Tragédia na madrugada de domingo

Explosão matou idosa
na aldeia de Galegos
Câmara ajuda nas despesas
da habitação
dos mais carenciados

JORNAL MARIA DA FONTE

123 anos de vida
O “velhinho” Maria da Fonte completou mais um ano de vida. Fundado a 3 de Janeiro de 1886, o Maria da Fonte completou, este ano, 123 anos. São muitos e muitos anos a levar as notícias da terra pelo concelho, pelo país e pelo mundo.
Na passagem do 100.º aniversário o Maria da Fonte foi agraciado com a Medalha de Honra de Ouro do concelho da Póvoa de Lanhoso, facto que muito encheu de orgulho todos aqueles que estavam à frente dos seus destinos e que, com o seu trabalho e dedicação, levavam as notícias da terra a todos os povoenses espalhados pelo mundo.
Completados os 123 anos, iniciamos um novo ano, com novos desafios mas sempre a trabalhar para levar, quinzenalmente, as notícias da Póvoa de Lanhoso junto dos nossos assinantes. A todos eles o nosso obrigado pela preferência e por serem os melhores leitores do mundo, não esquecendo os nossos colaboradores e anunciantes, cujo contributo é fundamental para continuarmos a chegar até junto dos nossos leitores.
Armindo Veloso



"S"ENAS
O jornalista Sena Santos é, era, para a minha geração uma referência no jornalismo radiofónico.
Com a sua voz permanentemente excitada mas com tudo no lugar certo, transmitia, paradoxalmente, confiança e credibilidade.
Quem não se lembra dos relatos feitos na Antena 1 dos factos que iam acontecendo durante o bloqueio na ponte 25 de Abril com o célebre “buzinão”, expressão da sua autoria?
Há alguns anos atrás, talvez três, soube-se que Sena Santos tinha sido despedido da rádio pública por atitudes que não vou enumerar neste espaço, público, porque corro o risco de não ser exacto na exemplificação. No entanto, perante tantas informações transmitidas e nunca desmentidas e uma vez que, de facto, Sena Santos se eclipsou não será boato concluirmos que neste caso não haverá fumo sem fogo.
O que leva um homem como Sena Santos a cometer tantas, disseram, falhas primárias naquilo que há de tão essencial em qualquer cidadão comum que é a gestão do dinheiro e afins?
A comunicação social tem destes perigos. Tratando- -se de um mundo onde as pessoas se relacionam com todos os gurus, desde políticos passando por empresários, também é um mundo onde, na maioria dos casos, se ganha pouco ou mesmo muito pouco.
Se não houver permanente atenção, os jornalistas, principalmente os da velha guarda, que têm uma vida muitas das vezes sem horas e a desoras, facilmente embarcam por caminhos perigosos.
Se se deixam seduzir por uns jantarzitos ou uns whiskyzitos, poder-lhes-á chegar a factura mais tarde ou mais cedo.
Se querem ser fortes e pagam o assédio da vida, ficam tesos nos primeiros dez dias do mês. É uma chatice. É claro, dirão, que este tipo de problemas não é, longe disso, exclusivo dos jornalistas. Porém, digo eu, o jornalismo é muito especial e paradoxal. Necessita de uma grande exposição pública mas necessita também, os salários a isso obrigam, a regras de gastos muito rígidas.
Sem isso, podem, podemos, facilmente fazer “S”enas...

Até um dia destes.
CASTELO
Recolha selectiva
A recolha selectiva nos concelhos integrantes da Braval, no ano transacto, teve um acréscimo de 16% em relação a 2007. Os dados foram avançados pela Braval, que adiantou ainda que foram recolhidas 12 475 toneladas de resíduos recicláveis. Tal facto deve-se não só ao aumento do número de ecopontos mas, principalmente, devido à preocupação dos portugueses na salvaguarda do ambiente.
CASTELO DE AREIA
Sala de Interpretação do Território
A cultura da Póvoa de La-nhoso viveu um importante momento com a inauguração da Sala de Interpretação do Território. Para além da Via Romana XVII, esta nova resposta cultural integra, em si, um pedaço de cada uma das 29 freguesias do concelho, numa salvaguarda do passado e das tradições das nossas populações, mostrando, também, o que de melhor o concelho tem para oferecer a quem o visita.

Galegos

Explosão matou idosa

Uma idosa, com 84 anos, faleceu na madrugada de domingo, dia 11 de Janeiro, vítima de uma explosão, seguida de incêndio, que destruiu completamente o andar superior da habitação, situada na Rua da Veiga, na freguesia de Galegos.
O trágico acidente ocorreu por volta das 3h30 da madrugada e o estrondo foi ouvido a vários quilómetros de distância, tendo os vizinhos dado o alerta às autoridades.
A idosa – Maria da Conceição Vasconcelos, de 84 anos, vivia sozinha, passava o dia no Lar de S. José, regressando à noite à sua habitação.
Uma alegada fuga de gás poderá estar na causa da explosão, seguida do incêndio, que devorou completamento o primeiro andar da habitação.
No combate às chamas estiveram os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso que encontraram o corpo da idosa, já carbonizado, à porta da cozinha. A operação envolveu 23 homens apoiados por seis viaturas. No local foram encontradas duas botijas de gás intactas, as quais foram removidas para o exterior da habitação.
Algumas paredes interiores desabaram, as portas e janelas “desapareceram” completamente e o mobiliário foi devorado pelas chamas.
A vítima foi transportada à morgue do Hospital António Lopes, na Póvoa de Lanhoso, para autópsia.
As razões pelas quais a idosa se encontrava na cozinha não são conhecidas e a vítima poderá ter-se deslocado àquela divisão da habitação para preparar alguma bebida quente ou ter sentido o cheiro a gás.
No local compareceu uma patrulha do posto da GNR da Póvoa de Lanhoso, tendo o caso sido comunicado à Polícia Judiciária.
Uma alegada fuga de gás poderá ser a causa mais provável deste trágico acidente que roubou a vida a uma octogenária, mas as investigações prosseguem para apurar a verdadeira causa da tragédia.

