadas em Outubro de 2008, as obras inicidiram, sobretudo, na tribuna, que se encontrava num avançado estado de degradação, ameaçando ruir.
Os trabalhos, a cargo do Instituto de História e Arte Sacra da Diocese de Braga, envolveram actividades de marcenaria, carpintaria e pintura, com algumas das peças de madeira a ser restauradas e outras substituídas, tal era o seu estado de deterioração.
Muitas das peças de madeira foram restauradas e outras substituídas, seguindo-se a desinfestação, a pintura, de harmonia com a traça original datada do século XVIII, e o douramento.
Orçadas em cerca de 35 mil euros, as obras irão ser custeadas com os vários donativos e ofertas que Conselho Económico conseguiu arrecadar ao longo do tempo, fruto da grande generosidade dos paroquianos de Serzedelo.
“Ainda não temos o valor necessário. Faltam-nos ainda os donativos de algumas famílias, pelo que esperamos conseguir a verba necessária para custear as obras”, referiu o padre António Lopes. (...)

Estilos Saudáveis

Percursos pedestres
promovem concelho


De Abril a Outubro, e uma vez por mês, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, em parceria com a empresa Terra Pedestre, realiza caminhadas ao longo de vários percursos pedestres no concelho. Depois de calcorrear a Via Romana XVII, os pedestrianistas percorrem, no dia 16 de Maio, sábado, o Itinerário Maria da Fonte, cujo início ocorre junto à Igreja de Fontarcada e tem o seu termo no Castelo de Lanhoso.
Promover estilos de vida saudáveis e potenciar os recursos turísticos do concelho são alguns dos objectivos da iniciativa que visa, ao mesmo tempo, dinamizar e divulgar os vários itinerários do concelho da Póvoa de Lanhoso. As inscrições podem ser realizadas no Posto de Turismo da Póvoa de Lanhoso (turismo@cm-povoadelanhoso.pt ou 253 639 708), onde podem ser obtidas mais informações.
O transporte é assegurado pela organização e as inscrições estão abertas até à hora do encontro. As condições climatéricas podem levar à alteração do programa.
Em cada uma das caminhadas o encontro está marcado para as 9h30, com a partida a ocorrer pelas 10 horas.
Do programa elaborado
pela autarquia consta:

- No dia 16 de Maio - Percurso Maria da Fonte (Fontarcada - Castelo PR1)
- No dia 27 de Junho - Percurso do Merouço (Sobradelo da Goma PR 2)
- No dia 18 de Julho - Passeio das Pucarinhas (Garfe)
- No dia 22 de Agosto - Passeio no Cávado
- No dia 19 de Setembro - Passeio das Belas Vistas (Castelo - São Mamede)
- No dia 17 de Outubro - Ribeiro Queimado (Sobradelo da Goma PR3)