Autarquia ajuda mais carenciados

Apoio ao arrendamento: subsídio

Desde a passada segunda-feira que o Gabinete de Apoio ao Munícipe da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso se encontra a receber as candidaturas referentes ao Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos.
Depois da aprovação, em sede de Assembleia Municipal, a autarquia colocou no terreno mais uma medida de apoio às famílias mais desfavorecidas do concelho, sendo obrigatória a consulta do Regulamento para Atribuição de Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos.
“Atento à situação das famílias e tendo em conta que as despesas com a habitação ainda consomem grande parte dos seus rendimentos, o Município vai atribuir um apoio económico ao arrendamento de habitações, quando não seja possível garantir resposta de alojamento em habitação social”, revela a autarquia.
Segundo o executivo camarário, “a Acção Social foi desde logo apontada como uma prioridade do mandato”.
“Esta medida corresponde à vontade de ajudar as famílias a passarem esta fase negativa que atinge o país. Sempre defendi que, em primeiro lugar, estão as pessoas e, por esse motivo, estamos a implementar estes instrumentos. Não será a resolução de todos os problemas, mas é certamente uma boa ajuda”, revela o presidente da Câmara. Ainda segunda a autarquia, a comparticipação pode variar entre os 50 e os 100 euros por mês de acordo com três escalões definidos e nunca será superior a 50% do valor efectivo da renda. Será paga mensalmente nos serviços financeiros da Câmara Municipal; será concedida durante um ano e poderá ser renovada.
Os critérios de fixação e atribuição assentam na avaliação da situação económica dos requerentes do subsídio, pelo que, para efeitos de cálculo do rendimento per capita do agregado familiar, ter-se-á em conta o rendimento anual ilíquido auferidos por todos os elementos que constituam o mesmo, bem como despesas fixas anuais em educação, saúde e encargos com a habitação.
Ter idade igual ou superior a 18 anos; residir na área do município há, pelo menos, 3 anos; possuir rendimento per capita inferior a 60% do salário mínimo nacional ou pagar um valor de renda superior a 25% do rendimento bruto do agregado; não ser beneficiário de outro tipo de apoio ao arrendamento; possuir contrato de arrendamento ou documento que o comprove são as condições de adesão ao subsídio ao arrendamento.

Realizada pela primeira vez no Espaço Jovem

Lan Party foi um sucesso

É um balanço extremamente positivo que a autarquia da Póvoa de Lanhoso traça da Lan Party, uma iniciativa realizada no Espaço Jovem, no Parque do Pontido, que contou com a participação de trinta jovens do concelho. O entusiasmo manifestado pelos vários participantes deixa em aberto a possibilidade de uma próxima edição.
“Durante 24 horas, cerca de 30 jovens do concelho, amantes de informática e de jogos de computador, não largaram os teclados, agarrando bem a oportunidade de experimentar uma iniciativa inédita na Póvoa de Lanhoso. Para além de participarem em torneios organizados, as cerca de 30 pessoas, rapazes com idades aproximadas entre os 14 e os 24 anos, puderam trocar experiências e conhecimentos, realizar pesquisas, fazer competições bem como partilhar ficheiros, isto porque os computadores se encontravam ligados numa rede local (LAN), disponibilizada para o efeito”, revela a Câmara Municipal.
Proporcionar o convívio e a assimilação de conhecimentos fornecidos pelos outros participantes e proporcionar aos aderentes a competição através de jogos de computador multiplayer foram alguns dos objectivos desta iniciativa. “Apesar de existirem zonas para descanso, os participantes optaram por passar uma noite totalmente diferente do habitual e, mesmo aqueles que levaram sacos-cama de casa, preferiram ficar acordados as 24 horas de duração desta Lan Part”, revelou ainda a autarquia que contou, nesta iniciativa, com a colaboração da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e do “ProntinhoTake Way”.

CULTURA - Centro de Criatividade

Oficinas de formação teatral

Jogos dramáticos, interpretação teatral, escrita criativa e artes plásticas são as oficinas patentes no Centro de Criatividade – Póvoa de Lanhoso, cujos objectivos passam, entre outros, pela formação artística de crianças e adultos.
A oficina de Jogos Dramáticos tem lugar aos sábados, das 9h30 às 13 horas, e aos domingos, das 15h30 às 18h30, e os destinatários são crianças dos 8 aos 13 anos. Contribuir como complemento no desenvolvimento criativo das crianças é um dos objectivos desta oficina, cujo primeiro módulo decorre até ao mês de Março.
Destinada a jovens e outros interessados, a oficina de interpretação teatral tem como objectivo a constituição do elenco da peça “Da Pedra ao Sonho”.
A decorrer às terças e quintas-feiras, pelas 21 horas, e aos sábados, pelas 15 horas, a oficina de interpretação teatral estende-se até ao próximo mês de Março, mês de estreia da referida peça.
Também até ao mês de Março, decorre no Centro de Criatividade a Oficina de Escrita Criativa, cujo objectivo passa por incentivar jovens escritores a experimentarem técnicas de dramaturgia e guiões para teatro, televisão e cinema. Esta oficina decorre às segundas-feiras, pelas 21 horas.
Máscara, Escultura, Pintura, Costura e Estilismo são algumas das propostas da Oficina de Artes Plásticas. Destinada ao público em geral e aos jovens, em particular, “A criação e a construção da Máscara” pretende desenvolver a criação e construção de máscaras teatrais, de Carnaval e decorativas.
A decorrer nos meses de Janeiro e Fevereiro, esta proposta tem lugar às segundas e quartas-feiras, às 21 horas, terças e quintas-feiras, às 17 horas e aos sábados, pelas 10h00.

Atelier de Escultura pretende
construir figuras e objectos gigantes

Destinado a jovens do Programa Juventude em Movimento e desempregados, o atelier de Escultura pretende construir figuras e objectos gigantes que possam servir como instrumento de intervenção na proposta da festa “Sexta-feira 13”, de Montalegre.
Visando formar jovens escultores e artistas plásticos, o atelier de escultura irá funcionar de segunda a sexta-feira, das 9 às 13 horas, nos meses de Janeiro e Fevereiro.
Desenvolver novas ideias, desenhos, métodos de criação e confecção de roupas, figurinos e adereços que possam ser usados na peça “Da pedra ao sonho” e outros eventos é um dos objectivos do atelier de Costura e Estilismo, que se destina a costureiras em situação de desemprego, jovens estilistas e comunidade em geral. Este atelier funcionará em dois turnos, um de manhã e outro de tarde, de segunda a sexta-feira.
Por último, o atelier de pintura visa criar um novo espaço complementar para a formação em artes plásticas e pintura. Destinado à comunidade em geral, este atelier funcionará, durante os meses de Janeiro e Fevereiro, às terças-feiras, em dois turnos, das 15h30 às 17h30 e das 21h00 às 23 horas.

PARJAP Portugal 2009

PR patrocina PARJAP

“A Sustentabilidade dos Espaços Verdes Urbanos” é o tema do 6º Congresso Ibero-Americano de Parques e Jardins Públicos - PARJAP Portugal 2009 - que se realizará de 23 a 27 de Junho de 2009, na Póvoa de Lanhoso, com o Alto Patrocínio da Presidência da República Portuguesa.
Pela primeira vez, aquele evento internacional acontecerá em Portugal, tendo como anfitriã a Póvoa de Lanhoso, numa parceria com a Associação Espanhola de Parques e Jardins Públicos e com o apoio da Associação Portuguesa dos Arquitectos Paisagistas.
Da Comissão de Honra fazem parte o Presidente da República, bem como o Governador Civil de Braga, o presidente da Associação de Municípios do Vale do Ave, o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, o presidente da Associación Española de Parques y Jardines blicos e o presidente da Associação Portuguesa dos Arquitectos Paisagistas.
Conferencistas provenientes do Peru, da Argentina, do Brasil, do Chile, de Espanha e de Portugal irão debater, ao longo de três dias, as temáticas do Desenho Sustentável, da Gestão Eficiente da Água na Paisagem, da Manutenção Sustentável e de Qualidade e do Uso Social dos Espaços Verdes. Os congressistas poderão ainda integrar visitas técnicas. Da Comissão Científica fazem parte Antonio Galván Pérez, Carme Lacambra Pifarré, Eleuterio Calleja Marchal, Rocío del Pilar Cano Carrión, Teresa Andresen e Manuela Raposo Magalhães.
As inscrições estão a decorrer junto do Secretariado do Congresso, na Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, podendo ser realizadas por correio normal ou e-mail. No que se refere a comunicações, o envio de resumos pode ser efectuado até 20 de Fevereiro; a aceitação de comunicações decorre até 20 de Março; e o envio de comunicações deve ser feito até 20 de Abril de 2009. O programa deste Congresso ainda está em fase final de elaboração. Paralelamente aos trabalhos que irão decorrer de 24 a 26 de Junho, haverá um programa para acompanhantes. Para o dia 27 de Junho, está previsto um programa pós-Congresso.

Pároco da Póvoa de Lanhoso e Galegos

Pe. Armindo já tomou posse

Uma autêntica unidade pastoral, a formação de leigos e a criação de um centro de formação em cada paróquia foram alguns dos objectivos apontados por D. Jorge Ortiga, Arcebispo-primaz de Braga, na cerimónia de tomada de posse dos novos arciprestes da Arquidiocese de Braga. O responsável máximo da Arquidiocese de Braga deixou estas palavras na cerimónia de tomada de posse, realizada no passado dia 7 de Janeiro, no decurso da qual o padre Armindo Gonçalves assumiu as funções de Arcipreste da Póvoa de Lanhoso.
Trabalhar em conjunto para dar respostas mais oportunas, contributos com alguma novidade na dinamização da vida pastoral da diocese foram outros dos pedidos deixados por D. Jorge Ortiga.
Dos catorze arciprestes empossados no passado dia 7, apenas quatro renovaram os seus votos, o que demonstra uma renovação na Diocese de Braga, sendo que o mandato de cada um dos arciprestes se estende até ao dia 31 de Julho de 2013.
No próximo domingo, dia 18 de Janeiro, o padre Armindo Gonçalves, o novo arcipreste da Póvoa de Lanhoso, irá reunir com os restantes párocos do arciprestado, no sentido de se constituir o Conselho Arciprestal que integrará os delegados para a catequese, liturgia, acção sócio-caritativa, jovens, famílias, vocações e IDAC/Fraternidade/Fundo Diocesano, com este último a assumir as funções de vice-arcipreste.

Acidente em Braga

Povoense ferido com gravidade

Um habitante da freguesia de Frades ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de viação ocorrido na Variante do Fojo, na freguesia de S. Pedro d’Este, em Braga.
Abel Campos, de 42 anos, funcionário da empresa de transportes Horácio O. Rodrigues, conduzia, na manhã do dia 7 de Janeiro, um pesado de mercadorias que capotou e caiu a uma ravina com cerca de cinco metros de altura, tendo ficado encarcerado dentro da viatura.
As causas exactas do acidente ainda estão por apurar mas tudo indica que o pneu suplente do veículo, que se encontrava por baixo do camião, se tenha soltado e posteriormente originado o capotamento do veículo. Na ocasião do acidente, o condutor apenas circulava com o tractor da viatura pesada.
No local compareceram os Bombeiros Sapadores de Braga e a viatura médica do INEM que prestaram os primeiros socorros ao ferido, o qual apresentava um traumatismo toráxico grave. Assistido no local, a vítima foi sujeita a ventilação assistida e conduzida ao Hospital de S. Marcos, em Braga.

S. Martinho do Campo e Garfe

Ponte de Nasceiros transitável

Devido ao atraso na construção da nova ponte sobre o Rio Ave, por parte da Águas do Ave, e porque a actual não se encontrava transitável, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procedeu a uma intervenção na Ponte de Nasceiros e restabeleceu a circulação de veículos.
Desde há alguns meses que o trânsito estava cortado naquela via e foram muitas as solicitações recebidas por parte dos moradores das freguesias de S. Martinho do Campo e Garfe, no sentido de que a situação fosse resolvida e o trânsito voltasse novamente à Ponte de Nasceiros.
Atendendo aos pedidos dos moradores, a Câmara procedeu a uma intervenção no local, colocando estruturas em subistituição de alguns pilares que tinham caído, tendo ainda pavimentado o tabuleiro, tornando a ponte transitável e facilitando a vida aos moradores daquelas freguesias, e não só, que deixam de andar vários quilómetros para acederam à outra margem.
Em Maio do ano transacto, a empresa Águas do Ave anunciou a construção da nova Ponte de Nasceiros, inserida no projecto de criação do acesso à ETAR de Campo/Santo Emilião, mas a mesma ainda não sofreu qualquer intervenção uma vez que a empresa aguarda o licenciamento por parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).
Enquanto que a nova ponte não é construída, a intervenção realizada pela autarquia restabeleceu novamente o trânsito na Ponte de Nasceiros.

BREVES

Curso de formação de Dj’s
no Espaço Jovem

Dirigido a jovens maiores de 16 anos, o Espaço Jovem, no Parque do Pontido, na Póvoa de Lanhoso, vai acolher, nos dias 7, 14 e 21 de Fevereiro, um curso de formação de DJ’s, orientado pelo DJ Sidónio, o DJ residente da discoteca Swing Crash, numa experiência de agrado do público mais jovem. De acordo com a Câmara Municipal, o jovem que mais se destaque nesta actividade vai ter oportunidade de ser o DJ num “set” de uma hora, numa das sessões da discoteca Swing Crash. Esta iniciativa surge da pretensão da autarquia em proporcionar aos jovens do concelho da Póvoa de Lanhoso a realização de actividades que, embora pelas quais manifestem interesse, não tenham os meios técnicos e humanos necessários para os realizar. As inscrições são limitadas.

ATPL prepara cabazes
para o Dia dos Namorados

Depois dos cabazes de Natal, a Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso (ATPL) encontra-se a preparar os cabazes para o Dia dos Namorados, que se comemora a 14 de Fevereiro, composto por produtos de alguns dos seus associados.
Vinhos – da Quinta do Minho e Casa da Capela, queijo da Quinta dos Moinhos Novos, argolas de guardanapo e um coração com dedicatórias de amor, produzido pela Cave Cast, são alguns dos produtos que integram os cabazes do Dia dos Namorados, cujos preços oscilam entre os 12 e os 22 euros.
Valentim, Baco, Afrodite e Cupido são as quatro propostas de cabazes preparadas pela Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso para assinalar a passagem do Dia dos Namorados.
Os interessados em adquirir os cabazes poderão fazer as suas reservas na ATPL.

Bolsa de turismo de Lisboa

Póvoa presente na BTL

Pelo segundo ano consecutivo, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso vai estar na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que se realiza de 21 a 25 de Janeiro, na FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, e se assume como a maior feira de turismo realizada em Portugal.
Apresentando um novo stand e nova imagem, a Câmara da Póvoa de Lanhoso mantém a aposta neste certame que conta, anualmente, com centenas de expositores e milhares de visitantes.
Apresentando ofertas turísticas atractivas e diversificadas, a BTL aposta ainda em participações especiais de países vindos dos quatro cantos do mundo, assim como em eventos paralelos para animação do certame.
Os dias 21 e 22 são reservados aos profissionais, ao passo que, de 23 a 25, o espaço estará aberto aos profissionais e público em geral. Macau, Paraguai e Região do Turismo do Algarve serão os destinos convidados da edição deste ano.

Aposta da autarquia

A BTL assume-se, assim, como a grande aposta da Câmara Municipal na divulgação do concelho da Póvoa de Lanhoso, onde a filigrana e a Maria da Fonte estarão em destaque.
Para além da apresentação do novo stand e imagens, a Câmara Municipal irá promover a filigrana, com a presença de Luís Monteiro, da Oficina do Ouro, de Sobradelo da Goma, que realizará trabalhos ao vivo, assim como a Maria da Fonte, com a presença da empresa Cave Cast, de Frades, que trabalhará ao vivo a figura da Maria da Fonte. Para além destes, marcará também presença a Associação de Turismo da Póvoa de Lanhoso, parceira da Câmara Municipal neste evento, e as empresas de animação turística do concelho – Diverlanhoso e Terra Pedestre.

V Festival Nacional

Teatro de Amadores

De 30 de Janeiro a 28 de Fevereiro a Póvoa de Lanhoso assume-se como o centro do teatro ama-dor, com a realização do V Festival Nacional de Teatro de Amadores, com a presença de oito peças a concurso. Todos os espectáculos têm início pelas 21h45 e no dia de encerramento, a 28 de Fevereiro, sobe ao palco a peça vencedora no ano transacto – A minha Família, de Carlos Liscano, pela Ajidanha/Companhia de Teatro Cães à Solta.
Para além do teatro, a galeria do Theatro Club recebe, durante aquele período, a exposição “Festivais de Teatro de Amadores na Póvoa de Lanhoso”.

Durante aqueles dias os espectadores poderão assistir às seguinte peças:
“A Caixa”, de Prista Monteiro, pelo Grupo de Teatro Palha de Abrantes; “Tchekhov, espirros e palpitações”, de Anton Tchekhov, pelo Cénico de S. Joaninho; “Auto da Alma”, de Gil Vicente, pelo Contacto; “O vizinho toca sempre duas vezes”, de Emílio Boechat, pelo Cale Estúdio Teatro; “Felizmente há luar”, de Luís Sttau Monteiro, pelo Teatro Meia Via; “Yerma”, de Federico Garcia Lorca, pelo Teatro Ensaio Raúl Brandão; “Fotos do Fogo”, a partir de Mário de Carvalho, pelo Teatro Passagem de Nível; “O solário”, de Fernando Augusto, pela Companhia de Teatro Pouca Terra.

MARIA DA FONTE

Rodrigo é o novo reforço

O brasileiro Rodrigo, vindo do Freamunde, é o recente reforço da equipa do Maria da Fonte. O defesa central iniciou os trabalhos sob o comando de Dinis Rodrigues no passado dia 7 de Janeiro e a sua inscrição já foi remetida à Federação Portuguesa de Futebol.
Apesar de já estarem sob os comandos de Dinis Rodrigues e terem integrado a equipa de trabalho, Alan Dinamite, vindo recentemente do Freamunde, e Rodrigo ainda não puderam dar o seu contributo à equipa, uma vez que aguardam a validação da inscrição pela Federação Portuguesa de Futebol.
Para além de Rodrigo, mais um avançado deverá, em breve, integrar o plantel da formação marifotista.

AUTOMOBILISMO

Rali Torrié volta à Póvoa

A vila da Póvoa de Lanhoso recebe, no início do mês de Março, a prova inaugural do campeonato de Portugal de Ralis. Assim, nos dias 7 e 8 de Março, o Rali Torrié volta à estrada, com a prova a disputar-se na vilas da Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho, tal como nas edições transactas.
Com a confirmação do apoio pelas autarquias da Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho, a edição deste ano será novamente organizada pelo Targa Clube.
Tal como nos anos anteriores, a prova vai desenrolar-se durante dois dias e conta, para além das verificações técnicas e documentais, com seis classificativas, de onde se destacam duas provas-espectáculo na Póvoa de Lanhoso, no dia 7, sábado, com uma delas a assumir um formato diferente, permitindo a competição de duas viaturas em simultâneo, o que despertará ainda mais o interesse dos espectadores, uma vez que proporcionará um maior espectáculo.
No segundo e último dia da prova, máquinas e homens deslocam-se para o concelho de Vieira do Minho, com as classificativas na Serra da Cabreira e também com duas provas-espectáculo, que encerram a edição deste ano.
A par das provas do campeonato nacional, o evento deste ano contará com uma prova extra que permitirá a participação de equipas que não pretendam alinhar no campeonato de Portugal de Ralis, acrescentando ainda mais interesse ao espectáculo.

Festa de Natal dos Bombeiros Voluntários

Joaquim Moreira
agraciado com ouro


Padre Armindo
é o novo arcipreste


Assaltaram lavandaria mas... foram detidos

Vilela:
Agros oferece elevadora a deficiente motora

Idosos
povoenses em confraternização

Assembleia Municipal
Tudo aprovado!

EDITORIAL

Armindo Veloso



9002
O nosso Jornal “Maria da Fonte” faz amanhã 123 anos e continua direitinho como um fuso graças aos melhores assinantes, anunciantes e leitores do mundo.
Embora isso, apeteceu-me escrever 2009 ao contrário. Não, não é por acaso. O ano 2009, em muitas coisas, será ao contrário do que se previa. Sendo o ano de quase todas as eleições não seria abusivo pensarmos que haveria vacas gordas fosse qual fosse o pasto.
Com o célebre déficit público controlado – já que as contas públicas são outra história... —, o governo faria com que as eleições autárquicas e legislativas – as Europeias nunca se deu por elas... — movimentassem toda uma Nação com mais-valias óbvias para todos nós.
A crise económica gravíssima que explodiu há poucos meses mas que já parece há anos dadas as consequências que teve trocou as voltas a todos.
Ao governo porque embora a crise o vá favorecer nas urnas – por paradoxal que pareça —, vai ter de falar ao contrário do que queria. Ou seja, em vez de apregoar as reformas e de cantar hossanas pelos sucessos, terá de pedir aos eleitores que, dada esta tempestade, mais vale continuar com o conhecido do que arriscar no desconhecido.
Mas que frustração, não tenham dúvidas.
A oposição, essa, ao contrário do que se previa, os partidos da esquerda estão cada vez maiores e, provavelmente, terão uma expressão eleitoral que nos surpreenderá a todos. Até aquele, o PCP, que apregoa a liberdade e a democracia sem nunca as ter praticado onde governou crescerá certamente.
Ao contrário da lógica das últimas décadas, já assistimos e vamos assistir a mais nacionalizações encapotadas para segurar por fios uma economia fraca como a nossa.
Ao contrário do que se previa, o petróleo corre o risco de bater recordes de preços baixos. Ao contrário do que se previa, em Janeiro um negro será o “ rei do mundo”.
Ao contrário do que se previa Durão Barroso vai fazer dois mandatos como presidente da Comissão Europeia e vai ficar na história da União ao lado de Jacques Delors.
Tantos “ao contrário” que ainda poderia acrescentar a esta crónica.
Esperemos, ao contrário do que se prevê, que todos nós tenhamos um excelente Dois Mil e Nove.

Até um dia destes.
CASTELO
Cultura
A cultura na Póvoa de Lanhoso está bem e recomenda-se. É uma das áreas com maior relevo no dia-a-dia dos povoenses e acaba por ser o pelouro que mais visível torna o concelho. Fátima Moreira, vereadora, está de parabéns pelo trabalho desenvolvido ao longo do último ano.
CASTELO DE AREIA
Política
O constante conflito entre o PS e o PSD não tem dado tréguas à salutar convivência entre os políticos povoenses. E em ano de eleições, temo que esta ‘telenovela’ assuma proporções ainda maiores e mais vergonhosas.

Festa de Natal dos Bombeiros Voluntários

Joaquim Moreira
agraciado com o crachá de ouro


A mais alta honraria da Liga dos Bombeiros Portugueses foi atribuída, no dia 20 de Dezembro, a Joaquim Lopes Moreira, segundo-comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, por ocasião da festa de Natal da corporação.
Depois do excelente concerto protagonizado pela Banda de Música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, António Lourenço, comandante da corporação, deu a conhecer o momento especial do dia: a atribuição do crachá de ouro ao segundo-comandante, Joaquim Lopes Moreira.
Antes da cerimónia, António Lourenço deu conta do ano triste vivido pelos soldados da paz povoenses que perderam dois dos seus elementos, um dos quais pertencente ao quadro activo.
“Deixaram-nos mas continuam aqui connosco”, lembrou o comandante António Lourenço que aproveitou a ocasião para agradecer à Banda de Música pelo facto de “ter dedicado o concerto ao Luís e ao Artur, os bombeiros que faleceram neste ano”. “Vamos realizar um acto de justiça para com um homem que, ao longo de mais de quarenta anos tem estado connosco, nos viu praticamente a todos entrar para os Bombeiros ,e, por minha iniciativa, vai ser homenageado hoje”, iniciou António Lourenço referindo-se a Joaquim Moreira.
“Trabalhador incansável, disciplinado e disciplinador, competente nas suas funções e leal”, foram algumas das características apontadas por António Lourenço que não deixou de referir que “todos nós reconhecemos que o segundo-comandante, Joaquim Moreira, foi e é um excelente bombeiro do corpo de bombeiros da Póvoa de Lanhoso.
A dedicação extrema à causa dos Bombeiros, o amor e o orgulho em ser bombeiro foi também referido por António Lourenço, que destacou ainda a competência e a permanente disponibilidade em trabalhar em prol de uma causa que se abraça quando se entra para o corpo de bombeiros.
No final da cerimónia de entrega do crachá de ouro foram distribuídas as consoadas pelos Bombeiros.

Percurso nos Bombeiros
Joaquim Lopes Moreira entrou para os Bombeiros em 1966, com apenas 18 anos, embora não oficialmente. Em 1971, passou à categoria de aspirante e integrou o quadro de comando, como ajudante, em 1981. Ao longo dos anos foi
distinguido com diversas medalhas por assiduidade.
Em 2006 assume a função de segundo-comandante, na qual
permanece até aos dias de hoje, tendo também sido agraciado, nesse mesmo ano, com a medalha de ouro da Associação dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso.

Arciprestado da Póvoa de Lanhoso

Pe Armindo é o novo arcipreste

Pároco das freguesias de Póvoa de Lanhoso e Galegos, desde Janeiro deste ano, Armindo Ribeiro Gonçalves foi nomeado arcipreste da Póvoa de Lanhoso, para um mandato de cinco anos, entre 2009 e 2013, uma vez que os mandatos dos actuais arciprestes terminaram a 31 de Dezembro.
A cerimónia de tomada de posse dos novos arciprestes teve lugar, no dia 7 de Janeiro, no Centro Pastoral da Arquidiocese.
Até finais de Janeiro de 2009 cada novo Arcipreste deverá constituir o Conselho Arciprestal que integra os delegados para a Catequese, Liturgia, Acção Sócio-Caritativa, Jovens, Famílias e Vocações.
Após consultar os respectivos Conselhos Arciprestais, o novo arcipreste comunicará qual o sacerdote escolhido para vice-arcipreste, devendo esse processo concluir-se, também, até finais de Janeiro.
As tomadas de posse dos vice-arciprestes, dos delegados de zona e dos Conselhos Arciprestais ocorrem entre finais de Janeiro e inícios de Fevereiro de 2009.
“Em todas as escolhas e decisões deverá sobressair o bem da Arquidiocese e do Arciprestado, com reflexos num serviço abnegado e profícuo em prol do povo de Deus. As mudanças que agora se operam são para nós motivo de esperança. Deus abençoe os nossos esforços e ilumine quantos assumem novas responsabilidades”, revela D. Jorge Ortiga.
Nomeado arcipreste da Póvoa de Lanhoso até 31 de Julho de 2013, Armindo Gonçalves sucede no cargo ao Padre António Lopes, que desempenhou aquela função durante cinco anos. Este sacerdote começou a sua missão pastoral em Braga, passou por Vila Verde e agora é um dos sacerdotes que trabalha na Póvoa.
As nomeações
– Arcipreste de Amares: Padre Dr. José Soares de Almeida;
– Arcipreste de Barcelos: Padre José Gomes da Silva Araújo;
– Arcipreste de Braga: Cónego Dr. Manuel Joaquim Fernandes da Costa;
– Arcipreste de Cabeceiras de Basto: Pe Dr. Francisco Marcelino M. Esteves;
– Arcipreste de Celorico de Basto: Padre Dr.
Armandino Pires Lopes;
– Arcipreste de Esposende: Padre Dr. Armindo Patrão de Abreu;
– Arcipreste de Fafe: Padre Dr. José Manuel
Faria Ferreira;
– Arcipreste de Guimarães e Vizela: Padre Dr. Armando Luís de Freitas;
– Arcipreste de Póvoa de Lanhoso: Padre Dr. Armindo Ribeiro Gonçalves;
– Arcipreste de Terras de Bouro: Padre Adelino da Costa e Sousa;
– Arcipreste de Vieira do Minho: Padre Alcino Dias Xavier da Silva;
– Arcipreste de Vila do Conde/Póvoa de Varzim: Padre Manuel Sá Ribeiro;
– Arcipreste de V.N. Famalicão: Padre Dr. Mário Martins Chaves Rodrigues;
– Arcipreste de Vila Verde: Padre Dr. António Rodrigues.

Verim

Acidente rouba a vida a jovem

Um jovem de 27 anos, residente na freguesia de Verim, foi uma das vítimas mortais de um aparatoso acidente de viação ocorrido em Safurdão, no concelho de Pinhel, que provocou ainda a morte a outro jovem e ferimentos graves nos restantes ocupantes.
Os cinco ocupantes da viatura deslocavam-se de França até ao nosso país para passarem a quadra natalícia junto dos seus familiares. No Mercedes seguiam quatro jovens de Vascoveiro, no concelho de Pinhel, e António Jorge Almeida da Silva, da freguesia de Verim, que vinha fazer uma surpresa à família.

Já foram detidos...

Assaltaram lavandaria em Mirão

Três indivíduos de nacionalidade estrangeira, com idades entre os 21 e os 36 anos, foram detidos por suspeita de furto numa lavandaria e tinturaria industrial localizada em Mirão, na Póvoa de Lanhoso.
O furto ocorreu por volta das 12.40 horas, do dia 17 de Dezembro, tendo os larápios arrombado as portas para se introduzirem no interior da lavandaria, a qual se encontrava encerrada. O alerta foi dado para a GNR da Póvoa que, de imediato, fez deslocar para o local duas patrulhas na tentativa de interceptar os indivíduos. Quando os militares chegaram ao local já os indivíduos tinham encetado a fuga. De imediato, foram alertados os postos da GNR de S. Torcato, Guimarães e Taipas, tendo os larápios sido interceptados, em Prazins, pela patrulha da GNR das Taipas.
Os três indivíduos, aquando da detenção, tinham na sua posse 100 metros de fio de cobre, um tambor e duas tampas em inox para máquina de lavar roupa, um estendal em alumínio, uma bomba de água submersível, quatro passadores para água, 36 peças circulares em alumínio, seis torneiras em inox e 61 peças em latão para emendas de canalização.
A viatura e o material foi apreendido e os indivíduos foram presentes ao Tribunal Judicial da Comarca da Póvoa de Lanhoso.

Vilela

Agros ajuda deficiente motora

O sonho de há vários anos concretizou-se e a jovem Alexandrina Oliveira, residente na Quinta de São Domingos, em Vilela, passou a dispôr, na tarde de quarta-feira, dia 17 de Dezembro, de um elevador que lhe permite aceder com facilidade à sua habitação.
Na concretização deste sonho antigo esteve a Agros, entidade que custeou a instalação do elevador e tem sido uma importante ajuda na vida da Alexandrina.
Desde há vários anos que esta empresa, sediada em Vila do Conde, tem participado na concretização dos sonhos desta jovem. Uma cadeira de rodas, apta para a prática desportiva e um computador foram algumas das ajudas prestadas pela Agros ao longo destes anos.
Na cerimónia de inauguração do elevador marcaram presença vários responsáveis da empresa, entre eles, Fernando Mendonça, presidente da direcção da Agros, assim como o presidente da mara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, entre outros convidados.
Alexandrina Oliveira, tem 28 anos e, recentemente, foi galardoada com o prémio “Mérito”, na Triunfo – Gala da Deficiência e Desporto, promovida pela autarquia povoense. Praticante de boccia e futebol em cadeira de rodas eléctrica, a jovem povense tem conseguido obter bons resultados naquelas modalidades.

CULTURA

Centro de Criatividade
prepara ‘Da pedra ao sonho’

Um espectáculo em tom de ópera popular, envolvendo mais de 250 participantes é o nova proposta de Centro de Criatividade - Póvoa de Lanhoso. As inscrições estão abertas até ao dia 12 de Janeiro e os interessados em integrar o espectáculo “Da pedra ao sonho” poderão fazer a sua inscrição junto do Centro de Criatividade.
A Preparação e formação do actor será orientada pelo encenador Moncho Rodriguez e neste neste processo experimental, o candidato poderá desenvolver diferentes experiências de formação artística complementares à arte do actor, como a dança, música e artes plásticas.

... nova residência artística
De 19 de Janeiro a 9 de Fevereiro, o Centro Criatividade – Póvoa de Lanhoso acolhe uma nova residência artística, numa actividade em que o teatro e o circo estarão de mãos dadas.
Famille Ramon” é pois a nova residência artística que contará com a presença de actores e actrizes, especialistas em teatro e circo, vindos dos quatro cantos da Europa, que se conheceram na escola de teatro do gesto em Bruxelas no ano de 2004. Reúnem-se para misturar as suas competências no intuito de criar um espectáculo de espírito burlesco.
“Eles vêm partilhar com o público a vida de uma família de artistas: as suas alegrias e tristezas, sonhos e proezas! Um espectáculo que foi ganhando forma nas cenas Belgas em 2007 e que está a caminho da Póvoa de Lanhoso para mais uma etapa de criação.

Câmara Municipal: almoço com utentes das IPSS's


Idosos em confraternização

Como forma de assinalar o Natal, e promover momentos de convívio e confraternização, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso proporcionou, no dia 16 de Dezembro, um almoço no qual participaram 240 idosos, utentes das Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho.
Os Centros Sociais de Serzedelo, Taíde, Monsul, Sobradelo da Goma, Garfe e Calvos, o Centro Teresiano de Verim, a Casa de Trabalho de Fontarcada, a Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, a Associação Em Diálogo, através do Apoio Domiciliário em Covelas e Travassos, e a Comissão de Melhoramentos de Santo Emilião foram as entidades envolvidas.
Para além do almoço, houve ainda momentos de animação proporcionados pelos utentes da Casa de Trabalho de Fontarcada, entidade parceira na organização do almoço de Natal deste ano.
“O almoço está a correr bem, as instituições aderiram em peso e estamos em mais um momento de confraternização com os mais velhos, desta feita, aqueles que são utentes das várias IPSS's. É sempre um momento diferente que a Câmara propicia a estes idosos se bem que, ao longo do ano, realizamos outras iniciativas dirigidas a este tipo de público, nomeadamente actividades desportivas que vamos disponibilizando através de um animador sócio-cultural”, revelou Fátima Moreira, vereadora da Acção Social.
A edil deu ainda a conhecer uma das apostas da autarquia no próximo ano que se prende com a realização mensal de uma actividades dirigida ao público sénior.
“Vamos ter mensalmente uma actividades, pois são momentos importantes de confraternização, de sociabilização e fazem com que as pessoas saiam de casa e se sintam felizes”, revela a vereadora da Acção Social.
Depois do almoço seguiu-se a animação com a alegria a pairar nos rostos dos mais velhos. Um dia diferente para os idosos povoenses.

Assembleia Municipal

Tudo aprovado!

A última reunião da Assembleia Municipal ficou marcada pela aprovação de todos os pontos da ordem de trabalhos. O Regulamento para Atribuição de Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos, o Orçamento e Plano de Actividades para o ano de 2009 e a Estrutura de Mapa de Pessoal do Município da Póvoa de Lanhoso foram os assuntos levados a discussão e votação na Assembleia Municipal. Para além destes foi incluído, aquando do início dos trabalhos, o pedido de declaração de interesse público municipal do projecto da Associação Oportunidades, que visa a construção de um lar e valência de apoio social, na área da saúde mental, a construir na freguesia de Fontarcada. Tal matéria mereceu a aprovação por unanimidade.
Os trabalhos foram iniciados com a apresentação, por parte do executivo, da actividade da Câmara Municipal desde a última Assembleia Municipal. Gabriela Fonseca, vice-presidente da Câmara Municipal, foi quem deu a conhecer aos deputados o trabalho desenvolvido pelo executivo. Para além da enumeração das várias obras e iniciativas realizadas a edil destacou “o esforço para equilibrar as contas da autarquia, reduzindo a dívida global como podem constatar na informação financeira que se anexa. Informação esta que ainda não reflecte a incorporação do empréstimo recentemente contraído e que mesmo assim já revela um desempenho positivo no que à redução de dívida diz respeito”.
Os custos com a iluminação natalícia, as árvores da Avenida 25 de Abril, a abertura de propostas dos concursos públicos e a não aprovação, por parte do executivo, em reunião de Câmara, da proposta do PS que visava a não cobrança de 5% do valor pago em sede de IRS foram alguns dos assuntos levantados por Tinoco de Faria, líder da bancada socialista.
Pela terceira vez levado à reunião da Assembleia Municipal, o Regulamento para Atribuição de Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos foi aprovado. Tal consenso resultou do trabalho prévio realizado por uma comissão, integrada, entre outros, pelos líderes da bancada PS e PSD, onde todas as sugestões apresentadas foram aprovadas por unanimidade.
A mesa que preside à Assembleia Municipal optou pela abstenção uma vez que, segundo Isabel Jorge, presidente da Assembleia Municipal, “ a comissão não saiu da Assembleia Municipal”.
Apesar de aprovado, com a abstenção de quase toda a totalidade dos elementos do PS, a Estrutura de Mapa de Pessoal do Município da Póvoa de Lanhoso mereceu algumas críticas por parte da bancada socialista.
Por sua vez, o Plano e Orçamento para 2009 foi aprovado com 23 votos a favor, 18 abstenções e 12 votos contra, dos deputados eleitos pelas listas do PS. “O Centro Educativo António Lopes, o Centro Educativo de Monsul, a autonomia financeira das Juntas de Freguesia, o Jardim Professor Gonçalo Sampaio, a pavimentação da estrada de Requeixo, a redução do IMI, a implementação do Subsídio de Apoio às Rendas, o aumento brutal dos apoios ao nível dos escalões escolares, a duplicação das Bolsas de Estudo, o programa Viver Mais e o Congresso Ibero-Americano, são bons exemplos do trabalho que vamos executar em 2009. Para além disso, estamos a candidatar mui-tas outras obras que serão executadas na Vila e nas Freguesias”, referiu Manuel Baptista, presidente da Câmara Municipal, na apresentação do Plano de Actividades e Orçamento.
Na declaração de voto, o PS considera que “o plano de actividades e orçamento para 2009 é mais uma vez inacreditável. Estes documentos que hoje aqui analisamos são a prova final que este executivo continua a não saber de onde vem nem para onde vai. A falta de rumo é absoluta e os objectivos completamente incertos, avançando com total desnorte”. “A autarquia faz uma aposta clara na defesa dos povoenses. As medidas sociais são um bom exemplo de como deve ser gerida uma autarquia. Em 2009 as Juntas de Freguesia terão autonomia para realizarem os seus investimentos”, referiu Miranda Gomes, líder da bancada do PSD.

Partido Socialista esclarece tomadas de posição

Em nota de imprensa, enviada aos órgãos de comunicação social, o Partido Socialista da Póvoa de Lanhoso torna públicas as suas posições relativamente aos assuntos tratados na última Assembleia Municipal, realizada no passado dia 22 de Dezembro, nomeadamente o Regulamento do Subsídio ao Arrendamento e o Mapa de Pessoal.
Relativamente ao primeiro ponto, o Regulamento do Subsídio ao Arrendamento, o PS entende que “finalmente foram criadas as condições para a aprovação do Regulamento... E ao votarmos agora favoravelmente há que dizer que não fomos nós que mudamos de posição ou de estratégia, antes o PSD e a sua maioria na Câmara”, esclarecendo ainda que “o Regulamento apresentado é muito melhor que o anterior e incomparavelmente melhor que o primeiro submetido à apreciação desta Assembleia”.
“Retirar do âmbito decisório do Presidente da Câmara, deste ou de qualquer outro, a definição de quem recebe ou não subsídio e a quem se mantém ou é retirado o mesmo” e “definir-se que a decisão de concessão ou manutenção do subsídio está sempre obrigatoriamente estribada no Parecer da Comissão Técnica” foram algumas das algumas das alterações apontadas pelos elementos do Partido Socialista.
Em relação ao Mapa de Pessoal, aprovado na última Assembleia, com a abstenção da oposição, o PS revela que “compreende a necessidade da alteração do Mapa de Pessoal” mas “não pode aceitar acriticamente os inúmeros Técnicos Superiores que a actual Câmara pretende integrar no referido Mapa”.
“Vários destes entraram na Câmara para prestar assessoria política – nomeadamente alguns que foram candidatos a Juntas de Freguesia pelo PSD ou seus familiares, pelo que deveriam entrar e sair de acordo com os resultados eleitorais – e, espantosamente, aprestam-se agora para integrar o Quadro de Pessoal do Município”, são alguns dos factos apontados pelos elementos do PS.
“Em coerência com o acima expendido, o Partido Socialista deveria inviabilizar o proposto Mapa do Pessoal. Mas temos consciência que tal inviabilização seria penalizante e injusta para aqueles que legitimamente aguardam com expectativa a definição da sua situação profissional”, esclarecem.

NATAL

Presépios originais
Várias turmas da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso deitaram mãos à obra e construíram vários presépios, que primam pela originalidade tanto no formato como nos materiais usados.
Os vários presépios podem ser apreciados na galeria de exposições do Theatro Club. Pinhas, papel, tecidos, folhas, palhadaço, algodão e rolhas foram alguns dos materiais usados pelos alunos na sua construção.

Garfe – presépios encantam visitantes
A aldeia de Garfe, considerada como a aldeia dos presépios, foi inundada de visitantes para apreciarem as treze criações dos habitantes da freguesia. No dia 25 de Dezembro, dia de Natal, foram milhares as pessoas que ali se deslocaram para ficar a conhecer as várias obras de arte.
Desde o dia 14 de Dezembro, dia de abertura, que a freguesia tem registado uma grande afluência de visitantes. Durante estes dias, em cada um dos presépios foi celebrada uma missa, com a última das celebrações a ter lugar domingo, dia 4 de Janeiro, pelas 17 horas, no presépio do lugar da Pena.
Cilindro, Costa, Salgueiros, Devesa, Carvalhinho, Igreja, Gondiães, São Pedro, São Roque, Pinheiro, Quintã, Moinhos e Pena são os lugares onde estão localizados os presépios.

SC Maria da Fonte

Maria com mexidas no plantel

Sete saídas e duas entradas foram as recentes alterações realizadas no plantel do SC Maria da Fonte. Hélder, médio, ex-Marinhas e Alan Dinamite, extremo, ex-Freamunde foram as mais recentes aquisições da formação marifontista. Contudo, há a registar a saída de sete atletas, sendo eles: Nuno Ribeiro, Zé Pedro, Neves, Paulinho Lopes, Gil, Tiago e André. Com estas entradas e saídas, o plantel do Maria da Fonte ficou reduzido a dezoito elementos, de entre os quais três guarda-redes. Segundo informações recolhidas, dentro em breve poderão juntar-se ao plantel um central e um avançado.